Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Sex | 19.10.18

O óleo CBD acelera a regeneração óssea

Medicinas Alternativas

O cânhamo que contém canabinóides canabidiol (CBD) pode curar ossos fracturados rapidamente e pode tornar os ossos ainda mais fortes do que antes. Este foi o resultado de um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Tel Aviv e da Universidade hebraica de Jerusalém. 

Imagem: dasein.

 

Cada vez mais estudos científicos demonstram a eficácia do cânhamo na medicina, e, em particular, da CBD. Os resultados deste novo estudo abre caminho para futuras pesquisas sobre o uso do cânhamo no tratamento de osteoporose e doenças ósseas. O grande  potencial destes compostos canabinóides é, de acordo com o estudo não é caso para menosprezar.

 Atenção: O Canabidiol (CBD), que representa aproximadamente 40% dos canabinóides encontrados na planta Cannabis sativa (cânhamo), é desprovido dos efeitos psicológicos e cognitivos típicos do 9-Tetraidrocanabinol (9-THC).

 

Fontes:

David Gutierrez

kopp-verlag

As Medicinas Alternativas

Qui | 18.10.18

O poder da mente

Medicinas Alternativas

Infelizmente ainda são poucas as pessoas que têm consciência deste poder, o poder da nossa mente. Poder esse para o bem da humanidade, para a nossa saúde e bem estar.

Em vez disso temos hoje em dia uma péssima alimentação desnutrida, desvitalizada, industrializada, cheia de aditivos e pesticidas, demineralizada e pobre em vitaminas. Porquê? Devido à ganância desmesurada de 3 multinacionais que dominam toda a indústria de alimentos(!) no mundo ocidental. São elas, a Kraft-Monsanto, a Nestlé e a Unilever.O que fazem ao consumidor com o seu domínio quase total no ramo alimentar? Mudam os nossos hábitos alimentares para pior, manipulam a seu bel prazer a oferta e a procura. Qual a consequência desses produtos sem qualidade dessas 3 fábricas mais poderosas que a maioria das nações? Devido à má qualidade dessas "rações" humanas(!) o estado de consciência e despertar é deliberadamente condicionado e até atrasado fazendo com que a capacidade de raciocínio seja também ele dificultado!

 

 

 

 

 

De:

Medicinas Alternativas

Qua | 17.10.18

Agricultor ganha causa em tribunal contra multinacional Monsanto

Medicinas Alternativas

Nesta quinta-feira (2015/09/10) o tribunal de apelação de Lyon na França condenou a empresa americana Monsanto, líder mundial de biotecnologia de plantas, de intoxicar o agricultor francês Paul François.

 
A Monsanto foi reconhecida em 2012 como a principal “responsável” pelo envenenamento do agricultor francês com o herbicida Lasso. Foi o primeiro caso em que os interesses da Monsanto foram prejudicados, já que a causa do incidente foi  estabelecida.

 

 

François Lafforgue, advogado do agricultor, comentou a situação:

“É uma decisão histórica. Pela primeira vez na França e em toda a Europa a Monsanto foi julgada culpada pela intoxicação com pesticidas de um trabalhador agrícola.

Há outros casos na França quando agricultores e trabalhadores agrícolas abriam processos penais contra Monsanto. O procedimento foi lançado e estamos à espera de decisões sobre estes casos”.

O advogado explicou a história do caso:

“A caraterística típica de pesticidas é que eles são muito perigosos, pelo menos os que foram usados antes do ano 2000 e neste momento foram retirados do mercado. Umas centenas de produtos perigosos deste tipo foram retiradas da venda depois de serem causa de envenenamento de toxinas e várias doenças sérias. Lutamos para que os produtores sejam levados à justiça e para que agricultores recebam compensações”.

Há cada vez mais agricultores e consumidores pela Europa que querem ver suas hortas, propriedades rurais, alimentos e terras livres de OGM e de transgénicos. Também há cada vez mais estudos conclusivos demonstrando a correlação entre as doenças e os herbicidas, as doenças e os OGM, as doenças e os transgénicos.

