Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Sex | 09.11.18

Perigo à espreita no telemóvel

Medicinas Alternativas
 

 

Já aqui foram por diversas vezes colocados avisos sobre o perigo da utilização dos telemóveis/wi-fi , este é mais um deles e de forma bem visível.

Uma aluna teve apenas pequenos ferimentos devido à rápida ajuda de outros colegas. O IPHone começou a arder. São já conhecidos dezenas de casos parecidos na Suíça e na Áustria com este tipo de telemóvel.

 

Multiplicam-se as mortes e ferimentos devido à utilização de aparelhos como telemóveis e afins.

 

Este Samsung provocou queimaduras de 3º grau à proprietária suíça. Continua hospitalizada.

 

PS.: Piratas cibernéticos podem provocar explosões nas baterias dos celulares/telemóveis!

Sex | 09.11.18

A depilação completa

Medicinas Alternativas
 

Uma recente revisão de estudos, provou que o ato de retirar os pêlos púbicos está directamente ligado ao maior risco de contrair Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). De acordo com informações do estudo, a pesquisa mostra ainda que, ao se submeter a uma depilação, a mulher prejudica a sua barreira muco cutânea, uma membrana da pele. Com isso, a entrada de vírus ou bactérias no corpo fica muito mais fácil de ocorrer. Além disso, a prática pode causar pequenos traumas e lesões na região, aumentando os riscos de a mulher desenvolver foliculite, infecções e queimaduras. "Independente" da escolha da mulher, é importante tomar os cuidados necessários com a higiene, como uso de sabonetes neutros ou íntimos.

 

Fontes:

Dra. Sandra Maria de Paschoal

JAMA

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/fazer-a-depilacao-completa-pode-147879 

Sex | 09.11.18

A anemia

Medicinas Alternativas
 

Anemia é definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal como resultado da carência de um ou mais nutrientes essenciais, seja qual for a causa dessa deficiência. As anemias podem ser causadas por deficiência de vários nutrientes como ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas. Porém, a anemia causada por deficiência de ferro, denominada Anemia Ferropriva, é muito mais comum que as demais (estima-se que 90% das anemias sejam causadas por carência de Ferro). O ferro é um nutriente essencial para a vida e actua principalmente na síntese das células vermelhas do sangue e no transporte do oxigénio para todas as células do corpo.

Anemia é o nome dado à redução do número de glóbulos vermelhos no sangue. Os glóbulos vermelhos, também chamados de hemácias ou eritrócitos, são as células responsáveis pelo transporte de oxigénio pela circulação sanguínea.

Para entender os sintomas da anemia é preciso antes compreender como funcionam os glóbulos vermelhos (hemácias). O sangue não é uma substância puramente líquida, nele estão diluídas milhões de células, sendo as hemácias as mais abundantes. A hemácia é uma célula cuja principal função é transportar oxigénio pelo sangue até os tecidos. Dentro das hemácias existe uma proteína chamada hemoglobina, que é a estrutura responsável pela ligação com a molécula de oxigénio. O oxigénio quando entra na hemácia e se liga à hemoglobina, podendo, assim, ser transportando por todo o corpo.

Portanto, resumindo o processo de funcionamento dos glóbulos vermelhos, podemos dizer que as hemácias vão até o pulmão, captam o oxigénio respirado (ligando-o a hemoglobina), e viajam pelo resto da circulação sanguínea distribuindo oxigénio para as células do corpo poderem funcionam adequadamente.

Quando há anemia, ou seja, uma quantidade reduzida de hemácias no sangue, passamos a ter sintomas devido a maior dificuldade das células receberem quantidades adequadas de oxigénio.

Quanto mais grave for a anemia, ou seja, quanto menor for a concentração de hemácias circulantes no sangue, mais intensos serão os sinais e sintomas.

Crianças, gestantes, lactantes (mulheres que estão amamentando), meninas adolescentes e mulheres adultas em fase de reprodução são os grupos mais afectados pela anemia, muito embora homens - adolescentes e adultos - e os idosos também possam ser afectados pela anemia.

 

Causas
As causas da anemia por deficiência de ferro, tanto em crianças como em gestantes, são basicamente o consumo insuficiente de alimentos fontes de ferro e/ou com baixa biodisponibilidade. Na gestante, a anemia pode ser causada também pelas baixas reservas de ferro pré-concepcionais e a elevada necessidade do mineral em função da formação dos tecidos maternos e fetais.

 

Sinais e sintomas da anemia:


 – Cansaço e falta de energia

Quando a quantidade de células que transportam oxigénio está reduzida, a capacidade do organismo de fornecer oxigénio para todos os tecidos fica comprometida. Como o oxigénio é um combustível essencial para as células funcionarem, a redução do mesmo provoca sintomas como cansaço, fraqueza, tonturas, falta de ânimo, dificuldade de concentração, sonolência e dor de cabeça.


Pessoas jovens e sadias toleram melhor o cansaço da anemia, sentindo estes sintomas apenas quando precisam realizar esforços. Já as pessoas mais idosas costumam se queixar muito de cansaço e falta de energia, tornando difícil a realização de tarefas simples, como se vestir, tomar banho e andar pela casa.

O cansaço é o sintoma mais comum e mais típico da anemia. Quanto mais rápida for a queda da concentração de hemácias, mais intenso é o sintoma de cansaço.

 

 – Falta de ar

A falta de ar costuma ocorrer em casos graves de anemia ou nos pacientes que já apresentam algum grau de mau funcionamento cardíaco e/ou pulmonar.  Como a quantidade de oxigénio que chega às células é insuficiente, a resposta do organismo é acelerar a frequência respiratória, na tentativa de aumentar a oxigenação do sangue.

Portanto, o paciente com anemia pode queixar-se de falta de ar e apresentar uma respiração mais acelerada.

 

– Taquicardia – coração acelerado

Assim como há um aumento da frequência respiratória, há também um aumento da actividade do coração. O coração acelera tentando aumentar a quantidade de sangue que chega nos tecidos. A lógica é simples, se o sangue está pobre em oxigénio, é preciso chegar mais sangue para as células poderem receber uma quantidade aceitável de oxigénio.

 

– Dor no peito

Nos pacientes com doenças cardíacas, a redução da oxigenação dos tecidos e a aceleração dos batimentos cardíacos podem não ser bem toleradas. Se o paciente já tem o coração doente, ele terá dificuldades de aumentar o seu funcionamento, e mesmo uma anemia leve pode ser a gota d’água que faltava para desencadear uma isquemia cardíaca.

Em pacientes com doenças do coração, valores de hematócrito abaixo de 10g/dl costumam ser perigosos.

 

– Palidez cutânea

A palidez da pele e das mucosas ocorre por dois motivos. O principal é redução da circulação de sangue que ocorre nos tecidos periféricos (como a pele), já que o organismo passa a dar prioridade aos órgãos nobres do corpo, desviando o fluxo de sangue para os mesmos. Como a pele recebe menos sangue, ela torna-se mais pálida. Além disso, conforme há uma queda no número de hemácias circulantes, o sangue torna-se mais diluído, assumindo uma cor menos viva. Portanto, na anemia, a pele e as mucosas passam a receber menos sangue, e o sangue que chega está diluído por haver falta de hemácias. Além da palidez, a pele também pode ficar mais fria.

Conjuntiva pálida é um sinal de anemia
Em pessoas de pele mais escura, esta palidez da pele é mais difícil de ser notada. Para identificar uma anemia, é preciso olhar a cor da boca e da conjuntiva dos olhos, que apresentam-se mais pálidas em casos de anemia.

A palidez cutânea pode não ser notada até que a hemoglobina caia para valores ao redor de 10g/dl. Portanto, somente a ausência de palidez não descarta uma anemia.

– Câimbras

As câimbras ocorrem pelos mesmos motivos do cansaço e da palidez cutânea. A falta de oxigenação dos músculos, associado à redução efectiva da circulação de sangue, provoca distúrbios no funcionamento normal da musculatura, podendo surgir contracções involuntárias.

 

– Hipotensão

A hipotensão é um sintoma comum nas anemias que surgem por conta de perdas sanguíneas. Quando o paciente apresenta uma hemorragia, ele perde não só hemácias, mas também volume de sangue circulante, o que leva à queda da pressão arterial.

A hipotensão se manifesta clinicamente como fraqueza extrema, dificuldade de ficar em pé, tonturas e sensação de desmaio.

Anemia com hipotensão é uma emergência médica, havendo indicação para transfusão de sangue assim que possível.

 

Anemia aguda ou crónica?

A intensidade dos sintomas da anemia depende de dois factores: o tempo de instalação da anemia e a gravidade da mesma. Anemias crónicas, que se instalam de forma lenta e gradual, ao longo de várias semanas ou meses, não costumam causar sintomas até fases bem avançadas. Como o processo é lento, as hemoglobinas existentes têm tempo de se adaptar, passando a ser mais efectivas na captação e distribuição do oxigénio pelo corpo.

Os valores normais de hemoglobina são maiores que 13g/dl para homens e maiores que 12g/dl para mulheres. Devido à capacidade de adaptação das hemácias, os pacientes com anemia crónica conseguem se manter assintomáticos em repouso até níveis de 8 ou 9g/dl de hemoglobina. Logicamente, o estado de saúde anterior conta. Se o paciente já tem outras doenças, principalmente de origem pulmonar ou cardíaca, sua capacidade de adaptação à anemia é bem mais reduzida. Pacientes jovens e em óptimo estado físico podem só sentir os sintomas da anemia em casos graves, com hemoglobina ao redor de 6g/dl. Já pessoas idosas podem começar a sentir os efeitos assim que os níveis de hemoglobina desçam abaixo de 10g/dl.

Nos casos de anemias agudas, com instalação rápida, como as que ocorrem por hemorragias, o paciente sente os sintomas mesmo que a queda da hemoglobina não seja muito acentuada. Uma hemoglobina que cai abruptamente de 14g/dl para 10g/dl é suficiente para provocar  muitos dos sintomas de anemia descritos acima.

 

Evitar o consumo de alimentos que prejudicam a absorção do ferro:
As bebidas alcoólicas, o café, o chocolate e a cerveja devem ser evitados, pois prejudicam a absorção de ferro pelo organismo. Além disso, os alimentos ricos em cálcio como leite e derivados também diminuem a absorção do ferro e devem ser evitados.

Estes cuidados devem ser seguidos durante todo o tratamento para anemia e não exclui a necessidade da ingestão dos medicamentos naturais, é uma forma natural de completar e enriquecer a alimentação.

 

Atenção, o leite materno é considerado factor protector contra anemia por deficiência de ferro devido à alta biodisponibilidade do ferro existente. Estudos chegaram à conclusão que a anemia aparece em crianças que tiveram pouco tempo de aleitamento materno exclusivo, alimentação prolongada com leite de vaca e com a introdução da alimentação complementar precoce. 

 

Alguns exemplos de alimentos ricos em ferro são:

- Açúcar mascavado

- Agrião

- Beterraba

- Chocolate meio amargo

- Feijão

- Pão de cevada

- Vegetais escuros como salsa, espinafre e rúcula

 

Obs:

A anemia pode ser quantificada no exame de hemograma através dos valores do hematócrito e da hemoglobina.

 

Temas relacionados:

Salsa: 15 benefícios

A urtiga tem muitos antioxidantes entre outros benefícios

A vitamina B12 e alguns mitos

O Pau D´Arco

Parasitas: Sabe se está contaminado? Sintomas e como eliminar

 

Fonte:

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/a-anemia-160645 

Sex | 09.11.18

Analgésicos perigosos

Medicinas Alternativas
 

 

Quando se pensa em drogas perigosas, o que vem à mente em primeiro lugar? Heroína? Cocaína? LSD? E comprimidos para a dor?

Cinco analgésicos perigosos que podem matar devido a reacções adversas!

Os medicamentos analgésicos e as reacções adversas aos medicamentos é uma das principais causas de morte nos EUA, atrás apenas de doenças cardíacas, cancro e derrames cerebrais!

Isto significa que o risco de morte devido aos medicamentos contra a dor, no seu armário dos remédios, poderia ser maior do que a probabilidade de morrer de diabetes, doença pulmonar ou até mesmo um acidente − a menos que preste atenção à informação vital neste artigo.

Os resultados da nossa investigação são chocantes, mas podem salvar-lhe vida. Aqui estão os 5 medicamentos analgésicos mais perigosos.

Analgésico perigoso nº 5: Salicilatos (aspirina)

Nomes comuns: aspirinaacetilsalicilato

Pensa que a aspirina é segura? Pense de novo!

Doses mais elevadas ou o uso prolongado da dose menor − mesmo na forma tamponada ou revestida − podem duplicar o risco de úlceras perfuradas e hemorragia gastrointestinal.
A pesquisa mostra que tomar aspirina precedeu 90-95% dos casos de síndrome de Reye. A doença devasta os órgãos internos, especialmente cérebro e fígado, e pelo menos 10% das pessoas afectadas morrerão, mesmo com tratamento precoce.


Analgésico perigoso nº 4: Acetaminofeno

Nomes comuns: Paracetamol (Tilenol), acetaminofeno

Mesmo tomar esta chamada “escolha do médico” é preocupantemente perigoso! Basta verificar as estatísticas:

Todos os anos, mais de 56 000 pessoas vão visitar as urgências devido a sobredoses de paracetamol. É a causa principal de chamadas para os Centros de Controlo de Venenos. É também a maior causa de insuficiência hepática aguda, responsável por quase metade de todos os casos!

 

Analgésico perigoso nº 3: Analgésicos opiáceos

Nomes comuns: Vicodin, Lorcet, Norco, Percocet, Percodan, hidrocodona, oxicodona

Se já fez uma cirurgia, teve um acidente grave, ou qualquer outro trauma físico importante, provavelmente deram-lhe um analgésico à base de opiáceos para eliminar a dor. Infelizmente, anestesiar a dor tem as suas consequências!

Cerca de 16 000 pessoas morreram anualmente por sobredose de medicação, nos Estados Unidos. A maioria foi causada por opiáceos. Em 2002, as mortes por sobredose devidas a opiáceos de prescrição tinham quase duplicado.

 

Analgésico perigoso nº 2: AINE

Nomes comuns: Advil, Aleve, ibuprofeno, naproxeno

Tem algum tipo de dor crónica? Artrite, dor nas costas, dor de garganta ou alguma outra dor?

É muito provável que esteja a tomar um dos vulgares AINE (analgésico anti-inflmatório não esteróide), como o ibuprofeno ou naproxeno, para lidar com a dor.

E por falar em probabilidades:

A probabilidade de morrer devido a tomar um medicamento AINE, após apenas dois meses, é cerca de 1 em 1200
Cerca de 16 685 pessoas morrem anualmente de complicações relacionadas com os AINE, o que os torna tão perigoso como a SIDA!
O maior risco conhecido dos AINE são as úlceras e hemorragias gastrointestinais. E aqui não estamos a falar de uma pequena dor de barriga, mas uma hemorragia grave e possivelmente mortal, depois do medicamento ter lesado o intestino. E esse não é o único risco conhecido.

 

Analgésico perigoso nº 1: Inibidores Cox-2

Nomes comuns: Celebrex, celecoxib

Gostaria de triplicar o risco de ataque cardíaco? Basta aviar uma receita de Celebrex.

Ao estudar o potencial do fármaco como um medicamento contra o cancro, o Instituto Nacional do Cancro descobriu que:

Aqueles que tomaram doses de 400mg tinham um risco 250% maior de morrer de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral, e
Aqueles que tomaram doses de 800mg tinham um risco 340% maior!
Assustador, não é?

A boa notícia é que há muitos analgésicos que são tão eficazes, mas sem os efeitos colaterais severos e as reacções adversas e perigos dos medicamentos. Existem bastantes analgésicos potentes e naturais, combinados para o alívio eficaz da dor e inflamação.

 

Fontes:

São como um pero

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/analgesicos-perigosos-96723

 

Sex | 09.11.18

As dores

Medicinas Alternativas
 

A dor fala mais do que estamos vivendo do que se possa imaginar.
Se você está sofrendo com algum tipo de dor, o que eu estou a colocar poderá eventualmente ajudar a encontrar a causa. Não se assuste se essa causa não for uma inflamação ou lesão, mas sim problema emocional.
Assim as pessoas poderão ajudar-se a si próprias, ao procurarem a verdadeira causa que frequentemente é emocional e dessa forma poderão livrar-se da sua dor física a partir do momento que se curarem da dor interior.
Aprenda a descodificar a mensagem que o seu corpo lhe transmite e seja feliz:

1. Dores musculares:

Revela que a pessoa está com dificuldades em aceitar mudanças. A pouca flexibilidade na vida pode ser prejudicial, procure adaptar-se às novas situações.


2. Dor de cabeça:

Você tem uma decisão a tomar?
Então se posicione! A tensão provoca stresse. Procure relaxar e deixar a mente mais leve.


3. Dor de garganta:

Esta é uma dor bem comum e pode ser o indicador de que você está com problemas de perdoar, seja os outros ou até a si mesmo(a). Reflicta sobre o amor e a compaixão.


4. Dor nas gengivas:

Talvez seja a dificuldade de tolerar ou de tomar decisões. A indecisão e o desconforto causado por ela são muito perigosos! Cuidado!


5. Dor nos ombros:

Pode indicar uma sobrecarga emocional. Não carregue tanto peso sozinho(a), distribua. Além disso, não acumule problemas, resolva-os.


6. Dor de estômago:

Parece engraçado, mas é real. Se você não “digeriu” bem alguma situação ruim, pode ter dores no estômago.


7. Dores na parte superior das costas:

Procure alguém para compartilhar os problemas e alegrias.
Este pode ser o indício de que você precisa de apoio emocional.


8. Dor na região lombar:

Pode ser sinal de falta de dinheiro ou de apoio emocional.
Seja optimista e reaja.


9. Dores no sacro e cóccix:

Há situações que precisam ser resolvidas e você está ignorando?
Pense bem.


10. Dor de cotovelo:

Outra parte do corpo que está bem relacionada à resistência a mudanças.
Ouse! Se não for possível, pelo menos trabalhe sua mente para se ver livre do que está pressionando.

11. Dor nos braços:

É pesado carregar algo ou alguém com muita carga emocional.
Veja se é necessário mesmo fazer isso. Reflicta sobre o assunto.


12. Dor nas mãos:

Mostra falta de conexão com as pessoas ao seu redor.
Procure fazer novos amigos e estreitar os laços de amizade com os mais antigos.


13. Dor nos quadris: se você anda com medo de agir, isso pode resultar em dor nos quadris. Está pensando em novas ideias?
Posicione-se! Isso vai lhe dar grande alivio.


14. Dor nas articulações:

Músculos e articulações são flexíveis.
Seja como eles: procure novas experiências na vida – com responsabilidade.


15. Dor nos joelhos:

Provavelmente será o orgulho. O que acha de ser humilde e aceitar as diferenças e circunstâncias?
Sabemos que não é fácil. No entanto, é necessário. Você é mortal, como todos os outros – não perca tempo e viva em amor.


16. Dor de dente: pense positivo. Se estiver em situações difíceis, tenha fé que tudo será resolvido.
Esta dor simboliza um fato que não está agradando a você.


17. Dor no tornozelo: seja mais tolerante com si mesmo(a).
Permita-se ser feliz e não cobre tanto. O que acha que dar um toque especial na vida amorosa?


18. Dor que causa fadiga:

Viva novas experiências. Livre-se do tédio!


19. Dor nos pés:

Um novo passatempo ou um animalzinho de estimação pode pôr fim à vida deprimida de qualquer pessoa. Não permita pensamentos negativos, e os positivos farão você “voar”.


20. Dores em várias partes do corpo:

Nosso corpo é formado por energia. Se você estiver uma pessoa muito negativa, vai sofrer dores e ter uma queda na imunidade.
Cuidado!

 

Fonte:

O segredo

Sex | 09.11.18

A febre e sua importância

Medicinas Alternativas
 

Febre – ou hipertermia – é o aumento da temperatura do corpo, acima da média considerada normal que varia entre 36°C e 37, 8°C dependendo se a medição for feita no reto, oral ou axilar. Abaixo de 36 graus temos uma hipotermia.

São núcleos localizados no hipotálamo, no nosso cérebro, os responsáveis pela conservação da nossa temperatura corporal através de ajuste entre os mecanismos de geração e conservação de calor de um lado e de dissipação do calor e redução da temperatura corporal de outro.
Fisiologicamente o organismo usa os seguintes mecanismos para aumentar e manter a temperatura:
  • Trabalho muscular;
  • Tremores;
  • Diminuição do calibre dos vasos sanguíneos;
  • Preferência pelo calor;
Assim como temos mecanismos para diminuir a temperatura:
  • Aumento do calibre dos vasos sanguíneos;
  • Preferência pelo frio;
  • Sudorese

Causas

Até mesmo exercícios prolongados podem provocar um aumento da temperatura, também a exposição exagerada ao sol, chamada Insolação ou Intermação. Mas na grande maioria dos casos, nas crianças, as febres são causadas por vírus, ou seja, são uma reação do organismo a agentes estranhos ao nosso corpo, vulgarmente chamados de germes e micróbios.
Então a febre não é uma doença como muitos a tratam, mas o sinal de que o organismo está atuando com suas defesas em favor do todo.
É cientificamente comprovado o fato de que a maioria dos vírus não consegue se multiplicar em temperaturas elevadas e assim o combate sem critérios às febres acaba por estender por longo tempo um estado que só deveria ocorrer por poucos dias. Algumas bactérias também são destruídas por temperaturas mais elevadas.