Quem quiser manter ou até mesmo melhorar a sua saúde, dificílmente será através destes produtos intoxicados e adulterados pela Monsanto e outras multinacionais. Manter apenas alimentos frescos e biológicos no seu prato é na verdade sensato. Para bem da sua saúde.

 

Fonte:
sputniknews.com/sociedade

Outras

As Medicinas Alternativas

Ter | 16.10.18

Iphone causa comportamento suspeito

Medicinas Alternativas

Imagem:exame.abril.

 

Comportamento suspeito nas formigas relativamente ao telemóvel Iphone

De facto há muito tempo que há suspeitas muito grandes em torno dos micro-ondas e dos telemóveis/celulares, suspeitas essas que desaguam sempre em torno da saúde humana.

Na Suíça e noutros países e mais "avançados" as torres de telemóveis/celulares são proibidas nas imediações de jardins, creches e até mesmo escolas.

Há até localidades onde as crianças não podem usar e não é aprovado o uso destes aparelhos por se ter chegado à conclusão de danificarem o cérebro humano.

 

Eu conheço vários casos de pessoas adultas com tumores cerebrais devido ao uso destes aparelhos.

 As formigas, as cegonhas, os gatos e outros animais são conhecidas por tolerarem relativamente bem campos electromagnéticos negativos, basta verificar como as cegonhas constroem por vezes seus ninhos em cima de torres de fios de alta tensão de 300.000 V sem sofrerem danos com isso, a não ser que toquem nos fios.

Curioso e suspeito é o comportamento das formigas, ao evitarem passar pelo telemóvel! 

 

Fontes:

sputnik 

outras

As Medicinas Alternativas

Dom | 14.10.18

Protecção solar eficaz e sem ingredientes cancerígenos

Medicinas Alternativas

O protector solar da Lavera obedece aos padrões de certificação exigidos pela UE e são como tal cosméticos naturais certificados.

Foto:beautyjagd.

 

O produto contêm:

+ 100% cosméticos naturais certificados com ingredientes naturais de plantas e extractos de vegetais biológicos ou óleos biológicos
+ 100% desenvolvido  na Alemanha e de produção sustentável e amiga do ambiente
+ 100% livre de conservantes sintéticos, parabenos e filtros UV químicos
+ 100% livre de silicones, parafinas e petróleo


Mesmo com um protector solar de 20 as ondas-UVB são blindadas até 95%, sem prejudicar as funções da pele, como p.ex. o sistema imunitário ou a formação vital de vitamina D para a vida. Isto se aplica à pele de adultos e também com a pele de bebés e  de crianças.

 

Se não estou em erro em 2009 a LAVERA era a única empresa que conseguiu cumprir os critérios da UE em termos ecológicos, biológicos na produção de protectores solares. A Weleda, a Eco Cosmetics e Santé acabaram por desistir por não conseguirem reproduzir conforme as exigências da UE.

 

Já os protectores convencionais são muitas vezes rejeitados por diversas razões:

- São cancerígenos, segundo vários estudos

- Provocam irritações na pele sensível por conterem conservantes e perfumes sintéticos

- Por conterem substâncias parecidas a hormonas, quando colocadas nas crianças os protectores convencionais provocam alterações hormonais

 

Atenção, os óxidos de zinco, de titânio embora sejam partículas muito pequenas e por vezes usadas na cosmética natural, são moléculas pelo menos 1.000 vezes maiores do que as que são usadas pela indústria convencional, por isso estas moléculas quando usadas na cosmética natural não penetram na pele e mantendo-se assim por esse motivo à superfície. 

Eu quando uso protecção solar, só uso da Lavera e em Cabo Verde já experimentei usá-la durante vários dias e posso afirmar que depois de esfregada na pele, é resistível à água e a minha pele continuou branca após vários dias ao sol durante pelo menos 12 h diárias.

Pessoas de pele negra não precisam de protecção solar.

 

De.
As Medicinas Alternativas

Sab | 13.10.18

Jovem se cura de HIV sem drogas farmacêuticas

Medicinas Alternativas

Francesa é mais um caso de regressão do HIV mesmo sem tomar fármacos há 12 anos

Uma jovem francesa de 18 anos, que tinha contraido o HIV no nascimento, está há 12 anos sem tratamento antirretroviral, sendo mais uma pessoa de regressão do vírus da SIDA / AIDS sem drogas farmacêuticas.

 

O médico Saez-Cirion contou que a menina, cuja identidade foi preservada, contraiu o HIV no nascimento por conta do mau controle do vírus em sua mãe. A partir de então, começou a receber um tratamento profilático, passando a receber medicamentos retrovirais aos três meses, quando a carga viral subiu muito. Aos cinco anos e meia, sua família parou de levá-la à clínica onde era tratada.

Saez-Cirion afirmou que a jovem francesa está em um grupo  de pessoas que permanece livre de uma infecção ativa do HIV por um longo tempo, mesmo sem tomar antirretrovirais.



Fonte:

sputniknews

As Medicinas Alternativas

Sex | 12.10.18

Os ossos e os anti-depressivos químicos

Medicinas Alternativas

 Anti-depressivos reduzem a densidade óssea

Como resultado, os cientistas sugerem tomar apenas anti-depressivos o mais curto espaço de tempo possível. As drogas candidatas incluem os seguintes "ingredientes": bromidrato de citalopram, oxalato de escitalopram, cloridrato de fluoxetina, maleato de fluvoxamina, cloridrato de paroxetina e cloridrato de certralina.

Aparentemente, estes "ingredientes" podem trazer um desequilíbrio no metabolismo ósseo  e acelerar a atividade dos osteoclastos. Os osteoclastos são células ósseas degradadas. Isto significa que os antidepressivos conduzem a uma redução na densidade óssea (osteoporose) e, assim aumentar o risco de fracturas ósseas.

 

Quem toma antidepressivos arrisca a ter efeito colateral

O risco de fratura , segundo o estudo, aumenta após um ano de consumo de antidepressivos em 76 por cento mais do que no grupo de controlo que não tinha tomado anti-depressivos. Segundo esse mesmo estudo, estas drogas farmacêuticas são bem mais nefastas nos ossos do que outros fármacos.

 

Anti-depressivos para muitas causas

Na depressão, mas também com outros problemas muito diferentes se receitam os  anti-depressivos  como p.ex. em casos de dores crónicas, em casos de cancro/câncer e em casos de doenças graves.

 

Anti-depressivos durante a menopausa

Prescreve-se anti-depressivos em casos que nada têm a ver com a psique como p.ex. em sintomas da menopausa.

Depois vêm os efeitos secundários que não são de menosprezar, secura da boca, aumento de peso, distúrbios digestivos, insónias, tonturas e transpiração excessiva, porém mais graves são estes efeitos secundários como secura da boca permanentemente, insónias constantes ou frequentes, aumento de risco de AVC, cancro e até paragem cardíaca. 

 

Fontes:

Zentrum Der Gesundheit

bbc.com/portuguese/ciencia/story/2007/01/070123_antidepressivoossosfn.shtml

Kopp Verlag

As Medicinas Alternativas

Qui | 11.10.18

Intolerância ou alergia ao glúten

Medicinas Alternativas

Imagem: receitasesaude.

 

Imensa gente tem problemas com o glúten e nem sabe que transporta esse problema consigo. 8 em cada 10 europeus tem tendência para ser intolerante ao glúten.

 

Aqui estão os dez sintomas mais comuns:

1 .Digestão lenta ou até indigestão:

Um dos principais sintomas da alergia ou intolerância ao glúten são problemas digestivos.

Entre eles, o intestino irritável, a dor de estômago, inchaço e gases.

Isso ocorre  quando o corpo não pode digerir o glúten, esta substância provoca vários problemas no sistema digestivo.

2. Dor de cabeça

Outro sinal de uma possível alergia ou intolerância ao glúten são dores de cabeça crónicas, que podem variar de leves a enxaquecas fortes.