 

O calor é o portador do EU, e o nosso EU só se liga ao corpo físico no decorrer do desenvolvimento.
Quando nascemos temos um corpo que foi plasmado pela mãe e no transcorrer, principalmente dos primeiros sete anos de vida, devemos transformar esse corpo em substância própria, individual. As febres infantis seriam momentos em que o EU tenta penetrar mais intensamente no organismo causando “crises”.
Desse modo poderíamos encarar cada episódio febril como um rejuvenescimento onde o velho corpo herdado seria substituído por um novo mais adequado àquela individualidade.
Sendo um dos primeiros sinais de combate a uma infecção, a natureza produz febre para capacitar o organismo a se fortalecer. Cada êxito que o organismo tem em neutralizar uma bactéria, ou vírus, torna-o mais competente para combater as próximas infecções. Assim quanto mais se impede a ação natural da febre, mais ocorre a probabilidade da criança se reinfectar novamente, situação bastante comum pela constante ação contrária à febre. Por exemplo, com o comum uso de medicamentos para abaixar a febre. Além de que ir contra a febre predispõe o sistema de defesa do organismo (sistema imunológico), a ficar confuso frente às situações comuns facilitando alguns distúrbios. É o caso das alergias que são uma resposta exagerada frente a um estímulo. Ou o freqüente achado clínico de hipotermia em pacientes com câncer.

 

Como dissemos cada estado febril é uma crise e nós passamos por vários momentos de crise durante nosso desenvolvimento físico e espiritual, mas toda crise envolve riscos e o ideal é que ela seja observada com carinho e atenção não permitindo que ultrapasse certos limites que cada ser apresenta.
Na avaliação da criança febril os pais precisam de um mínimo de segurança e tranqüilidade no julgamento de seu estado. Segurança é fruto do conhecimento e da experiência. Quando falta segurança vem o medo que a criança percebe e imita. Sempre que houver insegurança ou dúvida, deve-se procurar o médico de imediato.
Sugestão prática na avaliação da febre:
  • Lactentes (bebês de peito): em caso de febre sempre procurar o médico;
  • Febre maior que 39º, e que dure mais que 72 h;
  • Febre que reaparece após um período sem febre de mais de 24 hs;
  • Abatimento acentuado e “gemência”, mesmo após controle da temperatura;
  • Surgimento de outros sinais: lesões na pele, diarréia, dor de garganta, vômitos contínuos, dor de cabeça, etc..

 

  • A febre tem um caminho natural, indo da cabeça em direção aos pés. Constatando a febre, ponha a mão nos pés. Se estiverem frios significa que ela está caminhando e não completou o seu trajeto. Então, toda criança com febre deve ser agasalhada. Quando se tem um suadouro após uma febre, significa que ela realizou o seu trabalho naquele momento;
  • Os banhos são a melhor forma de controlar a temperatura;
  • Nunca usar água fria ou álcool, pois podem causar uma queda brusca da temperatura e conseqüentemente hipotermia;
  • Banho de imersão nos menores, ou escalda-pés nos maiores, com limão. A água deve estar um pouco abaixo da temperatura da criança (tépida). Cortar e espremer um limão dentro da água (abaixo da linha d’água). Deixar por 10 minutos. Se necessário, repetir.
  • Rodelas de limão na sola dos pés. Corta-se o limão em rodelas e coloque uma a uma em fila na sola dos pés subindo até a “batata” da perna. Prender com uma faixa ou meia grossa. OBS.: os pés devem estar aquecidos no uso do limão, se não estiverem, aqueça-os antes friccionando-os;
  • Chá de flores de Sabugueiro para estimular a sudorese. Líquidos à vontade para eliminação das toxinas, em forma de sucos de frutas, chás e água;
  • Dieta leve sem óleo ou frituras, evitando carnes, ovos, leite, leguminosas, enquanto durar a febre. Respeitar a falta de apetite da criança: se forçar a alimentação provoca-se náuseas e vômitos.

 

Eis um grande fantasma para a maior parte dos pais e responsáveis das crianças.
A convulsão febril ocorre em crianças de 6 meses a 5 anos de idade. Não é a temperatura muito alta quem desencadeia a convulsão, mas a rapidez com que ocorre a variação de temperatura. Quedas bruscas de temperatura também são causa de convulsão como nos banhos de água fria ou com álcool. A convulsão febril apesar de assustadora para os pais, não deixa seqüelas. Muitas vezes é confundida com tremores que na verdade são somente um mecanismo fisiológico de aumentar a temperatura como dito anteriormente.

 

O natural é que a criança tenha alguns episódios febris durante seu desenvolvimento, mesmo na visão alopática, o que mostraria um desenvolvimento do sistema imunológico.
E na visão antroposófica, esses episódios seriam aproveitados na transformação de um corpo próprio.
Mas podemos atuar preventivamente para que essas crises sejam ultrapassadas tranqüilamente, sem intercorrências, resultando unicamente em benefícios para a criança. E a principal medida é alimentar:
  • Uma alimentação correta, sadia para cada fase da vida é a melhor medida preventiva de qualquer doença.
  • Preservação do ritmo sono-vigília. Uma criança necessita de pelo menos dez horas de sono para manter-se saudável.
  • Uma outra medida preventiva é a manutenção do equilíbrio do nosso corpo calórico, cuidar para que as crianças tenham suas extremidades sempre aquecidas.

Com esses pequenos cuidados, tão simples, damos às crianças a oportunidade de se desenvolverem bem e terem um futuro bem mais saudável.

 

Nota:

Na metafísica diz-se, toda a doença que a criança tem até aos 7 anos de idade é reflexo dos sentimentos e conflitos da mãe e dos 7 aos 14 reflecte os sentimentos e conflitos do pai.

 

Fontes:

verdade mundial

Dra. Zélia Beatriz Ligório Fonseca

 https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/a-importancia-da-febre-para-a-crianca-129503

 

Sex | 09.11.18

O leite

Medicinas Alternativas
 

Vamos usar nosso senso comum. Há qualquer outro animal que continue mamando após ter sido apartado de sua mãe? Mesmo o bezerro, uma vez apartado, não irá beber o leite de vaca. Porque os humanos fariam? Animais domésticos, cães e gatos, bebem leite porque nós os acostumamos a fazer isto.

 

O cálcio, no leite de vaca, está vinculado à caseína. A caseína e a lactose são absorvidos, por nosso corpo, através da renina e lactase, respectivamente. Estas duas enzimas desaparecem do corpo humano, ao redor dos três anos, em muitos casos antes (Há 300 vezes mais caseína no leite da vaca do que no leite humano). Incidentalmente, a Caseína é a substância de que a Cola de Madeira (Fevicol!) é feita! Esta substância colante no leite, permanece, sem ser digerida, em nosso corpo onde ela adere à membrana mucosa dos intestinos. Os intestinos reagem segredando mais muco para livra-se da caseína. Em breve, a cola começa a degenerar e putrefazer, devido às bactérias que se alimentam dela. Esta matéria pútrida é levada a todo o corpo, nunca sendo eliminada e dando causa a mais e mais muco, que será produzido na tentativa do corpo de removê-la através de seus orifícios. Se sofremos de amigdalite, bronquite, sinusite, infecções de ouvido, asma, olhos lacrimejantes, corrimento vaginal, amebíase, enxaqueca, colite...

 PARE DE BEBER O LEITE .

O Cálcio do leite é, de facto, um arenque vermelho. Nós vamos a sua procura e terminamos com toda a sorte de problemas. A verdade é que, quanto mais leite bebemos, mais temos probabilidade de sofrer de deficiência de cálcio! O alto teor de fósforo no leite perturba o delicado equilíbrio que o sangue mantém entre o fósforo e o cálcio. Devido ao alto teor de fósforo, o sangue é forçado a RETIRAR o cálcio dos ossos e dentes sadios. Por isso, beber leite pode, de fato, causar Osteoporose e perda de dentes. Quais os países onde encontramos a Osteoporose? Suíça, Estados Unidos, Finlândia e Inglaterra têm a mais alta taxa de Osteoporose, todos países com alto consumo de leite.

O excesso de cálcio presente é levado, pelo sangue, e, então, depositado em tecidos moles, causando tumores, cataratas, cálculos de rins e vesícula, esporões e outros crescimentos ósseos, espondilite, ciática, problemas de tiróide, problemas de próstata, ateroesclerose (depósitos nas artérias) e muitas outras doenças.

O que faz o corpo quando ingerimos leite? 
O corpo produz enzimas ácidas de modo a coalhar o leite para que ele possa permanecer mais no estomago, fcilitando sua digestão.

Assim, como podemos esperar que pacientes de úlcera (usemos o senso comum neste assunto) passem bem quando a acção directa do leite é permitir mais acidez no estômago? E, claro, nós ouvimos dizer que o "leite gelado" é que deve ser bebido. Por que? Por que leite gelado? Por que não leite quente? De novo, usemos o senso comum, porque é o "gelado" que vai produzir o alívio temporário, não o leite. Água gelada, seria uma aposta melhor.

As coisas que estamos pedindo para não ingerir são as coisas ácidas. De fato, limonada e suco de tamarindo são, ambos, poderosos antiácidos. isto pode parecer peculiar quando os médicos continuam nos dizendo que estes dois itens são ácidos. O que se vê no microscópio não é, necessariamente, como o corpo vê.

Dentro do corpo, ambos removem a acidez. Observe o truque da comida tradicional indiana, os "chatneis, chaats, sambars, rasams" que são "quentes e apimentados", sempre usam tamarindo em suas receitas como antídoto para aquilo que causa úlcera.

Outra coisa que funciona como antídoto aos picantes é a "ghi" pura (manteiga clarificada). De novo, vamos verificar o truque da comida do sul da Índia. Cada bandeja de arroz é liberalmente guarnecida com "desi ghi" para opor-se aos "sambars and rasams apimentados". Pessoas com úlceras pépticas e duodenais têm-se safado da faca dos cirurgiões simplesmente ao mudar duas coisas :

  1. abandonando TODOS os alimentos não vegetarianos, ovos e derivados do leite EXCEPTO ghi (manteiga clarificada, por cozinhar com ela) e iogurte feito em casa.
  2. Introduzindo limonada de limão fresco no regime alimentar da manhã. A limonada deve ser adoçada com MEL não com AÇUCAR!

Por fazer, verifique por sí mesmo! Dentro de 10 a 15 dias, veremos a diferença, senão antes. Pode ser que tenhamos algo parecido com os sintomas do resfriado, por alguns dias, mas isto passa logo. Esta expulsão de muco é, somente, o corpo aproveitando-se da trégua para jogar fora o lixo acumulado. As juntas podem doer a medida que o ácido úrico começa a deixar as juntas. Em um mês nos sentiremos novos em folha!

Pode haver perda de peso. Isto leva a muitas pessoas a ficar em pânico por estarem tornando-se "fracas". Infelizmente, as pessoas associam "saúde" com ser "bem nutrido (gordinho)". De novo, o nível de consciencialização é tão baixo que, poucos, no mundo médico dão atenção a educar seus pacientes de que "gordura" não é saúde. Muitas pessoas estão conscientes de que estar acima do peso, aos 40 anos, não é bom, mas poucos estão capacitados a entender que a fundação da gordura começa na infância, as bases de todas as doenças começam com a aquisição de padrões errados de alimentação, através do condicionamento das crianças, na infância.

É ser inocente e ridículo terem os pais, avós e "familiares" responderem a esta informação dizendo : "Mas as crianças têm que aproveitar sua infância". Claro, aproveitar a infância visitando médicos, mensalmente, tomando antibióticos, sofrendo a maturidade com pressão-alta, diabetes, desordens renais, problemas de coração, artrite, cancro/câncer ou pior!

 

Porque o leite é indigesto agora? 
 

Renin e lactase eram produzidos em nossos corpos até recentemente. Por que o corpo humano parou de produzir estas duas enzimas, actualmente? Por que o consumo de leite está se mostrando danoso para a humanidade?

Considere isto:

Nós chamamos a vaca de "Mãe vaca" porque como a mãe ela dá seu leite para alimentar-nos. De facto, ela é mais do que a mãe porque ela nos alimenta ao custo de seus próprios filhotes.

Como tratamos esta mãe?

Se formos a qualquer fazenda moderna veremos como o gado é tratado. Engordado com drogas, este herbívoro gentil é alimentado com ossos de galinha. Ela não é ordenhada com gentileza por um meigo vaqueiro - em vez disto, suas tetas são presas a uma máquina . Ela permanece horas distribuindo seu leite desta forma cruel, todo o ano. Seu leite é produzido a custa de drogas farmacêuticas como hormonas.

"Oxytocina" é a hormona que foi desenhada para ser usada por obstetras, durante o parto, onde as contracções do útero são deficientes.

Os fazendeiros injetam "Oxytocina" em vacas e búfalos. DUAS VEZES por dia, causando "dores de parto" no animal DUAS VEZES AO DIA . Eles procedem assim porque desta maneira o leite flui com mais facilidade. Oxitocina é uma droga banida, mundialmente, para animais, e a maioria dos fazendeiros a usa. Além do facto desta droga farmacêutica causar desordens várias em seres humanos quando bebem este leite, causa dores agudas nos animais.

Como se isto não fosse bastante, os fazendeiros usam um êmbolo de metal no útero da vaca e, cruelmente, o balançam para causar dor, que eles crêem, fará o leite fluir mais rapidamente. Podem imaginar isto? Que espécie de leite vacas que são tratadas desta maneira nos doarão? Nutritivo? Comparativamente com um ser humano, que sentimentos nutriríamos com relação a quem nos agride desta maneira? Iríamos abençoar o homem que prospera através do leite ou iríamos "AMALDIÇOÁ-LO" para que sofra? Como semeamos, colhemos. Talvez soframos de um maldição colectiva originária das vacas do mundo!

Por favor, leiam o livro de Maneka Gandhi "Cabeças e Caudas". Contém histórias de horror sobre currais, o que acontece aos bezerros macho quando nascem ( eles são deixados sem comer para que morram), sobre milhares de búfalos e vacas que são mortos, a cada ano, por razões económicas. Lendo isto, seremos capazes de entender porque o leite de hoje em dia está causando tantas doenças!

 

A Maternidade é a mais preciosa dádiva de Deus. As mães são as geradoras da fortuna ou desfortuna de uma Nação, porque moldam os tendões de sua alma. Estes tendões são, então, enrijecidos por duas lições que elas têm que ensinar: O medo do pecado e o amor à virtude. Ambos são baseados na Fé em Deus, sendo, por isso, os motivadores internos de tudo. Se querem saber como uma Nação é, estudem as mães: estão elas livres de medo e ansiedade, estão elas cheias de amor em relação a tudo, estão elas treinadas em fortaleza e virtude? Se queremos embeber-nos na glória de uma cultura, observemos as mães, fiando na roca, alimentando, educando, ensinando e amando seus bebês. Assim como as mães, assim o progresso de uma Nação. Assim como as mães, assim a doçura de uma cultura."    BHAGAWAN SRI SATHYA SAI BABA

 

Temas relacionados:

Alimentos ricos em cálcio

Perigosa ligação entre leite desnatado e diabetes

Investigação: Leite aumenta risco de morte e de doenças

Mito: Leite é bom para a sua saúde?

Bolo de chocolate sem açúcar, sem glúten e sem lactose

 

Fonte:

Sanathana Sai Sanjevini

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/leite-quao-prejudicial-e-para-a-saude-157568 

Sex | 09.11.18

As plantas não gostam de wi-fi

Medicinas Alternativas
 

Cinco jovens da nona série de uma escola na Dinamarca criaram recentemente um experimento que está causando um rebuliço na comunidade científica.

Tudo começou com uma observação e uma pergunta. As meninas perceberam que se dormissem com seus celulares/telemóveis perto de suas cabeças durante a noite, elas muitas vezes tinham dificuldade de concentração na escola, no dia seguinte.

Elas queriam testar o efeito da radiação do celular em seres humanos mas a sua escola, Hjallerup Skole, na Dinamarca, não tinha o equipamento para lidar com esse tipo de experimento. Assim, as garotas planejaram um experimento que iria testar o efeito da radiação de celulares em plantas, no lugar delas.

As alunas colocaram seis bandejas cheias de Lepidium sativum, um tipo de agrião, em uma sala sem radiação, e seis bandejas de sementes em outra sala, ao lado de dois roteadores que, de acordo com os cálculos das meninas, emitiam sobre as plantas o mesmo tipo de radiação de um celular comum. Durante 12 dias, as meninas observaram, mediram, pesaram e fotografaram seus resultados.

Entretanto, ao final do experimento os resultados foram por demais evidentes – as sementes de agrião colocados perto dos roteadores não tinham crescido. Muitos delas eram completamente mortas. Enquanto as sementes de agrião plantadas na outra sala, longe dos roteadores, germinaram.

As meninas receberam honras em uma competição regional de ciência, com a apresentação desse experimento, e interesse de cientistas de todo o mundo.

De acordo com Kim Horsevad, o professor da Hjallerup Skole na Dinamarca, onde o/a experimento/experiência com os agriões ocorreu, um professor da neurociência no Instituto Karolinska, na Suécia, está interessado em repetir a experiência, em "ambientes profissionais científicos controlados".

Essa experiência vai dar muito o que falar ainda. Aguardem!

 

Nota:

Tenho conhecimento de várias experiências do género e os resultados foram sempre idênticos. Se utiliza telemóvel e/ou wi-fi (roteador), desligue-os quando não os utiliza, sobretudo à noite.

 

Poderá ter também interesse em ler sobre estes temas: (clicar em baixo)

Wi-Fi: Perigo para a sua saúde

Celular/telemóvel: Perigo à espreita

Iphone causa comportamento suspeito nas formigas

Micro-ondas: Perigo, aquecer comida em recipientes de plástico

O micro-ondas é prejudicial para a sua saúde ?

 

Fontes:

Saúde Curiosa

zentrum der gesundheit

kopp-verlag

prwda-tv

 

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/experiencia-plantas-nao-crescem-perto-130055

 

Sex | 09.11.18

A saúde dos Hunzas

Medicinas Alternativas
 

 ”Os Segredos de Saúde dos Hunzas”. Um livro do autor Chrisitan H. Godefroy 

No entanto, o mais surpreendente desta pequena "nação" situada entre as serras da região é a sua notável capacidade de manter sua juventude e saúde: os Hunza banham-se em água gelada, mesmo a 15 graus abaixo de zero, jogam jogos desportivos, inclusive após os 100 anos, mulheres 40 anos parecem adolescentes e de 65 dão à luz. No verão, comem frutas e vegetais crus; no inverno, damascos secos, brotos de feijão e queijo de ovelha.

O médico escocês Robert McCarrison, que foi o primeiro a descrever o 'Vale Feliz', enfatizou que os Hunza consomem quase nenhuma proteína. Num dia, em média, comem 1.933 calorias, incluindo 50 gramas de proteína, 36 gramas de gordura e 365 gramas de carboidratos.

De acordo com as conclusões de McCarrison, precisamente a dieta é o principal factor da longevidade desta nação. Por exemplo, as nações vizinhas, que vivem nas mesmas condições climáticas, mas não comem adequadamente, sofrem de uma variedade de doenças e têm uma expectativa de vida 2 vezes mais curta.

Outro especialista, R. Bircher, destacou os seguintes benefícios do padrão alimentar dessa nação incrível: é vegetariano, tem uma grande quantidade de alimentos crus, frutas e vegetais predominam na dieta, os produtos são totalmente naturais e têm períodos regulares de jejum.

Sobre o segredo de sua longevidade, o povo de Hunza recomendam manter uma dieta vegetariana, trabalhar e estar em constante movimento. Entre outros benefícios desta forma de vida, figuram a alegria incluem - os Hunza sempre estão de bom humor - e controle dos nervos, não conhecem o stress.

Vale de Hunza com riacho vindo das montanhas geladas.

Povo do Vale de Hunza

Este povo está situado nas montanhas do Himalaia no extremo norte da Índia, onde se juntam os territórios de Caxemira, China, Índia e Paquistão. São apenas 30 mil habitantes em um vale paradisíaco com 2.500 mil metros de altitude, nas montanhas do Kush Hindu.

Vale de Hunza com as montanhas geladas e o córrego proveniente das geleiras/glaciares.

A região onde vivem os Hunza é chamada de “Oásis da Juventude”. Seus habitantes amigáveis e hospitaleiros quase nunca ficam doentes, eles aparentam serem muito mais jovens do que realmente são e lá processo de envelhecimento parece caminhar mais lento. Inclusive pessoas com 100 anos disputam partidas a céu aberto. Não é raro os anciões atingirem os 130 anos e alguns deles os 145 anos, segundo Chrisitan H Godefroy autor do livro ”Os Segredos de Saúde dos Hunzas”.

Foi um médico escocês, Mac Carrisson que descobriu esse povo e com ele conviveu por 7 anos. Primeiramente constatou que os Hunzas eram dotados de uma saúde excepcional. Parece que eram imunizados contra as doenças modernas principalmente o câncer/cancro e o enfarto do miocárdio e que não conheciam a palavra, doença. De fato, eles estão resguardados da artrite, varizes, obstipação intestinal, úlceras gástricas, apendicites e o mais surpreendente é que as crianças não apresentam caxumba, sarampo ou varicela e a mortalidade infantil é muito baixa. Não é raro ver os Hunzas de 90 anos procriarem e as mulheres com mais de 80 anos passarem por mulheres ocidentais com 40 anos, isto se estiverem em plena forma.