Neste caso, a dor ocorre com mais frequência do que o habitual, especialmente depois de consumir qualquer alimento com glúten.

Se você sofre de dor de cabeça constante, preste atenção quando ela começar e observe se existe possibilidade de estar relacionada com o consumo de glúten.

3. Fadiga crônica

Se você sentir cansaço constante, apesar de não feito qualquer esforço ou atividade, acenda o sinal vermelho para uma possível incompatibilidade com o glúten.

A fadiga é um sintoma comum a deficiência de nutrientes, mas se você sofre de alergia ou intolerância ao glúten, ela também pode manifestar-se desta forma.

4. Confusão mental ou pensamento lento

Alergia ou intolerância ao glúten pode perturbar a atividade do cérebro.

Você pode sentir tonturas, visão turva, dificuldade de concentração ou lentidão mental.

Esses sintomas comumente são confundidos com estresse, fadiga ou idade.

5. Dor nas articulações

A alergia ou intolerância ao glúten geralmente provoca inflamação em todo o corpo, causando dores nas articulações.

6. Debilidade no sistema imunológico

Se sentir uma diminuição em suas defesas, ou seja, você fica mais doente do que o habitual, o seu corpo pode estar se enfraquecendo diante de uma alergia ou intolerância ao glúten.

7. Depressão

Alergia ou intolerância ao glúten também provoca doenças nervosas.

O paciente tende a sentir-se deprimido, ansioso, irritado e pode sofrer alterações bruscas de humor.

8. Doenças na pele

Como uma reação ao glúten, o corpo pode manifestar por meio de coceira e irritação da pele, erupções cutâneas, eczema, psoríase, queratose pilar ou erupções cutâneas de modo geral.

Os locais mais comuns desses problemas são coxas, braços e rosto.

9. Predisposição a cáries

Quando há alergia ou intolerância ao glúten, os dentes ficam enfraquecidos, o esmalte torna-se mais permeável e há maiores chances de cáries.

Além disso, toda a saúde oral é afetada, podendo ocorrer feridas dolorosas na boca.

10. Desordem hormonal

Os hormônios também podem ser severamente afetados pelo glúten, especialmente os níveis de estrogênio.

Isso afetará os períodos menstruais e provocará mudanças no peso, diminuição ou aumento.

O que fazer?

Se você tiver mais de um desses sintomas, é necessário fazer uma visita ao médico ou MTC-Acupunctor e manifestar a sua preocupação.

Certamente ele vai pedir alguns exames, como o teste para saber se o seu corpo tem algum nível de doença celíaca.

Também fará alguns testes de alergia e exames gástricos. O mais fiável é fazer análises às fezes.

Mas você mesmo pode dar o primeiro passo.

Experimente uma dieta livre de glúten por alguns dias.

Se sentir alívio e os sintomas desaparecerem, é quase certo que você têm problemas com o glúten.

 

Sabia que existe uma correlação entre as doenças autoimunes e o consumo de alimentos com glúten? A doença da Tiróide de Hashimoto é uma das possíveis consequências do consumo de alimentos que contêm glúten. Isto porque o glúten faz aumentar a necessidade de hormonas da tiróide. Outra consequência é que o glútem vai provocar uma reação exagerada do sistema imunitário.

O glúten pode fazer aumentar seu peso?

E que também está implicado na Esclerose Múltipla?

Que as crianças autistas são sensíveis ao glúten no trigo?

 

E sabia que o trigo sarraceno/mourisco não tem glúten? Milho painço, batata doce, batatas, , quinoa e amaranto podem ser boas alternativas.

 

Fontes:

Alcalinize-se

Hábitos ancestrais russos e europeus

MTC e a alimentação segundo os 5 elementos

Mundo Natural

Zentrum Der Gesundheit

As Medicinas Alternativas

Qua | 10.10.18

Cancro quando exposto à 5ª Sinfonia de Beethoven, perde sua capacidade ou chega mesmo a morrer...