O Dr. Mac Carrisson referiu ter encontrado mulheres Hunza “com mais de 80 anos que executavam, sem a menor aparência de fadiga, trabalhos físicos extremamente árduos durante horas. Vivendo nas montanhas, elas são obrigadas a subir desníveis consideráveis para realizar as suas tarefas quotidianas. Além disso, mesmo em idade avançada as mulheres Hunza permanecem esbeltas e têm um porte de rainha, caminhando com agilidade e elegância. Elas não conhecem a existência da palavra dieta e ainda menos a da obesidade. A celulite também não tem qualquer significado para elas. Os homens são igualmente surpreendentes devido à resistência e vigor, apesar da idade”.

 

Segundo o livro acima citado, a regra de base da alimentação desse povo é a frugalidade: “Uma frugalidade que não seria excessivo qualificar de extrema.

Os Hunza só tomam duas refeições por dia. A primeira refeição é ao meio-dia. Ora como os Hunza se levantam todas as manhãs por volta das cinco horas, isto pode surpreender-nos, a nós que estamos habituados a tomar almoços copiosos, embora a nossa vida seja essencialmente sedentária. Os Hunza conseguem realizar os seus trabalhos árduos de agricultura durante toda a manhã com o estômago vazio”.

É interessante comentar que a actividade física ou exercício feito em jejum proporciona os maiores efeitos de indução enzimática das enzimas antioxidantes, SODCu-Zn citoplasmática e a SODMn mitocondrial, entretanto devemos salientar que o aumento da capacidade antioxidante não proporciona longevidade de 110- 120 anos.

Já a frugalidade, com uma restrição calórica de 30% é a única maneira provada na literatura médica de bom nível de aumentar a expectativa de vida de mamíferos.

Ainda de acordo com o livro de Godefroy, “Os Hunza alimentam-se principalmente de cereais, incluindo a cevada, o milho miúdo, o trigo mourisco e o trigo candial (novo). Consomem igualmente, com regularidade, frutas e legumes que, de um modo geral, comem frescos e crus ou cozidos apenas muito ligeiramente.

Entre os seus frutos e legumes predilectos, contam-se a batata, as ervilhas, o feijão, a cenoura, o nabo, a abóbora, o espinafre, a alface, a maçã, a pêra, o pêssego, damasco, as cerejas e as amoras. O caroço do damasco é particularmente apreciado e sempre presente na mesa dos Hunza. Eles consomem o miolo do caroço do damasco ao natural ou extraem-lhe o óleo através de um processo transmitido de geração em geração.

O queijo é para os Hunzas uma fonte de proteínas animais. Quanto à carne, não é completamente banida da mesa, mas só é consumida em ocasiões raras, por exemplo, em casamentos ou em festas, e mesmo aí as porções são extremamente reduzidas. A carne é cortada em pequenos bocados e cozida muito lentamente. É rara a carne de vaca e a de carneiro, já que a de criação é mais acessível. Mas o que é mais importante reter é que, sem serem totalmente vegetarianos, os Hunzas, em grande parte devido a razões exteriores, não concedem lugar à carne na sua ementa "quotidiana”.

 

O iogurte ocupa, tal como os legumes, um lugar importante na alimentação. Não foram somente os Hunza que compreenderam as propriedades do iogurte. Os Búlgaros, que são grandes adeptos do iogurte, contam na sua população mais de 1666 nonagenários por milhão de habitantes. No ocidente, temos apenas nove nonagenários por milhão de habitantes. A diferença, que é considerável, dá o que pensar e incentiva certamente o consumo de iogurtes. Entretanto, nonagenários com doenças é muito diferente do que estamos tratando aqui.

“As nozes, as amêndoas, as avelãs e os frutos ocupam um lugar importante no menu Hunza. Acompanhados de frutas ou de verduras, por exemplo, na salada, constitui para eles uma refeição completa. Não se pode falar devidamente da alimentação do povo Hunza sem fazer referência a um alimento que é a sua base, ou seja, um pão especial chamado chapatti. Os Hunzas comem este pão em todas as refeições. Os especialistas acreditam que o consumo regular deste pão especial tem influência no fato de um Hunza de 90 anos ainda conseguir fecundar uma mulher, o que, no Ocidente, não passaria de uma fantástica proeza. O chapatti contém realmente todos os elementos essenciais, pois na sua composição entram a farinha de trigo integral, incluindo o gérmen da semente e as farinhas de cevada, de trigo mourisco (sarraceno) e de milho miúdo”

No livro de Godefroy encontramos a receita deste pão, alimento indispensável na mesa deste povo. “As quantidades que indicamos dão para dez doses. A preparação não é muito demorada, exigindo menos de uma hora. Em primeiro lugar, obtenha grãos de moagem recente. Uma mistura de 250 gramas de trigo candial (novo) e de trigo sarraceno dá excelentes resultados nas seguintes proporções: 1/3 de trigo candial e 2/3 de trigo sarraceno, ou seja, no caso que apresentamos, cerca de 80 gramas de trigo candial e 170 gramas de trigo sarraceno, meia colher das de café de sal grosso e 100 gramas de água. Comece por misturar o sal com a farinha. Acrescente lentamente a água, misturando bem para obter uma mistura homogénea, sem grumos. Logo que acabe de colocar toda a água, trabalhe a massa sobre uma superfície enfarinhada, até ela deixar de se colar aos dedos. Embrulhe-a num pano húmido e deixe-a em repouso durante meia hora.

Em seguida faça bolas de cerca de 4 cm de diâmetro e calque-as de modo a formar uma espécie de bolachas muito finas. Coze-las em fogo brando, sobre grelha fina ligeiramente untada. Vire-as a meio da cozedura. O chapati pode ser servido de diversas maneiras, com queijo, compotas, mel...”

“É importante ressaltar que para o povo Hunza não existe a aposentadoria, as pessoas mesmo com idade avançada, além do respeito com que são tratadas continuam as suas actividades com alegria e disposição. Os idosos são alvo de uma grande admiração por parte dos jovens. Em vez de interromperem bruscamente as suas actividades, eles optam por modificar gradualmente a natureza das mesmas, o que, de resto, não os dispensa sequer das actividades físicas às quais se entregam até uma idade avançada”, segundo o livro referência.

Infelizmente o autor não lança nenhuma hipótese para o que está acontecendo em Hunza, excepto o nobre convite para nós ocidentais imitarmos o quanto possível a alimentação e o estilo de vida deste povo. Como já ressaltamos dieta ou estilo de vida não explica a grande longevidade sem doenças encontradas nestas regiões, entretanto, esses preceitos são de enorme importância para uma vida com saúde.

 

Obs.:

Não sei se isto é mesmo verdade, não posso confirmar nem desmentir. Já li sobre o assunto e uns desmentem e outros confirmam sobre a longevidade do povo Hunzukuc (e não Hunzas) eles habitam um vale de nome Hunzas. Há umas boas décadas viviam isolados, não havia estrada e os contactos com chineses, paquistaneses ou idianos eram muito raros precisamente devido ao isolamento. Segundo o que apurei, a partir de 2000 a situação alterou-se e o viajante Holger Henniger que vivei com eles algum tempo, atestou que devido à construção da estrada chegaram os hábitos ocidentais e com eles a degradação.

A vegetação serrana é extremamente escassa. Ele viu árvores, que a maioria produziam damascos. Por obterem pouca madeira raramente aqueciam a comida. Damascos, maçãs, uvas, pêssegos, peras, cerejas e várias bagas, cereais, principalmente a cevada (para fazer pão achatado e crocante ao sol), algum leite de cabra, a maior parte do leite é para o queijo fresco. No Inverno, a comida é escassa, comem então predominantemente frutos secos e fazem muito jejum.  

Para alcançarem os seus campos, os agricultores percorrem muitas vezes, 30 km por terrenos montanhosos. Ainda assim eles não perdem o bom humor. A fé e a meditação faz parte da vida quotidiana/cotidiana. Além disso, a velhice por ali tem um relevante e importante peso, em contraste com as culturas ocidentais que atiram os idosos para os lares, em vez de continuarem como se faz no vale dos Hunzas, dentro da família e fazerem parte da sociedade.

Eu conheço a China ocidental, não muito longe dali do vale dos Hunzas, em terrenos bem montanhosos, ar puro, água pura, alimentos biológicos e onde todos, mesmo os anciãos, têm percorrer alguns km por terrenos com diferentes altitudes para alcançarem os seus terrenos cultivados. Disseram-me que alguns dos cidadãos chineses que tive oportunidade de ver, tinham alcançado idades para mim invejáveis. Não pude confirmar através de algum documento oficial, no entanto verifiquei que por ali não era raro 4 a 5 gerações viverem debaixo do mesmo tecto.

 

CAMPODIMELE - Pequena localidade a su de Roma

Tem apenas 850 habitantes. As estatísticas italianas confirmam que é ali que se atinge a maior longevidade. Em média as mulheres atingem os 91 anos e os homens 93 anos. A OMS estudou estes habitantes durante 10 anos. Todos cultivam os seusalimentos, desde legumes, frutas e ervas aromáticas nas suas hortas e todos têm a sua própria oliveira, cuja azeitona é transformada em azeite de grande qualidade devido à pressão a frio. Carne muito raramente é consumida, algum peixe uma vez por outra, apenas 3 gr. de sal (enquanto na UE são 7 gr. de sal por habitante). Fazem o seu próprio pão de cereais originais em vez das habituais sementes convencionais (híbridas, adulteradas e até OGM). Consomem em média 1 a 2 copos de vinho tinto por dia. E descansam muito, a sesta do dia é sagrada. Por isso não será de estranhar, ali as ditas doenças da civilização são desconhecidas.

 

OKINAVA - Japão

Estes cidadãos têm hábitos parecidos aos Hunzukuc. Têm as suas próprias hortas e cultivam quase tudo de que se alimentam. A regra principal parece ser esta, "parar de comer antes de se sentir saciado". Comem também algas, cogumelos, arroz integral, plantas marítimas e algum peixe cru.

 

VICABAMBA - O val dos centenários

São cerca de 5.000 equatorianos e são famosos pela sua longevidade. A localidade tem sido palco de uma "perigrinação" de cientistas e médicos desejosos de conhecerem os motivos dessa longevidade. Pensa-se que os motivos poderão ser o excelente clima dali, o ar puro, a água pura e uma alimentação muito pobre em carne. Para além disso os habitantes são muito sociáveis e pacíficos. Também por ali os idosos movimentam-se até ao fim das suas vidas.

 

No caso da Bulgária!

Pelo que sei poderá ter a ver também muitos deles têm uma ligação com a terra, hortas, alimentarem-se frugalmente, comem sobretudo cereais, legumes, frutas, kefir, leite e queijo de cabra, algum peixe, a maioria não come carne. Um dado que parece ser comum entre na Bulgária, quase todos os nonagenários parecem seguir as práticas de 2 mestres espirituais búlgaros que já partiram, chamados Beinsa Danow e Omraam Mikhaël Aïvanhow.

  

O que todos eles têm em comum?

- Eles alimentam-se do que a sua região produz

- A maior parte deles tem a sua própria horta

- Conservas e produtos industriais não constam das suas refeições

- Não utilizam o açúcar

- O sal é integral e utilizado com parcimónia/sensatez

- Carne é consumida quase exclusivamente em dias de festa

- Movimentam-se e sobretudo ao ar(puro) livre

- Os idosos são bem aceites e apreciados

- Alimentam-se frugalmente

  

Temas relacionados:

China: A terra da longevidade

Sabia que o exercício físico chega a ser mais eficaz que os fármacos?

Os melhores alimentos para aumentar a fertilidade

Para reflexão: A alimentação e a saúde

Vitamina B17 contra o cancro/câncer

Portugal e a UE: Saúde, envelhecimento, natalidade e sobrevivência

A alimentação mediterrânica trava a degeneração cerebral ?

 

Fontes:

gesundheitsfundament

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/os-segredos-de-saude-dos-hunzas-157167 

Sex | 09.11.18

A quinoa

Medicinas Alternativas
 

 Está a pensar em começar a levar uma vida mais saudável? Nesse caso, devia conhecer um ingrediente muito saudável e que está cada vez mais em uso na Europa: a quinoa. Porque cada vez cuidamos mais daquilo que ingerimos, questionamos a nossa alimentação e consumimos alimentos biológicos de forma cada vez mais regular.

Mas afinal, o que é a quinoa e quais são os seus benefícios?

Tem-se falado muito da quinoa, pelo que penso devermos saber um pouco mais sobre ela, para que a adicione à sua lista de compras. Vamos lá então esclarecer as dúvidas…

Estes grãos de cereais ganharam a pulso a sua fama como superalimento, devido aos seus grandes benefícios. E porquê? Porque são o único alimento com origem vegetal que contém todos os aminoácidos essenciais, oligoelementos, fibras e vitaminas que o corpo humano precisa. Para além disso tem ainda proteínas, antioxidantes e nutrientes que ajudam a ter uma saúde de ferro.

Devido ao facto de não ter nenhum glúten é um alimento essencial na dieta de qualquer pessoa com a doença celíaca. No caso de querer emagrecer e perder peso, a quinoa não devia faltar na sua dieta diária pois tem poucas calorias e hidratos de carbono. Outro dos grandes benefícios da quinoa está no facto de ter um baixo índice glicémico, sendo um alimento excelente para aquelas pessoas que sofrem de uma doença tão comum como a diabetes. Como referimos anteriormente, a quinoa também é rica em fibras insolúveis pelo que o seu consumo ajuda a combater os problemas de prisão de ventre.

Se está a seguir uma alimentação vegetariana ou vegana é um alimento que lhe vai fornecer uma grande quantidade de proteínas e de ferro, pelo que pode substituir sem problemas alimentos como a carne e os ovos. Como podemos ver e comprovar, a quinoa é um alimento com um grande número de benefícios para o organismo pelo que pode ser consumida sem problemas na sua alimentação habitual.

Como se deve cozinhar a quinoa?

Por ser um cereal, pode ser cozinhada de forma semelhante ao arroz e às massas, acompanhada de verduras e hortaliças, mas também por carne ou por peixe. Se ainda não teve a oportunidade de a provar, saiba então que o seu sabor é muito parecido ao das nozes.

Primeiramente coloque na água uns 15 minutos. Depois disso está pronto a cozinhada, tostada ou colocada na sopa ou até mesmo no wok.

 

Fonte:

Rica Saúde

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/quinoa-beneficios-128972

 

Sex | 09.11.18

Disto Cabo-Verde não precisa

Medicinas Alternativas

 

Obesidade e doenças como diabetes e hipertensão não são as únicas consequências do consumo de comida plástico.

Crianças que são grandes consumidoras de comidas como pizza e hambúrguer, serão adultos com QI mais baixo do que crianças que consomem regularmente refeições caseiras recém-preparadas, a chamada "comida de panela".

Essa foi a conclusão de um estudo feito na Universidade de Londres sobre as consequências de uma alimentação à base de comida plástico.

O estudo foi feito com 4.000 crianças escocesas da faixa etária de 3 a 5 anos.

Essas crianças tinham um hábito nada saudável: o consumo frequente de "pseudoalimentos", como batata-frita, cachorro-quente, hambúrguer.

Em comparação a crianças que tinham uma alimentação melhor, as que consumiam regularmente comida plástico demonstraram ser menos inteligentes.

A dra. Sophie von Stumm, que participou da pesquisa, disse que a pesquisa apenas ratificou o que já era conhecido. 

"É senso comum de que o tipo de alimento que comemos vai afetar o desenvolvimento do cérebro, mas pesquisas anteriores focaram apenas os efeitos de grupos alimentares específicos sobre o QI das crianças em vez de tipos de refeições", declarou a pesquisadora.

Os pesquisadores acreditam que essa pesquisa vai orientar a sociedade britânica para que se diminua o hábito de refeições comida plástico.

As crianças que são grandes consumidoras de comida plástico, mostrou a pesquisa, têm um fraco desempenho escolar.

Estudos semelhantes chegaram à mesma conclusão.

Uma investigação feita por cientistas australianos da Universidade de Adelaide constatou que o hábito de comer saudável pode dar um impulso à inteligência.

Essa investigação também provou que crianças consumidoras de doces e comida plástico ficavam cada vez menos inteligentes à medida que envelheciam.

E outro estudo realizado nos Estados Unidos, mostrou que as crianças que consomem biscoitos, pizza, batata frita antes dos 3 anos tinham uma pontuação de QI inferior às crianças que consomiam refeições caseiras com frutas e legumes.

Toddos esses estudos são importantes para os pais, que precisam ficar atentos ao que seus filhos comem.

E as escolas também devem fazer a sua parte e oferecer uma merenda mais saudável, pois isso ajudará a melhorar o desempenho dos alunos, como bem provaram as pesquisas aqui citadas.

Infelizmente, o que vemos em muitas cantinas/cafeitarias escolares é a oferta indiscriminada de alimentos totalmente desprovidos de nutrientes.

 

Nota:

Ainda por cima este é o tipo de género de produtos proveniente da agricultura convencional/intensiva e que usam e abusam de pesticidas como o glifosato, de transgénicos, de OGM e ainda de outros químicos cancerígenos.

 

Fontes:

Cura pela Natureza

Cura pelas Plantas

Notícias Naturais

zentrum der gesundheit

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/pesquisa-comida-plastico-como-pizza-125435

 

Sex | 09.11.18

A cerveja sem alcool

Medicinas Alternativas
 

A prática de actividade física intensa ou prolongada costuma trazer alguns problemas como o quadro inflamatório do dia seguinte, a dor muscular de início tardio, conhecida de praticante de corridas e de modalidades de longa duração como ciclismo e natação. Outro episódio que ocorre após maratonas e triatlos são doenças como gripes e resfriados que são evitados com a ingestão de cerveja sem álcool segundo mostrou um estudo realizado na Alemanha.

Um grupo de pesquisadores liderados por cientistas da Universidade de Munique investigou o benefício dos polifenóis na protecção deste quadro em corredores de maratona. Os pesquisadores escolheram como fonte abundante de polifenóis a cerveja sem álcool.

A razão da escolha é que 1 litro de cerveja sem álcool contém de 400 a 800 miligramas de polifenóis, dosagem suficiente para o efeito protector.

Foram analisados 277 participantes da maratona de Munique, divididos em dois grupos. Um grupo não ingeriu nada associado ao estudo, enquanto outro grupo era orientado a consumir cerca de 1 litro de cerveja sem álcool por dia durante três semanas, antes da maratona e durante duas semanas após a prova.

 

No grupo que consumiu a cerveja sem álcool, houve uma sensível redução do quadro inflamatório que causa a dor muscular tardia, e também praticamente não houve incidência de gripes e resfriados nos dias subsequentes à competição, diferente do grupo que não bebeu a cerveja onde vários casos de problemas respiratórios apareceram após a competição.
Trata-se de uma interessante evidência que confirma a grande importância dos chamados polifenóis, que são identificados como substâncias de rápida absorção, com habilidade de aumentar a capacidade antioxidante do organismo.

“Por mais inusitado que pareça, quando falamos de cerveja sem álcool estamos falando de uma bebida comum e tão natural quanto outras que não contêm álcool, como suco/sumo de frutas. As pessoas tomam tanto refrigerante e sucos industrializados, com aditivos químicos que não trazem nenhum benefício para a saúde, e muitas vezes nem cogitam beber uma cerveja sem álcool que é natural, hidratante, não tem aditivos químicos e tem muitos nutrientes”, afirma a nutricionista Alessandra Luglio.

 

Nota:

Bebo cerveja sem álcool desde que ela apareceu no mercado e sinto-me bem com ela. Dispenso tudo que tenha álcool, até porque a larga maioria tem ingredientes químicos que adulteram a cerveja. Infelizmente, por exemplo, a cerveja sem álcool portuguesa também tem ingredientes químicos, levando-me sempre a optar por uma estrangeira. Caso não haja, escolho um chá (nada de Lipton) ou um sumo natural ou por uma água natural (de preferência em garrafa de vidro).

 

Temas relacionados:

Álcool nos países latinos: Portugal e França são os que mais bebem

Álcool: Factos

Refrigerante: Afecta a vida sexual do homem

O consumo "light" aumenta o risco de diabetes

O chá matcha e seus benefícios

 

Fonte:

Saúde Curiosa

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/cerveja-sem-alcool-preciosa-ajuda-na-156534 

Sex | 09.11.18

A natureza nossa amiga

Medicinas Alternativas
 

Que há uma certa semelhança entre alguns alimentos e os nossos órgãos, a aparência é inegável. O formato e a cor dos frutos e dos legumes significam com certeza algo.

 

Como esta fruta (sim, o tomate é considerado uma fruta) é rica em potássio e ferro, sua importância está especialmente ligada com o coração e o sangue.

As uvas crescem em cacho que tem a forma do coração. Cada uva assemelha-se a uma célula sanguínea e toda a investigação hoje em dia mostra que as uvas são também um alimento profundamente vitalizador para o coração e sangue.

 

Como esta fruta (sim, o tomate é considerado uma fruta) é rica em potássio e ferro, sua importância está especialmente ligada com o coração e o sangue.     

 

Noz faz bem ao cérebro
As nozes são simétricas e possuem dobras iguaizinhas às do nosso cérebro. São ricas dos nutrientes que são mais importantes para o bom funcionamento cerebral. 

 Aipo faz bem aos ossos

O aipo (ou salsão) garante ossos mais fortes pois possui 23% de sódio de boa qualidade. Os ossos possuem também 23% de sódio. Quando a dieta é baixa em sódio de boa qualidade (entenda-se “boa qualidade” como sódio não proveniente de sal refinado), o organismo começa pegar sódio dos ossos, o que deixa eles fracos.

Figo faz bem ao esperma

Figos estão cheios de estames e pistilos semelhantes ao espermatozóide que estão pendurados aos pares quando crescem. Os figos aumentam a mobilidade e aumentam os números do esperma masculino, assim como ajudam a ultrapassar a esterilidade masculina.

 

Abacate faz bem ao útero
Se toda mulher comesse, ao menos, um abacate por semana poderiam evitar doenças sérias. O abacate protege e equilibra as hormonas, evitando as hipóteses de cancro/câncer de útero ou ovário. Também ajuda a perder peso depois da gravidez. A natureza ajuda também a mulher. Leva também 9 meses desde o florescer da árvore até um abacate virar fruto.

 

Batata-doce faz bem ao pâncreas

A batata-doce oferece benefícios ao pâncreas e equilibra o nível de açúcar no sangue.

Cenoura faz bem aos olhos

A cenoura aumenta o fluxo sanguíneo em direcção aos olhos e melhora o funcionamento dos mesmos. 

 

Laranja ajuda na saúde da mama

Toranjas, laranjas e outros citrinos assemelham-se a glândulas mamárias femininas e realmente ajudam à saúde das mamas e à circulação linfática, dentro e fora das mamas.

 

 

Gengibre faz bem ao estômago
O gengibre evita doenças no estômago e melhora a digestão graças às suas enzimas e evita cãibras fortes. Além disso, impede úlcera e mantém a mucosa em bom estado. 

 

Cogumelo faz bem aos ouvidos
O consumo de cogumelos pode prevenir a perda de audição, pois eles são um dos raros alimentos que contêm vitamina D, excelente para essa prevenção.

 

Feijão faz bem aos rins
O feijão ajuda a manter as funções dos rins activas e adequadas.

 

Azeitona faz bem aos ovários

Azeitonas são semelhantes aos ovários e  ajudam a saúde e funcionamento dos ovários.

 

Cebola é boa para as células

As cebolas parecem células do corpo. A investigação actual mostra que a cebola ajuda a limpar materiais excedentes de todas as células corporais. Até produzem lágrimas que lavam as camadas epiteliais dos olhos…

 

 

 Fontes:

yogui

Adroaldo E. R. Santos

Cura e Ascensão

kopp-verlag

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/na-natureza-nao-existem-coincidencias-145353 

Sex | 09.11.18

A saúde

Medicinas Alternativas
 

saúde é um estado de completo bem-estar físicomentalespiritualsocialambiental, e não consiste apenas na ausência de doença ou de enfermidade.

 

Gozar do melhor estado de saúde que é possível atingir, constitui um dos direitosfundamentais de todo o ser humano, sem distinção de raça, de religião, de credo político, de condição econômica ou social.

 

A saúde de todos os povos é essencial para conseguir a paz e a segurança e depende da mais estreita cooperação dos indivíduos e dos Estados.

Uma opinião pública esclarecida e uma cooperação activa da parte do público são de uma importância capital para o melhoramento da saúde dos povos.

 

Fontes:

Naturologia

OMS em 1946

Gesundheit

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/a-saude-o-que-e-110466

 

Sex | 09.11.18

A vibração e o cancro

Medicinas Alternativas
 

Isto não devia ser nenhuma novidade, os grandes compositores da música sabem disto há séculos. Os nossos longínquos antepassados conheciam isto e muito mais. Cientistas que trabalham secretamente para alguns governos também têm conhecimento desta realidade.

 

Já algum tempo é do domínio público que a música quando tocada nesta frequência de 432 Hz, todo o organismo se transforma positivamente, precisamente por eliminar a acidez do organismo.

 

Nos meios de comunicação convencionais, nem uma palavra sobre o assunto, ou muito raramente! Nem a OM, nem das farmacêuticas.

 

Mas veja por si mesmo neste víd interessante:

- "Descoberta" em laboratório da capacidade de campos eléctricos pulsantes e oscilantes em destruirem o cancro!

Legendas PT-BR

Aqui, também pode ler sobre o que acontece quando as células tumorais ficam expostas à 5ª sinfonia

 

Escusado será dizer que as farmacêuticas não gostam nada desta terapia natural! 

 

A maior parte da música mundial é afinada em 440Hz desde que a International Standards Organization (ISO) aprovou em 1953. As descobertas recentes da vibração -- oscilação natural do universo indica que essa afinação contemporânea pode gerar um efeito prejudicial à saúde ou um comportamento anti-social na consciência dos seres humanos. Uma pessoa minimamente sensível, dá pela diferença entre as frequências 432 Hz e 440 Hz:

 

 

Holonmusic432Hz, propone la escucha de un fragmento con piano y voz del célebre Andantino de Mozart, primero afinado en 432Hz y después en 440Hz, así, oimos la diferencia entre las dos afinaciones. Luego, una información sobre el diapasón científico de Verdi. La escucha se aconseja con auriculares externos, para apreciar mejor toda la gama de frecuencias.

Aconselho a ver o seguinte víd:

 

 

 
Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina
Sex | 09.11.18

Óleo de canábis

Medicinas Alternativas
 

Em um avanço no tratamento impressionante para a humanidade, um produto do cânhamo, o canabidiol (CBD) , foi aprovado pelo governo do Brasil como um tratamento para o câncer/cancro. O produto, também foi aprovado pelo Brasil como um medicamento de prescrição para a epilepsia, mal de Parkinson, e dor crônica.

 

Este movimento coloca o Brasil à frente dos Estados Unidos e dos países da UE no domínio do medicamento acessível, compassivo e seguro que pode tratar doenças graves como o câncer/cancro. “Temos o maior respeito para com o governo brasileiro que decidiu que o óleo de cânhamo CBD deve estar disponível para seu povo, por uma variedade de razões“, disse Stuart W. Titus, PhD e Diretor Executivo da Medical Marijuana, Inc. “O Brasil é um brilhante exemplo de como um governo nacional tem respondido aos interesses humanitários e rapidamente e diligentemente aprovou uma legislação favorável em nome da saúde e bem-estar de seu povo – as crianças em particular“.

O corrupto governo dos EUA só pretende proteger os lucros da indústria farmacêutica e seus medicamentos opioides

O governo federal dos Estados Unidos, ao contrário, visa unicamente proteger os lucros da indústria farmacêutica a todo o custo. A canábis medicinal continua a ser criminalizada em nível federal como uma táctica para proteger o mercado altamente lucrativo de drogas de prescrição que enriquecem as empresas farmacêuticas. Enquanto isso, uma epidemia de mortes por drogas opioides está varrendo todos os Estados Unidos e, recentemente, ceifou a vida do popular músico e performer conhecido como Prince.

“Hoje, qualquer residente do Brasil que tem uma indicação médica aprovada pelo governo, pode ter acesso aos produtos de óleo de cânhamo RSHO e pode fazer uso com prescrição de um médico e documentação de importação aprovada pelo governo“.

Laboratório testado e verificado

O CBD e produtos do cânhamo são famosos por serem falsificados ou contaminados. Devido a indústria do cânhamo existir em uma atmosfera “Velho Oeste”, alguns produtores do cânhamo usam agrotóxicos, herbicidas e solventes de extração para criar seus produtos de cânhamo. 

Cânhamo no Combate ao Câncer: Por que comunicação social  se cala??

A indústria do câncer/cancro é um centro de lucro multibilionário de drogas de empresas, oncologistas e hospitais em todo o EUA.

Não há dúvida de que todo o estabelecimento médico nos Estados Unidos não tem interesse em ajudar os pacientes. Em vez disso, o sistema existe para vindimar os pacientes para o lucro.

O cânhamo medicinal, em todas as suas formas, é um grande disruptor de lucros do câncer, o que é por isso que vai ser agressivamente e violentamente atacado pela insidiosa indústria farmacêutica estabelecida para lucrar nos tratamentos do cancro. P

A agricultura da maconha deveria ser legalizada em toda os EUA, e o CBD deve ser universalmente legalizado como uma medicina natural segura e eficaz. Se o Brasil pode fazê-lo, por que não os Estados Unidos? Precisamos também de um ambiente regulatório em que afirmações verdadeiras, cientificamente validadas de eficácia do CBD para tratar doenças possam ser comunicadas aos clientes potenciais, sem os executivos da empresa que estão sendo acusados de conduta criminosa pelo FTC.

Leia também sobre o«Óleo de Cânhamo: A Cura para Todas as doenças?»

Nós não precisamos de mais drogas sintéticas/químicas para derrotar o cancro… A Mãe Natureza já forneceu o alimento e o remédio que funciona!

Se a humanidade é sábia, vamos colher a sabedoria médica da natureza, determinar seus componentes fitoquímicos e torná-los disponíveis para as pessoas num formato seguro, limpo, validados na cura da doença e que beneficiam toda a humanidade.

O Brasil tomou agora a liderança neste esforço, provando que mesmo que a nação possa sofrer de problemas políticos e econômicos graves, seu coração e alma são muito mais avançados do que o governo dos Estados Unidos que negou a seus cidadãos o acesso a produtos do cânhamo para o tratamento médico do câncer.

É triste mas é verdade: Nos Estados Unidos, o regime médico corrupto prefere ver os cidadãos sofrerem e morrerem de câncer do que permitir qualquer produto natural para competir com os mercados de quimioterapia e cirurgia de cancro lucrativos.

 

Poderá aqui saber mais sobre o cânhamo:

medicos-chilenos-abrem-consultorio-de-cânhamo!

Tribunal decide a favor do doente!

Chile, o primeiro país a utilizar cânhamo para fins medicinais!

Cânhamo acelera a regeneração óssea

Fármacos falharam, óleo de cânhamo ajudou

Cânhamo, um superalimento

 

Fonte:

Notícias Naturais

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/brasil-governo-aprova-o-oleo-de-canabis-124975

 

Sex | 09.11.18

A erva s.joão

Medicinas Alternativas

Erva de S. João/Hipericão/Hypericum perforatum, esta planta incomoda também as farmacêuticas

 

A Erva de São João/hipericão, também conhecida como Hypericum/Hipericão/Pericão (Hypericum perforatum L.), pode substituir drogas farmacêuticas convencionais, como antidepressivos. Na Alemanha, país onde é mais utilizada (mais de 65 milhões de doses diárias), jamais resultou em relatos de toxicidade ou interações negativas com outros medicamentosmesmo após a ingestão acidental de dosagens excessivas.

 

Nenhuma substância nesse mundo é 100% segura. Até aquelas essenciais à vida humana podem ser muito prejudiciais, se ingeridas em quantidades excessivas. Até o sal de cozinha pode matar, se tomado em excesso! Por essa razão, é preciso sempre considerar os riscos face aos apresentados por outros produtos.

Por exemplo, a droga farmacêutica aspirina é menos tóxica que a morfina, porém muito mais tóxica que a vitamina C. É preciso considerar, também, a relação risco/benefício: a quimioterapia utiliza as drogas mais tóxicas conhecidas pela medicina, porém, o benefício é quase inexistente. 

A erva de São João é muito mais segura que a aspirina. 500 a 1000 pessoas morrem nos Estados Unidos, a cada ano, por causa de efeitos colaterais da aspirina – enquanto que a Erva de São João não registou nenhuma morte ao longo dos mais de 2.400 anos de seu uso na medicina natural/não convencional.

Temos visto, com boa repercussão na mídia, um “cuidado” excessivo, por parte de órgãos reguladores e especialistas formadores de opinião. Efeitos colaterais como fotossensibilidade (aumento da suscetibilidade aos raios solares) e interações adversas com antidepressivos têm sido os principais focos de atenção.

A verdade é que não há casos cientificamente documentados de fotossensibilidade nas dosagens usuais. É claro que em doses excessivas, a Erva de São João pode causar, pelo menos teoricamente, algum mal, da mesma forma que qualquer outra substância nesse mundo. 

Já os antidepressivos convencionais podem causar, comprovadamente, impotência, disfunção sexual, ganho de peso, perda de cabelos, interações com o álcool e outras drogas, entre tantos outros.

Comparados com os efeitos da enxaqueca e da depressão, os possíveis efeitos colaterais da Erva de São João são insignificantes.

Agora veja só a ironia: a Erva de São João foi incriminada, retirada de muitos pontos de venda de remédios naturais, condenada… e você pode ir à farmácia e comprar, livremente, ergotamina, triptanos, anti-inflamatórios e analgésicos!

Quando tentar um tratamento com Hypericum (Erva de São João/Hipericão), lembre-se que não existem remédios milagrosos, e sim, uma ação conjunta envolvendo mudanças de hábitos (alimentar, de sono e de exercícios, entre outros), e também remédios, que podem ou não ser naturais (de acordo com cada caso).

 

Nota:

Todas as excelentes plantas naturais, fitoterápicos e produtos naturais que são um êxito e baratas, incomodam imenso as farmacêuticas e OM. Pretensamente e frequentemente advertem o público, a natureza suas plantas e produtos naturais são alegadamente um perigo para a população. Facto é, até à data não se conhece alguém que tenha morrido alegadamente por causa de uma planta medicinal ou produto natural.

No entanto, diariamente morrem ou ficam com graves sequelas milhares de pessoas no mundo ocidental devido aos fármacos! E só no mês passado foram mandados retirar do mercado português, 107 fármacos!

 

Fontes:

zentrum der gesundheit

Notícias Naturais

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/erva-de-s-joaohipericaohypericum-123171

 

Sex | 09.11.18

Planta, ginkgo biloba

Medicinas Alternativas
 

Recomenda-se ginkgo biloba aos doentes com problemas de memória moderados a severos e em alto risco de contrair a doença de Alzheimer ou demência. Dezenas de estudos têm confirmado que o ginkgo pode melhorar o fluxo sanguíneo para o cérebro, bem como melhorar a função mental e a memória, mas o seu efeito positivo parece ser mais evidente em pessoas que já têm problemas cognitivos. O ginkgo biloba tem sido utilizado na Europa, há décadas, como um medicamento de prescrição para tratar problemas relacionados com a função cerebral, doenças do coração, e outras problemas de circulação. Notavelmente, pode melhorar a função mental em pessoas já diagnosticadas com demência, para as quais não há praticamente terapias medicamentosas eficazes.  Um estudo sobre a doença Alzheimer, com 137 pacientes que completaram o estudo, cerca de 30 por cento daqueles que tomaram uma cápsula diária de 120 mg de ginkgo mostraram melhorias em testes de raciocínio, memória e comportamento, em comparação com os utilizadores do placebo. Considerando que não existem medicamentos de receita médica que se possam aproximar desse resultado, trata-se de uma descoberta importante. 

O ginkgo biloba é um dos medicamentos/fitoterápicos naturais mais extensamente estudados no mundo. É também uma das mais antigas terapias à base de plantas medicinais, usada na MTC-Medicina Tradicional Chinesa pelos chineses, durante milhares de anos. A sobrevivência do ginkgo deve-se provavelmente à sua abundância de flavonóides antioxidantes, que o fortalecem contra as agressões ambientais que podem encurtar o tempo de vida das espécies menos resistentes. Os mesmos flavonóides que dão ao ginkgo a sua resistência trazem grandes benefícios para os seres humanos.

 

Uma questão importante é se o ginkgo biloba pode ou não melhorar a função mental em adultos normais. Os resultados não são tão bem definidos e apresentam-se mais controversas. Num estudo, pesquisadores analisaram o efeito da suplementação com ginkgo em idosos que não pareciam ter quaisquer problemas cognitivos. Os participantes que tomaram 180 miligramas de extracto de ginkgo, durante seis semanas, apresentaram melhoria significativa em diversos testes de função mental, em comparação com os que tomaram o placebo. Curiosamente, mais utilizadores de ginkgo disseram que a sua memória tinha melhorado no final do estudo, em comparação com o grupo placebo.

O ginkgo biloba, tal como outros antioxidantes, protege o cérebro contra danos que poderiam prejudicar a função mental. Estudos com pessoas saudáveis são muitas vezes mais complicados de realizar do que estudos com pessoas que têm défices óbvios. Não há nenhuma dúvida que o ginkgo biloba melhora o fluxo de sangue e oxigénio para o cérebro e que ajuda os pacientes que sofrem de demência. Mas tenha em mente que, mesmo nos estudos em que os utilizadores de ginkgo biloba com demência apresentaram melhorias, eles dificilmente foram curados do seu problema e foram ainda forçados a viver com deficiências cognitivas severas que interferiam com a sua qualidade de vida.

 

Fonte:

São como um pêro

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/ginkgo-biloba-para-que-serve-121884

 

Sex | 09.11.18

As vitaminas e os medicamentos naturais

Medicinas Alternativas
 

A importância das vitaminas e dos suplementos

 

Se eu me alimentar bem, ainda preciso de tomar suplementos?

A resposta é sim. Infelizmente, os pesticidas como o glifosato, os OGM, os transgénicos, a baixa qualidade dos alimentos, o tempo elevado que decorre desde a colheita até à aquisição por parte do consumidor, as técnicas modernas de processamento dos alimentos, tudo isto tem empobrecido o fornecimento de muitos nutrientes vitais nos alimentos (tais como, vitaminas do complexo B, vitaminas C, D e E, e os ácidos gordos essenciaisos minerais e oligoelementos) que são críticos para a saúde. O armazenamento e transporte de alimentos, especialmente frutas e vegetais, também podem exaurir os seus nutrientes. Se não suplementar a dieta com esses nutrientes em falta, é fácil ficar com deficiência deles e sofrer graves consequências para a saúde. Além disso, a produção pelo organismo de antioxidantes importantes (como coenzima Q10, ácido alfa-lipóico e glutationa) diminui com a idade, o que nos deixa mais vulneráveis ao ataque dos radicais livres. Mais ainda, muitos medicamentos vulgarmente utilizados, tanto de venda livre como de prescrição, também retiram vitaminas importantes ao corpo. Tomar suplementos pode preencher a lacuna nutricional e ajudar a manter a saúde física e mental ideais.

O que significam as doses?

Os suplementos são micronutrientes; basta ingerir apenas uma pequena quantidade para se obter um efeito positivo. A maioria dos suplementos são vendidos em doses de microgramas (1 milionésimo de grama), miligramas (1 milésimo de grama), ou gramas. A excepção são as vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K) que podem ser vendidas em unidades internacionais (UI).

Respeite as doses recomendadas, que são seguras e eficazes. Alguns suplementos podem ser tóxicos se tomados em doses extremamente altas.

Onde devo comprar os suplementos?

Os suplementos podem ser comprados em lojas de produtos naturais, ervanárias, lojas de desconto, supermercados, a partir de catálogos de vendas por correspondência e na ciberrede. Algumas marcas excelentes de suplementos estão disponíveis apenas no estrangeiro. Estou a apresentar o plano de suplementos em termos genéricos, assim pode comprar os suplementos onde for mais económico e conveniente para si.

Quais são as melhores marcas?

Existem centenas de marcas nos mercados; aconselho-o a escolher marcas de renome que conhece. A segurança deve vir em primeiro lugar. Procure produtos que vêm em embalagens à prova de falsificação, com uma data de validade no rótulo. Tente encontrar um produto que tenha um número de controlo de qualidade na embalagem; dessa forma, se houver algum problema, o fabricante pode recolher rapidamente um produto contaminado. Se puder optar, seleccione fabricantes que oferecem um produto de potência garantida, o que significa que o suplemento contém a quantidade certa do ingrediente activo. Procure produtos da mais alta qualidade e livres de impurezas. Prefira suplementos biológicos e isentos de corantes, sem conservantes químicos, sem leite e derivados e sem gelatina animal.

 

Como devo guardar os suplementos?

A maioria dos suplementos deve ser armazenada num lugar fresco e seco, longe da luz directa ou do calor. Alguns fabricantes podem dizer-lhe para refrigerar um produto (como suplementos de linhaça ou algumas vitaminas e elixires) depois de ser aberto, por isso não deixe de ler atentamente o rótulo.

 

Quando devo tomar os meus suplementos?

Tome todos os suplementos com as refeições. A maioria dos suplementos são melhor absorvidos quando tomados com alimentos. Para facilitar, passe alguns minutos em cada semana a organizar os suplementos diários para toda a semana.

 

Que formas de suplementos são mais eficazes?

Os suplementos vêm em muitas formas diferentes, desde comprimidos a cápsulas, extractos líquidos ou pós. Escolha o que lhe for mais fácil de utilizar. Geralmente, os líquidos são de efeito mais rápido e eficiente.

 

O que posso fazer se tomar suplementos me perturbar a digestão?

Embora a maioria das pessoas tolere os suplementos razoavelmente bem, algumas verificam que sofrem dores de estômago depois de tomar os suplementos. Muitas vezes, o problema não é com todos os suplementos, mas com um suplemento que lhe está a provocar a dor. Para descobrir qual deles é, necessita deixar de tomar todos os suplementos durante três dias. Em seguida, recomece a tomar os suplementos, um de cada vez. Se não sentir qualquer desconforto digestivo num dia ou dois, adicione outro suplemento no dia seguinte. Se os sintomas regressarem depois de tomar um suplemento específico, retire-o do seu regime. No final deste exercício, deve saber quais os suplementos que pode ou não tolerar.

Atenção, alguns alimentos também podem perturbar a sua digestão.

 

Fonte:

São como um pêro

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/quotidiano-as-vitaminas-121116

 

Sex | 09.11.18

Risco de cancro diminui com a amamentação

Medicinas Alternativas
 

aleitamento materno reduz o risco de cancro da mama, afirma um investigador espanhol, afirmando que permite à glândula mamária completar um ciclo que começa na gestação e que interromper a amamentação pode facilitaraparecimento do cancro.

“Amamentar os filhos é concluir o ciclo fisiológico funcional da glândula mamária e proteger a mulher do cancro da mama,” assegura o presidente da Fundação Instituto Valenciano de Oncologia (IVO) e vice-presidente da Associação Espanhola Contra o Cancro (AECC), António Llombart, em declarações à agência EFE.