Medicinas Alternativas

 Estudo e efeitos da V Sinfonia nas células de câncer de mama

 

Drª Márcia Capella, coordenadora do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, coordenou a pesquisa do Programa de Oncobiologia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) que expôs células ligadas ao cancro da mama à 5ª Sinfonia de Beethoven e a Atmosphères de György Ligeti. 1 em cada 5 células desapareceu e as sobreviventes diminuíram de tamanho.

Tradicionalmente a musico terapia é já largamente utilizada em desordens emocionais. Este estudo comprova que "a música produz um efeito directo sobre as células do nosso organismo".

O resultado é enigmático para a cientista. O sucesso de 2 composições aparentemente tão distintas procura junto de professores de música associações por via do rítmo, timbre ou intensidade.

Depois de descobrir a causa responsável pela alteração das células, a intenção é "construir uma sequência sonora especial para o tratamento de tumores". Outros géneros musicais serão investigados e em Abril será testado o samba e o funk.


Música contra o câncer e a A Música e seus efeitos terapêuticos

Música contra o câncer
Células tumorais expostas à "Quinta Sinfonia", de Beethoven, perderam tamanho ou morreram

Renato Grandelle - RIO - Mesmo quem não costuma escutar música clássica já ouviu, numerosas vezes, o primeiro movimento da "Quinta Sinfonia" de Ludwig van Beethoven. O "pam-pam-pam-pam" que abre uma das mais famosas composições da História, descobriu-se agora, seria capaz de matar células tumorais - em testes de laboratório. Uma pesquisa do Programa de Oncobiologia da UFRJ expôs uma cultura de células MCF-7, ligadas ao câncer de mama, à meia hora da obra. Um em cada cinco delas morreu, numa experiência que abre um nova frente contra a doença, por meio de timbres e frequências.

A estratégia, que parece estranha à primeira vista, busca encontrar formas mais eficientes e menos tóxicas de combater o câncer: em vez de radioterapia, um dia seria possível pensar no uso de frequências sonoras. O estudo inovou ao usar a musicoterapia fora do tratamento de distúrbios emocionais.

- Esta terapia costuma ser adotada em doenças ligadas a problemas psicológicos, situações que envolvam um componente emocional. Mostramos que, além disso, a música produz um efeito direto sobre as células do nosso organismo - ressalta Márcia Capella, do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, coordenadora do estudo.

Como as MCF-7 duplicam-se a cada 30 horas, Márcia esperou dois dias entre a sessão musical e o teste dos seus efeitos. Neste prazo, 20% da amostragem morreu. Entre as células sobreviventes, muitas perderam tamanho e granulosidade.

O resultado da pesquisa é enigmático até mesmo para Márcia. A composição "Atmosphères", do húngaro György Ligeti, provocou efeitos semelhantes àqueles registrados com Beethoven. Mas a "Sonata para 2 pianos em ré maior", de Wolfgang Amadeus Mozart, uma das mais populares em musicoterapia, não teve efeito.

- Foi estranho, porque esta sonata provoca algo conhecido como o "efeito Mozart", um aumento temporário do raciocínio espaço-temporal - pondera a pesquisadora. - Mas ficamos felizes com o resultado. Acreditávamos que as sinfonias provocariam apenas alterações metabólicas, não a morte de células cancerígenas.

"Atmosphères", diferentemente da "Quinta Sinfonia", é uma composição contemporânea, caracterizada pela ausência de uma linha melódica. Por que, então, duas músicas tão diferentes provocaram o mesmo efeito?
Aliada a uma equipe que inclui um professor da Escola de Música Villa-Lobos, Márcia, agora, procura esta resposta dividindo as músicas em partes. Pode ser que o efeito tenha vindo não do conjunto da obra, mas especificamente de um ritmo, um timbre ou intensidade.


Em abril, exposição a samba e funk

Quando conseguir identificar o que matou as células, o passo seguinte será a construção de uma sequência sonora especial para o tratamento de tumores. O caminho até esta melodia passará por outros gêneros musicais. A partir do mês que vem, os pesquisadores testarão o efeito do samba e do funk sobre as células tumorais.