O especialista explicou que a secreção láctea “é um produto final do que constitui a função fisiológica da glândula mamária.”

 

“Interrompê-la no momento em que funciona no seu momento alto de expressão condiciona a aparição de alterações na vida das células da glândula com mortes precoces que podem iniciar fenómenos de mutações oncogénicas,” acrescentou.

Segundo Llombart, o aleitamento materno beneficia não só o filho, que recebe através da mãe uma imunidade que o protege de várias doenças, “como a própria mãe, que vai completar o ciclo da glândula mamária durante a gestação com a secreção láctea.”

O aleitamento materno é uma das recomendações do “Código Europeu contra o Cancro em Espanha” para impedir o aparecimento do cancro da mama tal como evitar o tabaco, o álcool, a carne, protectores solares, pesticidas/herbicidas/fungicidas, fornos microondas/micro-ondasOGM e transgénicos.

O responsável pelo Serviço de Oncologia do IVO, Vicente Guillem, destacou que em Espanha há cerca de 250.000 novos casos de cancro por ano e morrem 100.000 todos os anos, ou seja, 40 por cento dos pacientes.

Outra vanatagem da amamentação, é a relação entre amamentação e inteligência (ver aqui)

 

Fontes:

Naturologia

Cura pelas Plantas

Cura pela Natureza

zentrum der gesundheit

info.kopp-verlag

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/amamentar-reduz-o-risco-de-cancro-120591

 

Sex | 09.11.18

A planta consolda-maior

Medicinas Alternativas
 

Plantas da família das Borragináceas, também é conhecido como capim-roxo-da-rússia, erva-de-cardeal, consólida-maior, orelha de asno, consólida do cáucaso, língua de vaca, confrei e orelha de vaca. Trata-se de uma erva perene, que se apresenta como uma pequena touceira, com rizomas carnosos e sem caule aparente, as folhas, de formato entre o laceolado e oval e que saem praticamente ao nível do solo, são grandes na base da planta e as superiores um pouco menores. As flores aparecem em um escapo floral, reunidas em ramalhetes mais ou menos folhosos e torcidos, com coloração amarelada, esbranquiçada ou violácea. Embora haja flores, não há produção de frutos e nem de sementes, pois é uma herbácea híbrida. A raiz de consolda é longa, em formato de fuso, fibrosa e carnuda. A parte exterior e escura e rica em sumo. Nada se perde no consolda. As folhas que sobram após um geada servem para preparar o terreno para o plantio de tomates. É um fertilizante ideal para eles porque contém três vezes mais potássio do que nitrogénio e muito menos fósforo.

 

Curiosidades 

Seu nome cientifico, Symphytum, é derivado da palavra grega que significa "crescer junto", e se refere à raiz mucilaginosa que faz exactamente isso - une e cicatriza a carne e os ossos.

 

Características

Suas flores são ricas em alantoína e aparecem mais no verão. Essa substância alantoína é uma substância que estimula a divisão celular. As folhas do consolda são grandes e são usadas para fazer compressa em fraturas, há muito tempo. Ela cresce cerca de 1 metro e meio e é rizomatosa e perene. A planta espalha-se por 2 metros.

 

História

Foi trazida da Eurásia, nomeadamente da Rússia para a Europa há pelo menos 1.000 anos. A botânica Hildegard von Bingen, já há 1 milénio conhecia as propriedades curadoras da consolda, sobretudo na consolidação da cura das fracturas dos soldados, feitas após as batalhas campais.

 

Receitas caseiras habituais na Sibéria, na Europa central e em partes da Escandinávia

A ingestão de uma decocção feita com a raiz, água e vinho cura ferimentos internos, contusões, feridas e úlceras nos pulmões, e expulsa o catarro que oprime o peito. As raízes, quando batidas, curam também os ferimentos e cortes externos; o consolda é especialmente indicado para as fraturas: tem tal poder de consolidar e unir que ser for fervido numa panela com carne picada, juntará os pedaços novamente. 

 

Partes usadas

As partes aéreas e a raiz.

 

Plantio

Multiplicação:

- multiplica-se por mudas de rizoma; Cultivo: prefere clima ameno embora tolere climas adversos. Requer solo rico em matéria orgânica, úmido, não encharcado. Planta-se os rizomas (ou mudas) nas covas com espaçamento de 50cm entre plantas. Após serem adubadas com húmus ou esterco (2l por cova). Os melhores meses para o plantio são de agosto a novembro, de preferência em locais com bastante luminosidade. Esta planta é considerada perene (dura mais de 10 anos); só após o plantio colhe-se as folhas e 2 anos após começam a colher-se as raízes.

A espécie de consolda conhecida como S. x uplandicum é a melhor para se cultivar no jardim. As folhas são menos ásperas que as do consolda silvestre, os botões são bonitos, azul avermelhados, e a planta cresce formando uma pequena touceira bem-feita.

 

Modo de Conservar

As folhas são utilizadas frescas e os rizomas, depois de bem lavados e raspados, devem ser picados e postos ao sol para secar. Depois de secos, devem ser guardados em sacos de papel ou vidros bem tapados.

 

Princípios Activos

Possui alto teor de proteína, cálcio, ferro, simpetina, sais minerais, vitaminas, colina, consolidina, fósforo e ácido fólico. A raiz de consolda contêm mais mucilagem do que o malvarisco. Também contém alantoína, um pouco de amido e tanino. O conteúdo de alantoína de uma solução aquosa reforça poderosamente as formações epiteliais e protege qualquer tecido ferido, externamente. Promove a formação de células saudáveis que curam ferimentos externos. Também usada em fracturas, porém aqui requer cuidado com o estômago e fígado.

 

Para que serve esta planta medicinal?

Ela age no organismo como adstringente (promovendo constrição dos tecidos e diminuindo as secreções), alivia irritações, é expectorante, anti-inflamatória, cicatrizante e prolifera as células. Quando bem aplicado, a consolda ajuda imenso nas fracturas ósseas.

 

Efeitos colaterais da consolda

O efeito colateral da consolda inclui irritações gástricas.

Contra indicações da consolda

A consolda está contraindicada na gravidez ou para mulheres em fase de lactação.

 

Obs.:

As farmacêuticas e médicos convencionais advertem sobre o uso interno. Experimentei há uns anos e durante 6 meses tomei-a em chá, nas saladas, sopas e em batidos cremosos, em média 1/2 folha (por vezes ligeiramente menos) diáriamente. Confesso que ao fim de um trimestre, o sabor da folha consolda já não me seduzia, interrompi por 9 dias e depois continuei com o mesmo processo. Fiquei bem e nem o estômago se queixou.

Conheço alemães e austríacos, que frequentemente e durante o ano tomam por meses seguidos pequenas quantidades da consolda juntamente com cascas de ovos biológicos, depois de terem moído a pó as cascas. Fortalecem assim os ossos e os dentes e curam as cáries e osteoporoses.

 

Temas relacionados:

A ABADESSA HILDEGARD VON BINGEN, QUEM ERA?

Alimentos ricos em cálcio

Investigação: Leite aumenta risco de morte e de doenças

Cânhamo acelera a regeneração óssea

Calcitrin: Ganha processo contra Ordem dos Farmacêuticos

Toma antidepressivos? Então saiba que...

Aspirina Microactive: Para que serve, efeitos secundários e alternativas

Fármaco português provoca vítimas cerebrais em França

Sex | 09.11.18

Onde se encontra o cálcio

Medicinas Alternativas
 

Momentos em que se torna imperiosa a ingestão de cálcio:


- No período de gravidez

- Na infância

- Na adolescência

- Na reconvalescença após acidente/fractura

- Pós menopausa

- 3ª idade

- Hipertensão

- Doenças coronárias e vasculares

- Problemas de ossos e de dentes

- Disfunções no sistema nervoso 


A ter em atenção:

- Exercício moderado é bom para a absorção e assimilação dos nutrientes, porém o excesso de exercício físico é contraproducente

- A falta de vitamina D e K prejudica a absorção e assimilação de cálcio

- Excesso de fósforo prejudica a absorção e assimilação de cálcio

- Excesso de zinco pode prejudica a absorção e assimilação de cálcio e vice-versa

- Dieta composta de carnes, grelhados de carnes e de peixe,, de cereais refinados (pão, farinhas, massas,...) e refrigerantes (contêm alto teor de fósforo), facilita a perda de massa óssea

- Dietas ricas em proteínas animais, gorduras animais e açúcar refinado prejudica a absorção e assimilação de cálcio

- O cálcio ingerido com ferro reduz o efeito de ambos os minerais

- A ingestão de ácido oxálico frequente prejudica a absorção e assimilação de cálcio

- Existem alimentos com suplementos e vitaminas baratas com vitamina D1, muitas vezes os fabricantes nem colocam no rótulo, esta forma de cálcio prejudica a absorção e assimilação de suplementos e vitaminas e minerais

- O aminoácido lisina é necessário à absorção e assimilação de cálcio

- Testar a marca de cálcio é barato e prático: Coloque o comprimido de cálcio num copo com água morna, agite-o, caso o comprimido não se dissolver nas próximas 24 h, é aconselhável trocar de marca

 

Inibidores de cálcio, por isso evitar a ingestão:

- Tomate

- Pimento vermelho

- Batata vulgar

- Beringela

- Sal vulgar/refinado

- Sedentarismo

- Café

- Refrigerantes

- Bebidas diuréticas

- Doces convencionais

- Açúcar refinado

- Álcool

- Muitas drogas farmacêuticas inibem e/ou roubam minerais ao organismo humano

 

Temas relacionados:

Vitamina K2, muito relevante para a saúde humana

Perigosa ligação entre leite desnatado e diabetes

Investigação: Leite aumenta risco de morte e de doenças

Salsa: 15 benefícios

27 alimentos mais alcalinos: Para proteger a sua saúde da larga maioria das doenças, incluindo cancro

A urtiga tem muitos antioxidantes entre outros benefícios

Os coentros: 18 benefícios para a sua saúde

Tremoço: Sabia que...

Couve-flor; Benefícios e propriedades (receita)

Cáries e doenças bucais: Como tratar e evitar facilmente

Artrite reumatóide: Vitamina K2, pode debelar

Omeprazol: 10 perigos para a saúde

 

OBS.:

Prefira alimentos biológicos, caso contrários os valores irão ser provavelmente bem diferentes dos que foram aqui descritos.

Sex | 09.11.18

A cura pela homeopatia é reconhecida

Medicinas Alternativas
 

O governo Suíço definiu a medicina no futuro, anunciando uma positiva alteração de formas alternativas de cura. A partir de maio de 2017, as companhias de seguro de saúde irão abranger uma grande variedade de métodos de cura, incluindo a Homeopatia, Acupunctura, a MTC-Medicina Tradicional Chinesa, a Fitoterapia e a Medicina Holística.

 Demasiado tempo as Caixas de Previdência na Suíça só cobriam o monopólio das drogas sintéticas/químicas.

 

Fora com a burocracia e as drogas sintéticas
Esta mudança na direcção holística permite ao sistema de saúde suíço curar, sem a necessidade de intervenção de uma gestão orientada para o lucro. Com a inclusão de cinco eclécticos métodos de cura, os tratamentos oferecidos na Suíça vão tornar este sistema de cuidados de saúde mais acessível. A legitimação destes métodos de cura vai fazer com que exista uma aspiração à cura no sistema de saúde. Tal sistema de saúde alternativo pode incentivar as pessoas, ao invés como até agora um oneroso círculo vicioso  de efeitos adversos/colaterais e resultados negativos.

 

A «ciência» farmacêutica sintética começou a dar os seus primeiros passos em 1869. Nesse ano começaram os ensaios com o alcatrão de carvão. Ela recusa os métodos de cura usados durante milénios pela humanidade.

A boa notícia é que ainda existem muitos herbalistas a darem continuidade a estas tradições e vão produzindo derivados das plantas para a Medicina Holística.

 

Suíços colocam o governo sob pressão para pagar as terapias alternativas
Depois de as autoridades de saúde suíças terem bloqueado em 2005 a legitimidade da medicina alternativa,  os cidadãos suíços deram o seu parecer favoravelmente. Em 2009, dois terços dos suíços votaram a favor de esses cinco métodos de cura para passarem a serem integrados na lista de terapias pagas pelo sistema de saúde no país. Em 2012, as cinco terapias não convencionais foram incluídas no sistema obrigatório de seguro, no contexto de um período de experiência de seis anos. No final do período de teste, elas serão avaliados em relação à "eficácia, rentabilidade e adequação".

As abordagens holísticas serão avaliados pelos seus efeitos de cura
Já o ministério responsável por esta temática constatou aquilo que muitos profissionais de saúde alternativa (Heilpraktiker/ "Praticante da Cura") já sabem: "é impossível fornecer tal evidência para estas disciplinas na sua totalidade."  A prova de sua eficácia resulta da própria experiência individual, iniciativa e empenho. Terapias holísticas são diferentes das drogas sintéticas. A pessoa é tratada no seu todo, não apenas o sintoma. É impossível medir uma terapia alternativa no papel, num ambiente perfeitamente controlado. O efeito é mostrado ao longo de um período de aplicação.
 
 
Fontes:
epoch times
Homöopathie-Schweiz
kopp-verlag
zentrum der gesundheit
 
Sex | 09.11.18

Os alimentos

Medicinas Alternativas
 

Amêndoa
Comer algumas amêndoas por dia é um valioso segredo da saúde. Esse fruto seco combate ataques de fome, beneficia o coração e reduz o risco de diabetes do tipo 2 e doença de Alzheimer. Além disso, a gordura das amêndoas é como a do abacate: abundante, porém saudável.

Açaí

A campanha vitoriosa do açaí começou modestamente no Nordeste brasileiro, mas em poucos anos as bagas violáceas tomaram conta do mundo. Sua fama é de tornar o consumidor forte e esbelto. E jovem, devido aos numerosos antioxidantes que contém. Para muitos esportistas, os poderosos frutos da palmeira prometem uma dose extra de energia.

Abacate

O abacate é uma das frutas mais ricas em gordura. O que não significa que seja a mais engordante, pois contém ácidos gordos insaturados de alta qualidade, com efeito positivo sobre as taxas de colesterol e o sistema cardiovascular. Além disso, possui numerosas vitaminas que beneficiam desde a pele e os cabelos até os sistemas imunológico e nervoso.

 

Chia

As sementinhas de chia são vendidas como panaceia universal. Com alto conteúdo proteico, são ricas nos ácidos gordos essenciais ômega-3 e ômega-6. Os maias e aztecas já conheciam as propriedades da chia há mais de 2,5 mil anos atrás. De gosto neutro, elas são consumidas por seus fãs como pudim, gel ou puras, salpicadas sobre a comida.

 

Goji
Ao se falar de superalimentos, é quase impossível evitar os superlativos. Isso se aplica em especial às bagas de goji, citadas entre as frutas mais saudáveis do mundo. Consta que fortalecem o sistema imunológico e cardíaco, baixam a pressão sanguínea, dão energia. E mantêm a pessoa jovem – por exemplo, pela ação benéfica sobre olhos e pele.

Couve-crespa

Passo a passo, a modesta couve-crespa vai conquistando o mercado europeu, passando de exótica a verdura da moda. Cem gramas dessa verdura bastam para cobrir a necessidade diária de vitamina C de um adulto. Além disso, é rica em vitamina A e minerais como ferro e cálcio.

 

Mirtilo
Na Alemanha a estação das bagas azul-escuro começa em julho. Mirtilos são apreciados como bombas vitamínicas, eficazes no combate às infecções. Sabe-se que já na Grécia e Roma antigas eles eram utilizados contra afecções intestinais. Ao contrário do açaí, contêm poucas calorias e quase nenhuma gordura, mas apresentam o mesmo efeito antienvelhecimento.

Gengibre

Ao aquecer o corpo, o gengibre é uma arma eficaz no combate às afecções gastrointestinais. Ao aumentar a circulação nos intestinos, ele faz sarar infecções e a mucosa intestinal se recupera. Esse efeito aquecedor se potencializa quando ele é ingerido seco. Em estado fresco, por outro lado, é mais picante, o que é de extrema importância para o reforço do sistema imunológico, por exemplo.

 Açafrão-da-índia/Curcúma

Há milênios o curcúma ou açafrão-da-índia é um dos condimentos principais da cozinha indiana, sendo encontrado no famoso pó de curry. A planta aparentada ao gengibre é tida como sagrada e incluída em praticamente todos os pratos, para promover a digestão. Além disso, o açafrão-da-índia também tem fama de baixar o colesterol, além de ser antioxidante e anti-inflamatório.

 

Quinoa
Originária da região dos Andes, a quinoa já é cultivada há cerca de 4 mil anos. Esse pseudo-cereal é uma das melhores fontes de proteína vegetal conhecidas em todo o mundo. Os pequenos grãos contêm todos os aminoácidos essenciais e antioxidantes importantes para o combate às doenças, além de serem livres de glúten e ricos em minerais.

 

Fontes:

dw

kopp-verlag

prawda-tv

zentrum der gesundheit

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/alimentos-o-enorme-poder-da-natureza-117571

 

Sex | 09.11.18

Como evitar o AVC

Medicinas Alternativas
 

Muitos dos ingredientes que ingerimos diariamente podem conduzir a um um acidente vascular cerebral, como a carne (qualquer tipo de carne, chouriços, fiambres, salpicões e presuntos), proteínas animais fritas e grelhadas, alimentos industrializados, alimentos de proveniência convencional com pesticidas e OGM ou transgénicos, alimentos com aromas artificiais e conservantes químicos, os alimentos açúcarados (branco e amarelo), óleos com ingredientes transgénicos, queijos gordos (moderar o consumo) e os alimentos refinados não são os mais saudáveis.

No entanto ainda existem alimentos saudáveis que nos ajudam a evitar um AVC. 

Nota: Atenção às emoções fortes, como raiva/ira/fúria, tristeza frequente, preocupações, euforia e medos.

 

1. Acidente vascular isquémico – falta de circulação numa área do cérebro  devido à obstrução de uma ou mais artérias por ateromas, trombose ou embolia. 

Ocorre em pessoas mais velhas como consequência de diabetes, colesterol elevado, hipertensão arterial, problemas vasculares e fumadores.


2. Acidente vascular hemorrágico – sangramento cerebral provocado pelo rompimento de uma artéria ou vaso sanguíneo provocado pela pressão arterial elevada, problemas na coagulação do sangue, traumatismos.

Pode ocorrer em pessoas mais jovens e é mais grave.

Pode ocorrer em homens e mulheres de qualquer idade.

 

Os sintomas:

- Dificuldade em falar

- Dormência em apenas um lado do corpo

- Não compreende quando os outros falam

- Perda de visão em um olho

- Forte dor na cabeça

- Paralisia ou fraqueza de uma lado do corpo, atingindo os braços, o rosto e as pernas

- Visão dupla

 

O que pode provocar o derrame:

- Algumas drogas farmacêuticas

- Alterações vasculares

- Colesterol alto

- Condições genéticas

- Consumo de drogas ilícitas

- Consumo excessivo de álcool

- Diabetes

- Hipertensão

- Obesidade

- Problemas cardíacos

- Tabaco

Alimentos saudáveis que evitam AVC

Quem consome mais alimentos de polpa branca, como a maçã, o pepino, a pêra ou a banana, tem menos 52 por cento de probabilidade de ter um acidente vascular cerebral (AVC). Os dados são de um estudo da Universidade de Wageningen, na Holanda, baseado em respostas de 20.000 adultos, entre os 20 e os 65 anos. Os investigadores verificaram que, por cada 25 gramas que se ingere a mais deste tipo de vegetal, o risco de derrame cerebral diminui cerca de nove por cento.

cenoura, os brócolos e o tomate também integram a lista dos alimentos a ingerir para evitar este problema. As favas, ricas em ácido fólico, também são aconselhadas. O feijão (qualquer tipo) e as leguminosas brancas, como o grão, que diminuem o risco de AVC nas mulheres em processo de menopausa, tal como os ingredientes naturais ricos em potássio.

 

"Que o alimento seja o teu medicamento e o teu medicamento seja o teu alimento." Hipócrates há 2.500 anos

 

Nota: Prefira sempre alimentos biológicos, diga não aos alimentosconvencionais e de proveniência duvidosa

 

Fontes:

Naturologia

Naturopatia

MTC

Cura pelas Plantas

Cura pela Natureza

Curas pelos alimentos

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/o-acidente-vascular-cerebral-avc-e-como-106279 

Sex | 09.11.18

Couve-flor; Benefícios e propriedades (receita)

Medicinas Alternativas
 

 

A couve-flor é um dos legumes mais saudáveis e nutritivos que existem. Trata-se de uma excelente fonte de vitaminas A,B, C e K e ainda de minerais como cálcio, magnésio e potássio, além de conter oligoelementos como ferro, manganês e fósforo. Apesar de não ser uma das verduras mais difundidas, talvez pelo cheiro que exala quando cozinhada, porém, é sensato incluir a couve-flor na nossa alimentação. Porquê?

Excelente diurético

Dado que tem uma grande quantidade de água na sua composição, a couve-flor é um tipo de alimento excelente para limpar e desintoxicar todo o corpo. O consumo de couve-flor é perfeito para combater o problema da retenção de líquidos e para eliminar as toxinas que se vão acumulando no organismo após cada refeição. Trata-se de uma boa forma de depurar a fundo todo o corpo e para perder algum peso. 

Ajuda na prevenção do cancro

A couve-flor é rica numa substância chamada sulforafano, um composto à base de enxofre e que de acordo com alguns estudos científicos ajuda a prevenir o risco de cancro. Para além disso, a ingestão habitual de couve-flor ajuda a controlar a própria doença e acalma algumas das dores que a pessoa possa estar a sentir. 

Cuida da pele

Dado que é uma excelente fonte de todo o tipo de antioxidantes, o consumo de couve-flor ajuda a travar os diferentes sinais de envelhecimento e a manter a pele em bom estado e sem sinais de rugas. Graças às suas maravilhosas propriedades, o seu consumo ajuda a regenerar as células da pele e a combateros danos causados pelos radicais livres. 

Protege o coração

Entre outros grandes benefícios da couve-flor estão o facto ajudar a baixar a pressão arterial e ainda proteger a saúde do coração. Por essa razão, o consumo habitual desta verdura ajuda a prevenir o risco de vir a padecer de doenças do tipo cardiovascular e a reduzir os níveis elevados de colesterol no sangue.

Digestivo

A couve-flor é um tipo de verdura com uma grande quantidade de fibras, pelo que o seu consumo promove uma boa digestão. Para além disso, a couve-flor contém glucorafanina, um composto essencial e importante para evitar doenças do tracto estômago-intestino.  Sumo desta couve faz manutenção ao pâncreas, limpa o estômago e alivia espasmos abdominais e úlceras. Este sumopurifica o sangue e é utilizado com sucesso no tratamento de ácido úrico, reumatismo e maleitas semelhantes.

Melhora a saúde cerebral

O consumo habitual de couve-flor é perfeito para ajudar a melhorar a saúde e actividade do cérebro. Isto deve-se ao facto desta verdura ser muito rica em vitamina B, um tipo de vitamina que ajuda ao bom desenvolvimento do cérebro, que evita a sua deterioração e que se vá danificando com a passagem dos anos. 

Quer emagrecer?

A couve-flor é também um legume com poucas calorias e que tem inúmeros nutrientes, pelo que se trata de um alimento excelente para emagrecer e para ajudar a perder alguns quilos a mais. Por ser bastante rico em fibras, o consumo de couve-flor ajuda a saciar o apetite e evita que a pessoa tenha a tentação de consumir mais calorias do que as necessárias. Se estiver a fazer dieta, este é um alimento essencial em qualquer ementa diária. 

 

Como pudemos constatar, a couve-flor apesar de não ter a mesma fama de outro tipo de legumes como a alface os brócolos ou as couves, porém tem uma série de propriedades realmente benéficas para o organismo, para além de ser um bom alimento para ser consumido de forma habitual. Lembre-se que a couve-flor pode ser consumida de muitas formas, quer seja fervida, à milanesa ou gratinada com um delicioso molho feito por si.

 

Precisa de uma receita?

Aqui vai:

Couve-flor e cenoura na caçarola!

Para 4 a 6 pessoas, tempo de preparação: cerca de 30 min de cozedura e tempo no forno cerca de 1 h e 20 min.

Ingredientes:
1,5 kg de batatas (farinhentas) ou então batata doce
300 g de cenouras
3 cebolas grandes
1 couve-flor
1/2 molhe de cebolinho
6 colheres de sopa de óleo de coco ou azeite biológico
1 colher de chá de noz moscada
1 pitada de pimenta
1 pitada de sal de ervas ou sal dos Himalaias

Preparação:

Ferva as batatas em água e sal, amasse-as, e junte 4 colheres de sopa de óleo de coco/azeite biológico e misture o cebolinho.
As cebolas e as cenouras fritar com um pouco de óleo de coco/azeite, por por aprox. 5 min.
Cozinhar a vapor a couve-flor, cozinhe por 5 min.

Colocar os legumes na caçarola, pela seguinte ordem:

1. Temperar a couve-flor com pimenta e a noz-moscada 
2. Cenouras
3. Cebolas
4. Purê de batata (batata amassada)

Distribuir o purê de batata, uniformemente, de modo que os vegetais fiquem completamente cobertos.

Aquecer o forno a 200 ºC (pré-aquecimento), em seguida, coloque a caçarola cerca de 50 minutos no forno. Et voilà 

 

Fontes:

info.kopp-verlag

zentrum der gesundheit

Rica Saúde

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/couve-flor-beneficios-e-propriedades-93959

 

Sex | 09.11.18

Leite europeu é doentio

Medicinas Alternativas
 

 

Uma investigação sueca concluiu que a ingestão de leite bovino não ajuda na prevenção de doenças ósseas, como diz a publicidade e e a maioria dos médicos e nutricionistas. Pelo contrário: o consumo de leite prejudica a saúde dos ossos, do coração e colabora para a incidência de alguns tipos de cancro/câncer.

 

O estudo foi realizado pela equipe do professor Karl Michaëlsson, da Universidade de Uppsala, a mais antiga da Suécia. Um grupo de 61.433 mulheres foi acompanhado por mais de 20 anos. Nesse período, 15.541 delas morreram e 14.252 tiveram algum tipo de fractura óssea. Outro grupo, com 45.339 homens, foi acompanhado por cerca de 11 anos. Neste período, 11.112 homens morreram e 5.066 tiveram algum tipo de fractura óssea.

"Analisando os resultados e cruzando os números com dezenas de outras variáveis como prática de actividade física e até se a pessoa estudada era casada ou solteira, os cientistas concluíram que a ingestão de leite é muito pior para a saúde do que se pensava."

Segundo o material do professor Karlos açúcares naturais presentes no leite causam um processo de oxidação e inflamação nas células que promove o aparecimento de diversas doenças. A gordura saturada e o colesterol também presentes naturalmente no leite colaboraram para os resultados negativos do produto no grupo estudado.

No Brasil, o Ministério da Saúde indica que cada brasileiro deve consumir diariamente 3 porções de leite de vaca e derivados (veja aqui). Esta é exactamente a porção que o estudo sueco considerou como “alto consumo de leite”. Países como Estados Unidos e Inglaterra também recomendam 3 porções de leite de vaca e derivados à população.“Nossos resultados podem questionar a validade das recomendações de consumir grandes quantidades de leite para prevenir fracturas por fragilidade.” – disse o professor.

Os pesquisadores concluíram também que leite in natura é pior do que o leite em forma de queijos e iogurtes fermentados. Embora os resultados tenham sido ruins para pacientes de ambos os sexos, nas mulheres o consumo de leite mostrou números mais agressivos.

“As mulheres que bebiam 3 ou mais copos de leite de vaca por dia tinham o dobro de chance de morrer no final do estudo do que aquelas que bebiam menos de um copo por dia. E aquelas que tiveram uma alta ingestão de leite também tiveram um risco 50% maior de fractura de quadril.” – completou Karl.

"Portanto, a ideia de que o leite de vaca é saudável e ajuda a prevenir osteoporose e outras doenças não condiz com os estudos científicos mais recentes. Além de cruel para os animais, o consumo deste tipo de produto é cruel também para quem o utiliza."

Onde está o cálcio?

Dos alimentos da lista abaixo, a maior incidência de cálcio em porção de 100 gr. segundo a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO) está no coentro. As sementes de sésamo, principalmente as pretas são muito ricas em cálcio.

Mas, considerando que é muito pouco provável que alguém consuma 100 gr. de coentro de uma só vez, consideramos que a couve refogada é uma das melhores formas de manter o nível de cálcio. Além de deliciosa e económica, a couve é facilmente encontrada e já está no gosto dos brasileiros.

As sementes de sésamo são muito ricas em cálcio. Para uma melhor absorção, escolha alimentos ricos em magnésio.

 

Curiosidade: Na China, até há muito pouco tempo, ninguémbebia leite a não ser da sua mãe e por isso a osteoporose era quase desconhecida na China, assim como as dores menstruais e todo o sofrimento associado à menopausa. O leite é certamente também um factor contributivo para as disfunções ginecológicas.

 

Alternativas: Leites vegetais de alpista, amêndoas, arroz, aveia, avelãs, cânhamo, coco, inhame, sésamo (muito rico em cálcio), soja biológica entre outras bebidas possíveis. 

 

Fontes:

Saúde Curiosa

zentrum der gesundheit

info.kopp-verlag

Gesundheit

MTC

Naturologia

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/investigacao-leite-aumenta-risco-de-97676 

Sex | 09.11.18

Mais outra droga que devia ser proibida

Medicinas Alternativas
 

É uma situação comum. A criança dá trabalho, questiona muito, viaja nas suas fantasias, se desliga da realidade. Os pais se incomodam e levam ao médico, um psiquiatra talvez.  Ele não hesita: o diagnóstico é déficit de atenção (ou Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH) e indica ritalina para a criança.

fármaco é uma bomba. Da família das anfetaminas, a ritalina, ou metilfenidato, tem o mesmo mecanismo de qualquer estimulante, inclusive a cocaína, aumentando a concentração de dopamina nas sinapses. A criança “sossega”: pára de viajar, de questionar e tem o comportamento zombie like, como a própria medicina define. Ou seja, vira zumbi — um autómatozinho/robozinho sememoções. É um alívio para os pais, claro, e também para os médicos. Por esse motivo a droga tem sido indicada indiscriminadamente nos consultórios da vida, a ponto de o Brasil ser o segundo país que mais consome ritalina no mundo, só perdendo para os EUA.

A situação é tão grave que inspirou a pediatra Maria Aparecida Affonso Moysés, professora titular do Departamento de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, a fazer uma declaração bombástica: “A gente corre o risco de fazer um genocídio do futuro”, disse ela em entrevista ao Portal Unicamp. “Quem está sendo medicado são as crianças questionadoras, que não se submetem facilmente às regras, e aquelas que sonham, têm fantasias, utopias e que ‘viajam’. Com isso, o que está se abortando? São os questionamentos e as utopias. Só vivemos hoje num mundo diferente de mil  anos atrás porque muita gente questionou, sonhou e lutou por um mundo diferente e pelas utopias. Estamos dificultando, senão impedindo, a construção de futuros diferentes e mundos diferentes. E isso é terrível”, diz ela.

O fato, no entanto, é que o uso da ritalina reflete muito mais um problema cultural e social do que médico. A vida contemporânea, que envolve pais e mães num turbilhão de exigências profissionais, sociais e financeiras, não deixa espaço para a livre manifestação das crianças. Elas viram um problema até que cresçam. É preciso colocá-las na escola logo no primeiro ano de vida, preencher seus horários com “atividades”, diminuir ao máximo o tempo ocioso, e compensar de alguma forma a lacuna provocada pela ausência de espaços sociais e públicos. Já não há mais a rua para a criança conviver e exercer sua “criancice”.

Mas os problemas não param por aí. A ritalina foi retirada do mercado recentemente, num movimento de especulação comum, normalmente atribuído ao interesse por aumentar o preço da medicação. E como é uma droga química que provoca dependência, as consequências foram dramáticas. “As famílias ficaram muito preocupadas e entraram em pânico, com medo de que os filhos ficassem sem esse fornecimento”, diz a médica. “Se a criança já desenvolveu dependência química, ela pode enfrentar a crise de abstinência. Também pode apresentar surtos de insônia, sonolência, piora na atenção e na cognição, surtos psicóticos, alucinações e correm o risco de cometer até o suicídio. São dados registrados no Food and DrugAdministration (FDA)”.

Enquanto isso, a ritalina também entra no mercado dos jovens e das baladas. A medicação inibe o apetite e, portanto, promove emagrecimento. Além disso, oferece o efeito “estou podendo” — ou seja, dá a sensação de raciocínio rápido, capacidade de fazer várias atividades ao mesmo tempo, muito animação e estímulo sexual — ou, pelo menos, a impressão disso. “Não há ressaca ou qualquer efeito no dia seguinte e nem é preciso beber para ficar loucaça”, diz uma usuária da droga nas suas incursões noturnas às baladas de São Paulo. “Eu tomo logo umas duas e saio causando, beijando todo mundo, dançando o tempo todo, curtindo mesmo”, diz ela.

 

Segundo o INFARMED:

Não tome nem dê a tomar à sua criança Ritalina LA

- se tem alergia (hipersensibilidade) ao metilfenidato ou a qualquer outro componente de Ritalina LA (listados na secção 6)

- se tem problemas de tiroide

- se tem pressão aumentada no olho (glaucoma)

- se tem um tumor na glândula suprarrenal (feocromocitoma)

- se tem um problema alimentar, não sentindo fome ou vontade de comer, como por exemplo anorexia nervosa - se tem pressão arterial muito elevada ou constrição dos vasos sanguíneos, que podem causar dor nos braços e pernas

- se alguma vez teve problemas cardíacos, tal como ataque cardíaco, batimento cardíaco irregular, dor e desconforto no peito, insuficiência cardíaca, doença cardíaca ou nasceu com um problema cardíaco

- se teve um problema nos vasos sanguíneos do cérebro, tal como acidente vascular cerebral (AVC), inchaço e enfraquecimento de parte de um vaso sanguíneo (aneurisma), constrição ou bloqueio dos vasos sanguíneos ou inflamação dos vasos sanguíneos (vasculite)

- se está atualmente a tomar ou tomou, nos últimos 14 dias, um antidepressivo (conhecido como inibidor da monoaminoxidase) (ver secção “Ao tomar Ritalina LA com outros medicamentos”)

- se tem problemas de saúde mental, tais como:

- problema psicopático ou de personalidade borderline

- pensamentos anormais ou visões ou uma doença denominada esquizofrenia

- sinais de problemas graves de humor tais como:

- pensamentos suicidas

- depressão grave, em que se sente muito triste, inútil e desanimado

- mania, em que se sente extraordinariamente animado, hiperativo e desinibido.

 

Verifique com o seu médico ou farmacêutico antes do tratamento, se você ou a sua criança:

- tem problemas de fígado ou rins

- alguma vez teve ataques epiléticos (convulsões, epilepsia) ou algum resultado anormal no eletroencefalograma (EEG)

- alguma vez abusou ou esteve dependente de álcool, medicamentos sujeitos a receita médica ou drogas

- é mulher e iniciou a menstruação (ver a secção 2 “Gravidez e aleitamento”)

- tem contrações repetitivas e difíceis de controlar de alguma parte do corpo ou repete sons e palavras

- tem pressão arterial elevada

- tem um problema cardíaco que não está descrito na secção acima “Não tome nem dê a tomar à sua criança Ritalina LA

 

Tem um problema de saúde mental que não está descrito na secção acima “Não tome nem dê a tomar à sua criança Ritalina LA”.

Outros problemas de saúde mental incluem:

- alterações de humor (desde o estado maníaco ao estado depressivo – denominada doença bipolar)

- começar a ser agressivo ou hostil, ou agravamento da agressividade

- ver, ouvir ou sentir coisas que não existem (alucinações)

- acreditar em factos que não são verdadeiros (delírios)

- sentir suspeitas invulgares (paranoia) - sentir-se agitado, ansioso ou tenso

- sentir-se deprimido ou culpado.

 

Avaliações que o seu médico irá realizar antes de iniciar o tratamento com metilfenidato Estas avaliações destinam-se a decidir se o metilfenidato é o medicamento correto para si ou para a sua criança. O seu médico irá falar consigo sobre:

- outros medicamentos que está, ou a sua criança está, a tomar

- existência de história familiar de morte súbita inexplicável

- outros problemas médicos (tal como problemas cardíacos) que afetam a si e à sua família

- o modo como se sente, ou como a sua criança se sente, tal como sentir-se bem ou mal, ter pensamentos estranhos ou se alguma vez teve esses sentimentos no passado

- existência de história familiar de “tiques” (contrações repetitivas e difíceis de controlar de alguma parte do corpo ou repetição de sons e palavras)

- algum problema de saúde mental ou de comportamento que afetam a si, a sua criança ou qualquer elemento da sua família. O seu médico irá avaliar se está ou a sua criança está, em risco de ter alterações de humor (desde o estado maníaco ao estado depressivo – denominada doença bipolar). Ele irá avaliar a sua história de saúde mental e verificar se algum membro da sua família tem história de suicídio, doença bipolar ou depressão. É importante que disponibilize o máximo de informação possível. Isto irá ajudar o seu médico a decidir se o metilfenidato é o medicamento correto para si ou para a sua criança. O seu médico pode decidir que são necessários outros exames médicos antes de iniciar, ou a sua criança iniciar o tratamento com este medicamento.

 

Se está ou a sua criança está a tomar outros medicamentos, o metilfenidato pode afetar a forma como eles atuam ou pode causar efeitos secundários. Verifique com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar metilfenidato, se está ou a sua criança está a tomar algum dos seguintes medicamentos:

- outros medicamentos para a depressão.

- medicamentos para problemas graves de saúde mental.

- medicamentos para a epilepsia.

- medicamentos utilizados para reduzir ou aumentar a pressão arterial.

- alguns medicamentos para a tosse e constipação que contenham substâncias que podem afetar a pressão arterial. É importante verificar com o seu farmacêutico quando comprar algum destes medicamentos.

- medicamentos que tornam o sangue mais fluido, por forma a prevenir coágulos sanguíneos.

 

Em caso de cirurgia Informe o seu médico se tem ou se a sua criança tem uma cirurgia programada.

O metilfenidato não deve ser tomado no dia da cirurgia se um determinado tipo de anestésico for utilizado, porque existe a possibilidade de um aumento súbito da pressão arterial durante a cirurgia.

Teste de consumo de drogas

Este medicamento pode originar um resultado positivo no teste de uso de drogas. Isto inclui os testes efetuados no desporto.

Ritalina LA com alimentos, bebidas e álcool

Não beba bebidas alcoólicas durante o tratamento com este medicamento, pois o álcool pode agravar os efeitos secundários deste medicamento. Esteja atento, pois alguns alimentos ou medicamentos podem conter álcool.

Gravidez e amamentação e fertilidade Desconhece-se se o metilfenidato irá afetar o futuro bebé.

 

Condução de veículos e utilização de máquinas

Pode sentir ou a sua criança pode sentir tonturas, alucinações ou outros efeitos secundários no Sistema Nervoso Central, dificuldades de focagem da visão ou visão turva enquanto toma metilfenidato. Se isto acontecer, pode ser perigoso realizar certas atividades, tais como conduzir, utilizar máquinas, andar de bicicleta, montar a cavalo ou subir árvores.

Ritalina LA contém sacarose: Este medicamento contém sacarose (um tipo de açúcar). Se foi informado pelo seu médico que tem ou a sua criança tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar, ou dar a tomar à sua criança este medicamento.

 

Alguns efeitos secundários podem ser graves. Consulte um médico convencional imediatamente, se tiver algum dos seguintes efeitos secundários:

Frequentes (afetam menos de 1 em 10 pessoas)

- batimento cardíaco irregular (palpitações)

- alterações de humor ou variações de humor ou alterações de personalidade. 

 

Pouco frequentes (afetam menos de 1 em 100 pessoas)

- pensamentos ou ações suicidas

- ver, sentir ou ouvir coisas que não são reais (sinais de psicose)

- descontrolo da fala e dos movimentos corporais (Síndrome de Tourette)

- sinais de alergia como erupção cutânea, ou comichão, urticária, inchaço da face, lábios, língua ou outras partes do corpo, falta de ar, pieira ou dificuldades em respirar. Raros (afetam menos de 1 em 1.000 pessoas) - sentir-se muito excitado, hiperativo e desinibido (mania). Muito raros (afetam menos de 1 em 10.000 pessoas)

ataque cardíaco

ataques epiléticos (crises epiléticas, convulsões)

- descamação da pele ou manchas vermelhas

- espasmos musculares que não consegue controlar e que afetam os olhos, cabeça, pescoço, corpo e sistema nervoso – devido a uma ausência temporária de fornecimento de sangue ao cérebro

- paralisia ou problemas com o movimento e visão, dificuldades na fala (podem ser sinais de problemas com os vasos sanguíneos no seu cérebro).

-  diminuição do número de células sanguíneas (glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas), que pode levar a que tenha facilmente infeções, hemorragias e nódoas negras

- aumento súbito da temperatura corporal, pressão arterial muito elevada e convulsões graves (Síndrome Maligna dos Neurolépticos).

Não é certo que este efeito secundário seja causado pelo metilfenidato ou outros fármacos que podem ser tomados em combinação com o metilfenidato. 

 

Alguns efeitos secundários podem ser graves. Consulte um médico convencional imediatamente, se tiver algum dos seguintes efeitos secundários:

Frequentes (afetam menos de 1 em 10 pessoas)

- batimento cardíaco irregular (palpitações)

- alterações de humor ou variações de humor ou alterações de personalidade.

 

Pouco frequentes (afetam menos de 1 em 100 pessoas)

- pensamentos ou ações suicidas

- ver, sentir ou ouvir coisas que não são reais (sinais de psicose)

- descontrolo da fala e dos movimentos corporais (Síndrome de Tourette)

- sinais de alergia como erupção cutânea, ou comichão, urticária, inchaço da face, lábios, língua ou outras partes do corpo, falta de ar, pieira ou dificuldades em respirar.

 

 

Raros (afetam menos de 1 em 1.000 pessoas)

- sentir-se muito excitado, hiperativo e desinibido (mania).

 

 

Muito raros (afetam menos de 1 em 10.000 pessoas)

ataque cardíaco

ataques epiléticos (crises epiléticas, convulsões)

- descamação da pele ou manchas vermelhas

- espasmos musculares que não consegue controlar e que afetam os olhos, cabeça, pescoço, corpo e sistema nervoso – devido a uma ausência temporária de fornecimento de sangue ao cérebro

paralisia ou problemas com o movimento e visão, dificuldades na fala (podem ser sinais de problemas com os vasos sanguíneos no seu cérebro). 