- Ainda não sabemos que música e qual compositor vamos usar. A quantidade de combinações sonoras que podemos estudar é imensa - diz a pesquisadora.

Outra via de pesquisa é investigar se as sinfonias provocaram outro tipo de efeito no organismo. Por enquanto, apenas células renais e tumorais foram expostas à música. Só no segundo grupo foi registrada alguma alteração.
A pesquisa também possibilitou uma conclusão alheia às culturas de células. Como ficou provado que o efeito das músicas extrapola o componente emocional, é possível que haja uma diferença entre ouví-la com som ambiente ou fone de ouvido.

- Os resultados parciais sugerem que, com o fone de ouvido, estamos nos beneficiando dos efeitos emocionais e desprezando as consequências diretas, como estas observadas com o experimento - revela Márcia.

 


Fontes:
noticias naturais 
as medicinas alternativas
Ter | 09.10.18

O rabanete

Medicinas Alternativas

Origem do rabanete: China

 

Finalmente, a estação quente chegou e com ele o desejo por alimentos frescos e alimentos refrescantes. Para trás, encontra-se um inverno com refeições quentes e algo pesadas, agora é altura de procurarmos comidas leves à base de legumes. Se você quer dar um leve toque aos seus pratos de verão basta colocar um pouco do seu talento e um sabor refrescante,  para isso basta os pequenos e bonitos rabanetes que também beneficiam a sua saúde.


Colocar rabanetes no cardápio, também é uma bênção para quem sofre de doenças cardiovasculares, infecções urinárias e pressão arterial baixa. (1) Vamos olhar para os benefícios mais de perto.

Rabanetes diminui o risco cardiovascular

Sua cor é um brilhante vermelho e os benefícios dos rabanetes para a saúde são múltiplos devido ao  alto teor em antocianinas, que são fitonutrientes do grupo dos flavonóides. Eles estão (em muitos estudos) associados a uma menor incidência de doenças cardiovasculares  e têm propriedades anti-inflamatórias e anti-cancerígenas. (2)

Além disso, um teor muito elevado de vitamina C, o que também pode contribuir para o rabanete proteger contra doenças cardiovasculares; porque a vitamina C mantém os níveis de colesterol sob controlo. Além disso, suporta a formação da proteína de colagénio, o que mantém as paredes dos vasos fsanguíneos fortes e saudáveis. (3)

Perturbações urinárias podem ser com o poder dos rabanetes evitados ou atenuados

Rabanete são naturalmente diuréticos, eles são ideais para prevenir infecções do trato urinário e até mesmo curar. O suco de rabanete pode ajudar a reduzir a sensação de queimação ao urinar, o que muitos sentem como infecções do trato ou na bexiga urinária. (4)

Rabanetes estão entre os melhores alimentos hipotensor

Há uma estreita relação entre potássio e ra edução da pressão arterial, rabanetes contêm uma grande quantidade de potássio. Potássio fortalece os vasos sanguíneos, o que melhora o fluxo de sangue que por sua vez reduz a pressão arterial e assim  o sangue não tem que se espremer através de vasos sanguíneos rígidos e apertados. (5)

Como você pode introduzir o rabanete na sua ementa

Rabanetes são um dos ingrediente mais simples, barato e saboroso, que dá o seu paladar aos pratos. E como você pode usar este pequeno vegetais saudáveis?

 Simples: retire o rabanete dos talos, lave-os bem e fatie em um ralador bem fino. Para temperar, limão, uma pitada de sal marinho, pimenta hortelã bem picadinha ou alface. Azeite de baixa acidez espremido a frio. Misture tudo e, pronto, é só saborear! Bom apetite!


 

Fontes:

kopp-verlag

(1) med-health.net

(2) organicfacts.net

(3) healthyeating.sfgate.com

(4) naturalnews.com

(5) nih.gov

As Medicinas Alternativas