- diminuição do número de células sanguíneas (glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas), que pode levar a que tenha facilmente infeções, hemorragias e nódoas negras

- aumento súbito da temperatura corporal, pressão arterial muito elevada e convulsões graves (Síndrome Maligna dos Neurolépticos). Não é certo que este efeito secundário seja causado pelo metilfenidato ou outros fármacos que podem ser tomados em combinação com o metilfenidato. Outros efeitos secundários (frequência desconhecida)

- pensamentos indesejados que persistem

- desmaios inexplicados, dor no peito, falta de ar (podem ser sinais de problemas cardíacos).

Se tem ou se a sua criança tem algum dos efeitos secundários mencionados anteriormente, consulte um médico imediatamente. Podem ainda ocorrer os seguintes efeitos secundários. Se se agravarem, informe o seu médico ou farmacêutico convencionais.

 

 

Muito frequentes (afetam mais de 1 em 10 pessoas)

- diminuição do apetite

- dor de cabeça

- nervosismo

- insónia

- náuseas

- boca seca

 

Frequentes (afetam menos de 1 em 10 pessoas)

- dor nas articulações - temperatura elevada (febre)

- cabelo mais fino ou perda de cabelo invulgar

- sentir-se muito sonolento

- perda de apetite

- ataque de pânico

diminuição do desejo sexual

- dor de dentes

- comichão, erupção cutânea ou erupções vermelhas que causam comichão (urticária)

- sudação excessiva

- tosse, dor de garganta ou irritação do nariz e da garganta, falta de ar ou dor no peito

- pressão arterial elevada, batimento cardíaco acelerado (taquicardia), mãos e pés frios

- agitação ou tremor, sentir-se tonto, movimentos que não consegue controlar, sentir-se nervoso, estar muito ativo - sentir-se agressivo, agitado, impaciente, ansioso, deprimido, estressado, irritável e com comportamento anormal, problemas em dormir, cansaço

- dor no estômago, diarreia, desconforto no estômago, indigestão, sede e vómitos.

Estes efeitos secundários ocorrem geralmente no início do tratamento e podem ser reduzidos se tomar o medicamento com alimentos.

 

Pouco frequentes (afetam menos de 1 em 100 pessoas)

- obstipação

- desconforto no peito

- sangue na urina

- visão dupla ou visão turva

- dor muscular, contrações musculares, rigidez muscular

- aumento dos parâmetros hepáticos (observado num exame sanguíneo)

- raiva, sentir-se choroso, sensibilidade excessiva ao ruído tensão.

 

Raros (afetam menos de 1 em 1.000 pessoas)

- alterações do desejo sexual

- sentir-se desorientado

- pupilas dilatadas, problemas de visão

- inchaço mamário no homem

- vermelhidão da pele, erupção cutânea vermelha aumentada. Muito raros (afetam menos de 1 em 10.000 pessoas)

- ataque cardíaco

- morte súbita

- cãibras musculares

- pequenas marcas vermelhas na pele

- inflamação ou bloqueio das artérias cerebrais

- função hepática anormal, incluindo falência hepática e coma

- alterações nos resultados dos exames– incluindo dos exames hepáticos e sanguíneos

- tentativa de suicídio, pensamento anormal, falta de sentimentos ou emoções, fazer as coisas repetidamente, estar obcecado com algo.

- entorpecimento, formigueiro e alteração da cor (de branco a azul, depois vermelho) dos dedos das mãos e pés, quando está frio (Fenómeno de Raynaud).

 

Outros efeitos secundários (frequência desconhecida)

- enxaqueca

- febre muito alta

- batimentos cardíacos lentos, rápidos ou aumento do número de batimentos

- crises major (“convulsões de grande mal”)

- acreditar em factos que não são verdadeiros, confusão

- dores de estômago graves, muitas vezes sentindo-se ou estando doente

- problemas com os vasos sanguíneos do cérebro (acidente vascular cerebral

- AVC, arterite cerebral ou oclusão cerebral).

 

Efeitos no crescimento

Quando utilizado por um período superior a um ano, o metilfenidato pode causar atraso no crescimento em algumas crianças. Isto afeta menos de 1 em 10 crianças.

- pode ocorrer um insuficiente ganho de peso ou altura.

- o seu médico acompanhará cuidadosamente o seu peso e altura, ou da sua criança, bem como o modo como está , ou a sua criança está, a alimentar-se.

 - se não está, ou a sua criança não está, a crescer conforme esperado, o seu tratamento com metilfenidato pode ser interrompido durante um curto período de tempo. Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detetar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico. 

 

NOTA: A gelatina da Ritalina é de origem animal; O amido de milho contido nesta droga farmacêutica poderá ser de proveniência transgénica ou até mesmo de OGM.

 

Resumindo:

Ritalina é uma anfetamina que coloca as crianças em estado depressivo, drogando-as e induzindo-as a um comportamento em nada dignificante para a criança e ameaçando o seu futuro seriamente. Pode criar facilmente dependência. Pode levar ao suicídio. Epilepsia e ataque cardíaco não são de excluir após a toma desta droga farmacêutica.

Como as crianças actuais passam menos tempo ao ar livre que os presos/prisioneiros, há muitas probabilidades de haver deficiência de vitamina D.

 

Alternativas:

- Terapia comportamental

- Espagíricos

- Florais de Dr. Bach

- Fitoterapia (Plantas Medicinais)

- Vitamina D 

 

Fontes:

Anthroposophie

Psicologias do Brasil

UNICAMP

zentrum der gesundheit

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/ritalina-droga-legal-ameaca-futuro-das-107465

 

Sex | 09.11.18

Alimentos para os intestinos

Medicinas Alternativas
 

Alimentação plastificada, stresse ambiental e as toxinas (pesticidas/fungicidas/herbicidas/hormonas/antibiótica/fármacos) alimentares(!) exercem o seu efeito negativo desde o esófago aos intestinos. No entanto, com uma alimentação à base de vegetais, certos micróbios aumentam beneficamente após 24 h. Há no entanto alimentos que beneficiam os seus intestinos.

 

Há uma série de estudos que associam  o surgimento de doenças como diabetes, obesidade, artrite reumatóide e até o autismo com uma má flora intestinal. Por as bactérias intestinais influenciarem o estado geral de saúde é essencial ter uma boa flora intestinal. Em experiências com animais/cobaias, a dieta demonstrou afectar a flora intestinal.

 

Num estudo recente, foram observados dez voluntários, incluindo um vegetariano. As pessoas deviam mudar a sua alimentação habitual, por cinco dias, para uma dieta fortemente baseada em alimentos vegetais (frutas, verduras, legumes e cereais) ou então de origem animal (ovos, produtos lácteos e carne). Diariamente foram colhidas amostras de fezes, posteriormente analisadas para  determinar a composição da flora intestinal.

 

Conclusão: Alimentos de origem animal promovem a inflamação, alimentação baseada em vegetais inibe-as
Após 24 horas, foram detectadas alterações dramáticas na frequência de certos micróbios. Assim, o número de bactérias Bilophila wadsworthia aumentava, quando o voluntário optava pela dieta animal, esta bactéria metaboliza a acidez biliar. Sempre que esta bactéria aumenta em quantidade, vai favorecer a inflamação crónica no intestino. Assim que os voluntários eram submetidos a uma dieta baseada em vegetais, tais bactérias aumentavam em quantidade, produzindo o ácido gordo butirato. Esta tem precisamente o efeito oposto da anterior, i.e. actua como anti-inflamatório.

 

Alguns alimentos são relevantes para o nosso intestino. São os seguintes:

 

1. Topinambo: Contm grandes quantidades de Inulina. O probiótico Inulina é fermentado no corpo. Carência de probióticos pode ser prejudicial por permitir que bactérias prejudiciais surjam

 

2. Bananas: A banana não é somente rica em magnésio, mas também protege o estômago e intestinos. Duas bananas por dia pode proteger a mucosa gástrica do ácido estomacal

 

3. Mirtilos: Estudos demonstraram que as bagas azuis fortalecem a nossa memória, assim como o nosso sistema imunológico. Além disso, eles ajudam a aumentar a biodiversidade em bactérias intestinais benéficas

 

4. Feijão: As leguminosas contêm ácidos gordos que ajudam as células intestinais a absorverem melhor os micro-nutrientes. Também podem ajudar na perda de peso

 

5. Alimentos fermentados: Alimentos como Kimchi, Chucrute/Sauerkraut ou molho de soja, fornecem o tracto digestivo com micro-organismos que mantêm as bactérias prejudiciais afastadas do nosso intestino e melhoram a absorção de minerais. Sabemos que estes alimentos vegetais fermentados, melhoram a saúde das células intestinais. Contribuem para um declínio das alergias. Ajudam a reduzir o risco de cancro/câncer de intestino. Em caso de diarréia, esses alimentos são imbatíveis

 

Fontes

EPOCH TIMES

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/estes-alimentos-apoiam-positivamente-os-105094

 

Sex | 09.11.18

Água oxigenada

Medicinas Alternativas
 

O peróxido de hidrogénio, ou mais conhecido em âmbito mundial, como água oxigenada (H2O2) tem muitas propriedades e benefícios que podem ser usados em nossa casa de maneira moderada. É muito importante considerar que este tipo de produto não pode ser usado em grandes quantidades, posto que pode ser instável e, inclusive, tóxico. Sabendo isso, então você poderá aproveitar suas propriedades que funcionam, sobretudo, como desinfectante e anti-séptico.

Imagem: s3.amazonaws

 

Em casa o uso de água oxigenada pode ser muito útil e variado, este tipo de produto também é utilizado industrialmente e para produtos de beleza relacionados com o cabelo.


10 usos e benefícios da água oxigenada
Levando em conta que a água oxigenada tem propriedades desinfectantes, branqueadoras e anti-sépticas, estes são alguns dos usos que podemos aplicar para aproveitar seus benefícios.

 

1- Limpar feridas com água oxigenada
Em casa, no colégio e em muitos centros médicos se utiliza a água oxigenada para limpar e desinfectar pequenas feridas; para este tipo de casos a fórmula recomendada apenas contém por volta de 5% ou menos de peróxido de hidrogénio. Em lesões pequenas se pode humedecer um pedaço de algodão com a solução e depois aplicar suavemente na região afectada.

2- Água oxigenada um eficiente branqueador de roupa

Como uma alternativa ao branqueador, a água oxigenada por ser utilizada para branquear a roupa branca adicionando uma xícara da solução na roupa que estiver de molho. É ideal para retirar manchas de sangue, já que ao aplicá-la directamente sobre a roupa, a mancha sairá instantaneamente.


3- Tratar fungos nos pés com água oxigenada
Para os frequentes problemas dos fungos nos pés e unhas, é recomendado usar uma dose de 50/50 de água oxigenada e água comum. Para seu uso, recomenda-se colocar os pés de molho alguns minutos pela noite e depois secá-los bem. A propriedade anti-séptica da água oxigenada auxilia na eliminação desses organismos.

4- Água oxigenada faz bem para a boca e as gengivas

A água oxigenada é um dos enxaguadores bucais mais efectivos, económicos e pouco conhecidos. É ideal para a limpeza bucal, mas não deve ser ingerida, porque pode causar irritações internas. Além de limpar e desinfectar a boca, é ideal para tratar inflamações na gengiva e infecções na garganta, para isso, recomenda-se usar pura directamente sobre a inflamação ou misturá-la com água, em 50%, e fazer gargarejos durante alguns segundos, evitando, assim, passar a solução na boca. Atenção, portanto, ao uso dessa água nessas regiões mais sensíveis.

 

5- Água oxigenada ajuda em cicatrizações
Ao usar a água oxigenada sobre as feridas, pode-se obter um efeito anti-séptico e cicatrizante bastante efectivo. Os casos de gangrena também são reduzidos com o uso desse produto.

 

6- Higienização das escovas de dente com água oxigenada
Uma maneira de manter as escovas de dente de sua casa livre de bactérias, fungos e outros germes é limpá-la com uma solução de água oxigenada. Faça uma mistura 50/50 de água comum e a oxigenada, coloque em um recipiente junto com as escovas, aguarde alguns minutos, enxagúe e seque-as bem. Assim, você obterá escovas limpas e livres de germes.

 

7- Enemas
Para um enema, recomenda-se usar uma colher de água, 3%, para um litro de água destilada quente.

8- Água oxigenada combate manchas na pele

A água oxigenada é uma grande aliada para desaparecer as manchas na pele, utilizá-la constantemente pode dar resultados em algumas semanas. Para isso, recomenda-se preparar uma mistura 50/50 de água comum e a oxigenada, aplicar sobre a mancha usando um algodão, evitando fazer a aplicação próximo dos olhos porque causa irritação.

 

9- Limpar as axilas com água oxigenada
O H2O2 é ideal para limpar as axilas e branqueá-las das manchas que vão provocando os desodorizantes, além disso, também ajuda a combater o mau cheiro.

 

10- Limpeza de casa com água oxigenada

Dissolver 0,05 litros de H2O2 para 10% de vinagre comum, juntar mais uma colher de sobremesa de bicarbonato de sódio, é ideal para deixar os pratos completamente limpos. Para limpar a tábua e matar as bactérias que ali se alojam, é ideal adicionar peróxido de hidrogénio,3%, com uma quantidade igual de vinagre. Finalmente, é recomendado fazer uma mistura 50/50 de H2O2 com água para desinfectar retrete/sanita/wc, bacias, banheiras, pisos etc.

 

Poderá querer ler mais sobre bicarbonato de sódio e lavar a roupa sem detergente, clicar em baixo:

Bicarbonato de sódio / soda, o remédio caseiro fabuloso das nossas avós

Eco-Bola /Biowaschball suíça lava a roupa sem detergente e economiza a carteira e o ambiente

 

Fontes:

Melhor com Saúde

info.kopp.verlag

prawda-tv

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/agua-oxigenada-usos-e-beneficios-140584

 

Sex | 09.11.18

27 alimentos alcalinos

Medicinas Alternativas
 

Os produtos processados, carnes, "alimentos" açucarados e com ingredientes químicos são péssimos para a saúde? Os refinados também não são nada melhores, seja a farinha refinada, o açúcar refinado ou o sal refinado.

 

Esse tipo de "alimento" altera o pH do nosso corpo, causando consequências terríveis. O correcto é que o nosso organismo seja alcalino, mas o ser humano se insister na má alimentação, acidifica o sangue e por isso adoece.

O pH ácido afecta o sistema imunológico, abrindo espaço para muitas doenças graves. Por isso, é muito importante que faça de tudo para que seu organismo atinja o pH ideal.

Para ajudar você a manter sua saúde e bem estar, aqui vai uma lista de alimentos alcalinos que devem ser consumidos regularmente:

- Acelga

Este é um dos alimentos mais alcalinos. Protege contra vírus, bactérias e radicais livres.

- Algas marinhas:

Abundantes em iodo e ferro e diminuem bastante a acidez do organismo.

- Abacaxi e ananás:

Proporciona perda de peso saudável.

- Abacate:

Composto por gorduras monoinsaturadas saudáveis que fortalecem o coração.

- Alho: 

Regula a pressão arterial.

- Amora:

Rica em antioxidantes.

- Banana:

É riquíssima e nutritiva.

- Cenoura:

Contém betacaroteno e é conhecida pela capacidade de melhorar a visão.

- Brócolos:

Diminui o colesterol.

- Brotos:

São de fácil digestão e cheios de enzimas e proporcionam equilíbrio hormonal.

- Couve-de-bruxelas:

Óptimo anticanceroso.

- Couve-flor:

Rica em antioxidantes.

- Dente-de-leão

Alcalinizante qb e ainda ajuda o seu fígado a recuperar a saúde; Muito bom em saladas.

- Laranja:

Rica em vitamina C, fortalece a imunidade.

- Limão:

Fruta alcalina, apesar de ter o sabor ácido; previne resfriados, tosse e gripe.

-  Melão

Esta fruta ajuda a eliminar toxinas e a alcalinizar o pH. Melancia também é muito benéfica.

- Pepino:

Formado por 90% de água, o que deixa a pele saudável e mais jovem.

- Quinoa:

Regula o açúcar no sangue. Alimento de grande qualidade.

- Mamão-papaia:

Laxante natural e liberta toxinas do cólon.

- Milho Painço:

Cereal alcalino.

- Óleo de coco:

Antiviral, antifúngico, ajuda o sistema cardiovascular, contém ácidos gordos muito bons para a saúde, ajuda na perda de peso, beneficia o sistema digestivo,...

- Rúcula:

Possui uma grande quantidade de cálcio e vitamina A, excelentes para o corpo.

- Salsa:

Desintoxica intestinos, ajuda o fígado.

- Sementes de cânhamo:

Ricas em aminoácidos, em minerais, em proteína, vitaminas e oligoelementos.

- Sementes de linho (Linhaça)

Esta semente é altamente alcalina, com fibras e muita vitamina E. Ajuda a combater inflamações e reduz sintomas das menopausa. 

- Trigo sarraceno: substitua o trigo tradicional pelo sarraceno.

Além de não ter glúten e aumentar nossa energia, este trigo, se consumido regularmente, melhora a função cardiovascular.

- Uvas:

Contém muitas vitaminas e antioxidantes, além de serem óptimas para hipertensos.

 

O que acidifica o sangue:

  • Álcool
  • Carne
  • Café
  • Açúcar
  • Refrigerantes
  • Forno micro-ondas
  • Comida-plástico
  • Alguns aromas presentes nos alimentos
  • Comida industrial

 

Nota:

Prefira sempre alimentos biológicos ou de proveniência de sua confiança

 

Pode interessar-se por estes temas que se seguem: (clique em baixo)

 - Quinoa: Benefícios

Os milagres do trigo sarraceno - não tem glúten

Valor nutricional do cânhamo

O óleo de coco, 10 benefícios

10 superalimentos

Alimentos: O enorme poder da natureza

Confirmado: ADN de Alimentos Geneticamente Modificados são Transferidos para os Humanos que os Ingerem

27 antibióticos naturais

Cada um possui o poder de se curar

Pequeno, vermelho, fresco, saudável, o rabanete diminui o risco cardiovascular

 

 Fontes:

Cura pelas Plantas

Cura pela Natureza

Cura pelos Alimentos

MTC - Medicina Tradicional Chinesa

Naturopatia

info.kopp-verlag

Zentrum der Gesundheit

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/27-alimentos-mais-alcalinos-para-140139

 

Sex | 09.11.18

Para quem sofre de azia, gastrite e úlcera

Medicinas Alternativas
 

Os remédios caseiros podem ser  óptimos para tratar gastrite e também para azia e refluxo.

 

 
Sumo de batata-inglesa (batata comum, que de inglesa nada tem, porém o nome ficou)
 
Descascar uma batata-inglesa, ralar e depois espremer até sair o sumo.
 
Tomar uma colher em jejum ou trinta minutos antes das refeições.
 
Este sumo também pode ser consumido quando a pessoa sente a dor da gastrite, pois alivia imediatamente os sintomas.
 
Para azia: tomar durante uma semana.
 
Para gastrite: tomar durante duas semanas.
 
Para úlcera: tomar durante um mês.

Alternativa ao sumo de batata

 
Sumo de couve

Ingredientes:
 
- Açúcar mascavado (qtd. diminuta)
 
- Água

- Couve


Modo de preparação:

Liquidifique a couve com a quantidade de água que você quiser, coar o sumo em um jarro, adoce e beba de seguida.

Beba esse sumo em jejum ou meia hora antes das refeições.
 
Fontes:
Naturopatia
Naturologia
Cura pelas Plantas
Cura pela Natureza
 
 
Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina
Sex | 09.11.18

Os antibióticos prejudicam o cérebro

Medicinas Alternativas
 

Foto:hypescience

 

Sabia que os antibióticos têm gerado preocupação entre especialistas da matéria? O consumo exacerbado desse medicamento provoca a resistência das bactérias a ele e, consequentemente, a perda do poder de ajudar no combate às bactérias. Agora, pesquisadores da Alemanha detectaram um problema que acende ainda mais o alerta em torno dessas substâncias. Em experiências com ratos, observaram que elas causaram danos neurológicos nos animais. Os malefícios neurais seriam desencadeados pela diminuição de bactérias benéficas do intestino, depredadas pelos remédios. A boa notícia é que os cientistas do estudo também encontraram uma maneira de evitar o problema: ingestão de probióticos e prática de exercícios físicos.

A pesquisa, surgiu com base em investigações anteriores, nas quais os especialistas viram que os linfócitos T — grupo de glóbulos brancos responsáveis pela defesa do organismo — são necessários para manter a neurogênese do cérebro, ou seja, a capacidade de renovação de células. Com base nessas descobertas, os cientistas partiram para testes com animais. “Um grupo de investigadores me apresentou um modelo de rato que, devido ao tratamento prolongado com um coquetel de antibióticos, tinha a microbiota reduzida”, diz Susanne Asu Wolf, autora principal do trabalho e pesquisadora do Centro de Medicina Molecular Max-Delbrück.


No experimento, os cientistas deram antibióticos a um grupo de ratos em uma quantidade suficiente para que perdessem quase que totalmente os micróbios intestinais. Ao comparar os roedores medicados com animais que não receberam o remédio, a equipe notou que os tratados com a droga apresentavam pior desempenho de memória e perda da neurogênese no hipocampo, área cerebral integrante do sistema límbico, que regula as emoções. Também constatou-se que os animais do primeiro grupo tinham níveis mais baixos de Ly6Chi — um tipo de célula de defesa — no cérebro, no sangue e na medula óssea.

Com base nesses achados, os pesquisadores acreditam que há o risco de os antibióticos prejudicarem estruturas neurais, um efeito que pode ser desencadeado pelo impacto da droga no intestino. “De qualquer forma indireta, eles influenciam. Seja por esgotar, seja por alterar a microbiota intestinal, o que pode afetar o sistema imunitário. O mecanismo ainda é desconhecido, mas vimos que o tratamento prolongado com antibiótico pode sensibilizar a função cerebral”, garantiu Susanne Wolf.

 

Nota:

Mais uma vez a saúde pública em risco em Portugal. Onde está o INFARMED? E a OM? Mais uma vez a saúde fica pelo caminho.

 

Poderá estar interessado nos seguintes temas, referentes ao cérebro. Clique em baixo:

Intestinos: A relevância do bom funcionamento

Estes alimentos apoiam positivamente os seus intestinos

Herdamos as consequências da má nutrição

O alho e os seus enormes benefícios

27 antibióticos naturais

Bactérias cada vez mais resistentes a antibióticos ameaçam planeta

Os antibióticos fazem engordar?

Os antivida ( antibióticos ) têm os dias contados?

Alecrim: 10 benefícios para a saúde

Quanto menos dormir mais depressa envelhece o seu cérebro

Pesquisa: Comida plástico como pizza, hambúrguer, cachorro-quente diminuem a inteligência

Ginkgo biloba: Para que serve

Álcool: Factos

O acidente vascular cerebral (AVC) e como evitar

Sono: Quando insuficiente e desregrado pode provocar doenças cardíacas

Ingredientes que intoxicam o seu cérebro

Analgésicos perigosos

Couve-flor; Benefícios e propriedades (receita)

A vitamina B12 e alguns mitos

Uvas: Fruta divina

Benefícios do Açafrão da Índia/Cúrcuma

Os benefícios de uma boa sesta

Alzheimer: A causa é uma infecção por um fungo?

Vida sedentária reduz tamanho do cérebro

Porque a carne prejudica tanto o fígado?

Tomar fármacos para dormir duplica risco de Alzheimer

Cada um possui o poder de se curar

10 superalimentos

A alimentação mediterrânica trava a degeneração cerebral ?

Você pode ser alérgico ao glúten e nem sequer desconfia

Alimentos: O enorme poder da natureza

Caldos artificiais: Pedacinhos de veneno nas famosas marcas

As nozes e seus benefícios

Médicos e farmacêuticos: Estudos sobre as vacinas são medíocres

 

Fontes:

Saúde Plena

kopp-verlag

zentrum der gesundheit

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/antibioticos-danificam-o-cerebro-139968

 

Sex | 09.11.18

Monsanto revela que milho transgénico pode fazer mal à saúde

Medicinas Alternativas
 

 

O milho, um dos alimentos mais antigos da história da humanidade, actualmente em Portugal destina-se a consumo animal e humano.

O problema em torno deste alimento, Portugal é o segundo maior produtor de milho transgénico da UE.

Um artigo publicado no International Journal of Biological Sciences mostrou que o consumo da semente modificada/transgénica tem efeitos negativos principalmente sobre os órgãos fígado e rim, órgãos ligados à eliminação de impurezas.

O estudo francês revelou que os grãos do milho transgénico apontam clarossinais de toxidade. O biólogo molecular Gilles-Eric Séralini e sua equipe puderam divulgar a pesquisa depois que um decisão judicial obrigou a Monsanto a revelar sua própria análise dos grãos que manteve em sigilo impedindo que a informaçãose tornasse pública.

Os franceses então divulgaram a comparação dos efeitos das sementes MON 863, NK 603 e MON 810 sobre a saúde de mamíferos, assim como sementes resultantes do seu cruzamento.

No caso do NK 603, os dados apontam perda renal e alterações nos níveis de creatinina no sangue e na urina, que podem estar relacionados a problemasmusculares. É por esse motivo que os pesquisadores destacam que o coração foi afectado nos ratos alimentados com esta variedade. O quadro para o MON 810 não muda muito. Embora os machos em geral demonstrem maior sensibilidade a tóxicos, foram as fêmeas que apresentaram ligeiro aumento do peso dos rins, que pode corresponder a uma hiperplasia branda, geralmente presente quando associada a processos imunoinflamatórios.

Os autores do artigo publicado no International Journal of Biological Sciencesconcluíram que os dados sugerem fortemente que estas três variedades de milhotransgénico induzem a um estado de toxicidade, que pode resultar da exposição a pesticidas (glifosato e Bt) que nunca fizeram parte de nossa alimentação.

Para quando a resolução deste problema de saúde pública?

 

Fontes:

Revista Ecológica

monsanto

Plataforma Transgénicos Fora

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/monsanto-revela-que-milho-transgenico-103199 

Sex | 09.11.18

O alho

Medicinas Alternativas
 

Sabia que...

ao sentir-se mal por causa de uma intoxicação alimentar pode não sentir vontade de comer, mas foi provado que o alho é mais eficaz do que antibióticos na luta contra os efeitos de bactérias que causam intoxicação alimentar? O composto activo, o sulfureto de dialilo, é capaz de romper as membranas em muitas bactérias que as tornam mais difíceis de destruir. Para além disto o alho cru, não só é mais eficaz que muitas drogas farmacêuticas como também é muito rápido a actuar. É eficaz também contra bactérias como a Campylobacter e a Staphylococcus aureus. Em laboratório, mediante diluição em série, o extracto fresco de alho mostrou ser capaz de inibir de destruir 14 espécies de bactérias, entre as quais o Stafilococcus aureus, Klebsiella peneumoniae e Escherichia coli, que são bactérias potencialmente maléficas à saúde e causadoras de infecções. E tudo isto sem efeitos colaterais e secundários como as drogas farmacêuticas costumam causar.

 

O alho, bastante conhecido e utilizado por conferir um sabor especial aos pratos. Além disso, esta planta bulbosa contém muitas propriedades medicinais que proporcionam diversos benefícios à nossa saúde.

Considerado como um super alimento, o alho é rico em vitaminas, sais minerais e aminoácidos importantes em uma dieta saudável e equilibrada.

 

As vitaminas encontradas no alho
A alicina é o princípio activo do alho e a responsável pelo cheiro característico deste alimento, que contém propriedades antifúngicas, anti-sépticas e antibacterianas.

Além desta substância, o alho também contém vitaminas que proporcionam muitos benefícios à nossa saúde e o tornam um remédio natural que pode ser utilizado para combater uma série de condições, como doenças cardíacas, colesterol alto, parasitas intestinais, diabetes, aterosclerose, tuberculose, resfriados e outros.

Devido às suas propriedades, o alho é considerado um excelente antibiótico, antifúngico e anti-séptico natural, sendo utilizado como medicamento desde o antigo Egipto.

 

O alho contém:

Vitamina B1
A vitamina B1, também denominada tiamina, é responsável pela acção coenzimática, fundamental para o metabolismo dos hidratos de carbono.

 

Vitamina B2
Também conhecida como riboflavina, a vitamina B2 é essencial para a formação das células vermelhas do sangue (hemácias).

 

Vitamina B6
A vitamina B6, também conhecida como piridoxina, possui ação coenzimática e é essencial para o funcionamento adequado do sistema nervoso, composição das hemácias e produção de ácido nucleico.


Vitamina C
A vitamina C é considerada um antioxidante natural, actua contra os efeitos maléficos produzidos pela acção dos radicais livres. Esta substância é importante para a formação e manutenção das paredes celulares e é fundamental para uma pele saudável, ossos, dentes e gengivas mais fortes.

Os benefícios do alho

Auxilia no trabalho de desintoxicação promovido pelo fígado
Graças aos seus compostos sulfurosos, o alho auxilia no trabalho de desintoxicação realizado pelo fígado. O alimento activa as enzimas que agem contra o crescimento de bactérias e favorece a eliminação de substâncias.

O alho também evita que as toxinas se acumulem no organismo.

Acção benéfica sobre os sintomas da TPM
Devido às suas propriedades, o alho também ajuda a prevenir e aliviar os sintomas típicos da tensão pré-menstrual, como as dores de cabeça, na região lombar e nas mamas.

Potencial anticancerígeno
O consumo regular de alho cru pode reduzir o risco de vários tipos de cancro, como o de cólon, de mama, de pele, de pulmão e esófago.

Os antigos chineses tinham o hábito de deixar o alho na boca por 30 minutos todas as manhãs e durante algum tempo, especialmente no tempo frio mas não só.

Qual o motivo?

O corpo absorve as propriedades do alho através da saliva e vasos sanguíneos existentes. Este método, é dedicado especialmente àquelas pessoas que são muito sensíveis e não podem comer alho. Esta forma é mais suave de absorver os nutrientes deste vegetal, mas de modo algum menos efectiva. 

 

Os benefícios deste método chinês:

- Combate a bronquite

- Combate a tosse

- Controla o apetite

- Desintoxica o sangue

- Estimula o sistema imunológico 

- Limpa a pele

- Previne pedras e areias nos rins

 

Nota:

O alho cru é uma coisa. Já cozinhado a sua eficácia é limitada. Há quem se preocupe com o bafo/hálito após a ingestão de alho cru, pode sempre escovar os dentes com uma pasta natural ou coma a seguir salsa, ela reduz o hálito. Pode também fazer chá de alho que beneficia a saúde.

 

Como preparar o chá
Para fazer o chá do alho de maneira comum basta colocar numa chávena um dente de alho amassado e despejar água muito quente, na xícara, que deve ser abafada por dez minutos. O chá deve ser adoçado com mel e tomado ainda morno, preferencialmente a cada 12 horas.

 
Há também uma receita conhecida como “A cura do alho”, pois potencializa os efeitos medicinais da planta e ajuda no combate de várias doenças.

Para fazer a receita basta seguir os seguintes passos:

Coloque no liquidificador um litro de água, 30 dentes de alhos descascados e três limões picados, depois ligue o liquidificador.

Continue até que a mistura se torne uma pasta homogénea, depois coloque tudo numa panela de esmalte, ou em qualquer outro utensílio que não seja metálico, e leve ao fogo. Desligue o fogo antes de levantar fervura e guarde no frigorífico ou num local bastante fresco, em um pote ou em uma garrafa. Tome um cálice diariamente em jejum.

 

Atenção!
Deve-se observar também que não é aconselhado o consumo de alho em grandes quantidades por mulheres em período de lactação, e por pessoas que tenham problemas estomacais e úlceras.

 

A natureza ao seu dispor, a um preço muito reduzido!

 

Fontes:

Cura pelas Plantas

Chá Benefícios

Remédio Caseiro

Naturopatia

MTC-Medicina Tradicional Chinesa

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/o-alho-e-os-seus-enormes-beneficios-139311

 

Sex | 09.11.18

Óleo de coco

Medicinas Alternativas
 

O óleo de coco tem atraído a atenção das pessoas pelos inúmeros benefícios que ele proporciona à nossa saúde. E por boa razão, já que seus benefícios vão desde ajudar a emagrecer até a fortalecer o sistema imunológico do nosso organismo, melhora o perfil do colesterol, o funcionamento da tiróide e o nível fadiga, entre outros.

O óleo de coco também é usado para adicionar sabor e aroma na culinária do mundo todo. E certamente você já deve ter ouvido falar sobre a capacidade de hidratar que o óleo oferece quando massageado na pele ou passado pelos cabelos.

Além disso, também é um ingrediente básico de vários produtos para o corpo, tais como sabonetes, loções e cremes. Por ser um óleo muito estável (mais de 90% dele é gordura saturada, altamente estável), o óleo de coco não altera sua estrutura química em altas temperaturas, ao contrário da maior parte dos óleos vegetais, mantendo-se saudável durante o cozimento dos pratos.

 

Durante muitos anos o óleo de coco foi considerado erroneamente uma gordura “ruim”, devido ao seu alto teor de gordura saturada. No entanto, verifica-se que a gordura saturada do óleo de coco, particularmente óleo de coco virgem, não é a mesma gordura saturada que existem em outros tipos de óleos.

Ele contém os ácidos gordos de cadeia média que são muito mais fáceis para o corpo do que os ácidos gordos de cadeia longa, encontrada em muitos outros óleos de cozinha. Ele também contém vários compostos que são bons para sua saúde, incluindo o ácido caprílico, ácido cáprico e ácido láurico. Muitas marcas processaram o óleo por suas altas temperaturas, que remove alguns dos benefícios que estão disponíveis. 

Eis o motivo porque o óleo de coco virgem é bom para a nossa saúde

Há inúmeras razões que justificam o consumo do óleo de coco, mas provavelmente o principal motivo para você tomá-lo são os triglicerídeos de cadeia média (ou ácidos gordos de cadeia média), especialmente o ácido láurico.

 

Os Triglicerídeos de Cadeia Média (TCM)
Estas gorduras saturadas são o que o óleo de coco tem de melhor. Sim, os TCM são gordura saturada. E sim, eles fazem bem para sua saúde!

Acredite, as gorduras não são iguais e nem todas as gorduras saturadas são ruins. Os triglicerídeos de cadeia média são um exemplo disso. O ácido cáprico, ácido caprílico, ácido capróico e ácido láurico podem fazer maravilhas para o organismo. Eles possuem grandes propriedades antibióticas que protegem e curam seu corpo.

Eles também aumentam a taxa de metabolismo em seu corpo (contribuindo assim para a perda de peso), aumentam o nível de colesterol HDL (o “bom” colesterol) e baixam o nível do colesterol LDL (o “mau” colesterol). E são ainda excelente fontes de energia.

Por não precisarem ser digeridos (ao contrário dos triglicerídeos de cadeia longa), vão directo para o fígado, onde são convertidos em energia e não são armazenados como gordura. De forma que contribuem para acelerar seu metabolismo.

 

Veja os ácidos gordos do óleo de coco virgem: 

Nome do Ácido GordoPercentagemObservaçãoTipo de Gordura
Acido Láurico45% a 52%Triglicerídeo de cadeia MédiaGordura Saturada
Acido Mirístico16% a 21%Triglicerídeo de cadeia MédiaGordura Saturada
Ácido Caprílico5% a 10%Triglicerídeo de cadeia MédiaGordura Saturada
Ácido Cáprico4% a 8%Triglicerídeo de cadeia MédiaGordura Saturada
Ácido Capróico0.5% a 1%Triglicerídeo de cadeia MédiaGordura Saturada
Ácido Palmítico7% a 10%Triglicerídeo de cadeia longaGordura Saturada
Ácido Oleico5% a 8%Triglicerídeo de cadeia longaGordura Insaturada
Ácido PalmitoleicoVestígiosTriglicerídeo de cadeia longaGordura Saturada
Ácido Linoleico1% a 3%Triglicerídeo de cadeia longaGordura Insaturada
Ácido LinolenicoAté 0.2%Triglicerídeo de cadeia longaGordura Insaturada
Ácido Esteárico2% a 4%Triglicerídeo de cadeia longaGordura Saturada

 

 

Propriedades antibióticas

Os ácidos láurico, cáprico e caprílico, todos TCM presentes no óleo do coco, têm propriedades antifúngicas, antibacterianas e antivirais muito fortes. Esses ácidos gordos se convertem em poderosos agentes antiinfecciosos, como a monocaprina e monolaurina, que protegem o nosso corpo, interna e externamente, de erupções cutâneas, coceiras, micoses, dermatites etc.

 

O ácido láurico (que representa quase 50% do óleo de coco) é convertido pelo corpo na monolaurina, que é muito importante para ajudar a lidar com vírus e bactérias que causam doenças como gripe, herpes, e até mesmo o HIV.

Os ácidos graxos do óleo de coco também ajudam a combater bactérias e protozoários nocivos, como a giardia lamblia. O óleo de coco, graças aos TCM, ainda pode ser usado como vermífugo.

 

Perda de peso

Sim, o óleo de coco emagrece. Obviamente, ele não é uma pílula mágica, e você vai precisar se exercitar e se alimentar melhor. Mas o fato é que há pesquisas que comprovam que o óleo de coco reduz a percentagem de gordura do corpo (confira duas delas aqui e aqui).

Ele ajuda na redução de gordura por ser a mais rica fonte de triglicerídeos de cadeia média (TCM) que você pode encontrar. Elas são gordura de fácil digestão que dão muita energia e auxiliam no funcionamento saudável da tiróide.

Por isso, apesar de ser quase 100% gordura saturada, o óleo de coco não prejudica o coração. Pelo contrário, ele ajuda a reduzir o colesterol ruim e aumentar o colesterol bom, e contribui para redução do peso e perda de gordura.

Vitamina E

O óleo de coco é grande fonte de vitamina E, que possui forte acção anti-oxidante e é fundamental para o bom funcionamento do organismo, além de garantir boa aparência da pele, cabelo e unhas.

Você sabia que existem oito formas de vitamina E e que seu corpo precisa de todas elas? O interessante disso é que a maioria dos suplementos e dos polivitamínicos trazem apenas uma forma da vitamina E (normalmente o alfa-tocoferol), para baratear seus custos.

Isso não é bom, porque as outras formas também são necessárias para manter o bom equilíbrio do seu corpo. Por outro lado, o óleo de coco traz as oito formas de vitamina E: os quatro tocotrienois e os quatro tocoferois. Sim, você tem o poder antioxidante completo da vitamina E com óleo de coco.

 

Hidrata a pele

O óleo de coco é, sem dúvida, o melhor agente de cuidado da pele você pode ter (são raras pessoas alérgicas ao óleo de coco).

Sua estabilidade, propriedades antimicrobiais, capacidade hidratante e o fato de se solidificar abaixo 25 graus o torna uma protecção ideal contra rachaduras da pele.

A vitamina E presente nele também auxilia muito nesse processo, melhorando a saúde da sua pele e a protegendo contra o envelhecimento precoce.

 

Outras propriedades
O óleo de coco também ajuda na absorção de vitaminas liposolúveis, a controlar os níveis de glicose e insulina no sangue, a melhorar a circulação sanguínea e a ajudar na luta contra tumores, úlceras no estômago e do tubo digestivo, infecções renais e inflamações, entre outras coisas mais.

Também é muito eficaz na cura e alívio de hematomas e pequenos cortes.

 

Como tomar o óleo de coco?

Melhor opção: tome directo com uma colher

A forma mais prática de tomar seu óleo de coco é tomando directo com uma colher.

Quanto tomar? Tome 2 a 4 colheres de sopa por dia e você irá ver grandes resultados. Mais que isso é desnecessário e pode prejudicar seus esforços caso você queira perder peso.

Nossa sugestão é começar aos poucos, porque o óleo de coco pode soltar o intestino em quem não está acostumado a digerir gordura. Tome uma colher por dia, e vá aumentando aos poucos, até chegar a 3 ou 4 colheres.

Mas há uma quantia certa para tomar de óleo de coco por dia? Como gostamos de dizer, óleo de coco é alimento e não remédio. Não há um valor certo ou errado. Apenas use o bom senso e você ficará bem.

 

Outra opção: cozinhe e espalhe na comida

Outro jeito prático de ingerir seu óleo é cozinhando com ele. O óleo de coco é uma gordura muito estável e resistente à oxidação (não vai ficar rançoso facilmente).

Ele é tão estável que ao ser usado no fogão é 12 vezes mais resistente à oxidação que o óleo de canola, 16 vezes mais que o óleo de soja e 300 vezes mais resistente que o óleo de linhaça!

Usado na cozinha, o óleo de coco pode ser reaquecido sem produzir radicais livres. Ou seja, você pode usar o óleo de coco em frituras, para untar panelas etc. E não precisa nem guardar na geladeira depois. Use o óleo de coco também em molhos e preparações.

Caso você deseje fazer molho para salada, é recomendável misturar azeite de azeitona junto, para que o óleo não se solidifique tão facilmente à temperatura ambiente.

 

Nota:

A maior parte dos óleos de cozinha são de muito má qualidade, por serem provenientes de culturas transgénicas e não só. Pela sua saúde tenha atenção a este aspecto. Outro aspecto, fritos muito raramente favorecem a sua saúde, se fritar em óleos transgénicos a sua saúde ainda sai mais prejudicada, principalmente o seu fígado.

Portanto o óleo de coco virgem beneficia...

1- O Sistema Imunológico

Consumir óleo de coco pode ajudar a combater a doença, graças ao seu poder antiviral, antifúngica e propriedades antibacterianas. Se o seu organismo está a combater qualquer tipo de vírus ou infecção, tente tomar o óleo de coco virgem.

2- O Sistema Cardiovascular

3- Perda de peso

4- Ajuda a tiróide (Hipotiróidismo)

5- Ajuda na cicatrização de feridas

6-  Ajuda nas infecções de pele:

Aplicado sobre as chagas e feridas o óleo de coco virgem pode evitar novas infecções por estafilococos. Um estudo descobriu que o óleo de coco virgem beneficiou a pele que tinha dermatite atópica.

7- Ajuda a tornar seu cabelo mais saudável

8- Hidrata e beneficia a sua pele

9- Beneficia o nosso Sistema Digestivo:

O óleo de coco foi benéfico para muitas pessoas com problemas digestivos, como a síndrome do cólon irritável, prisão de ventre e indigestão. O óleo de coco combate bactérias prejudiciais no sistema digestivo e também auxilia na absorção de nutrientes.

10- Prevenção de estrias

Por algum motivo os povos do Pacífico Sul desconhecem diabetes, AVC, enfartes e colesterol alto. Tudo indica que é graças ao consumo elevado de coco e sobretudo de óleo de coco, que mantêm fora dos seus arquipélagos, estas doenças tão típicas do ocidente!

 

Fontes:

Cura pelas Plantas

Óleo de Coco

Dicas de Saúde

Gesundheit

zentrum der gesundheit

Hiroaki Tsuji, Michio Kasai, Hiroyuki Takeuchi, Masahiro Nakamura, Mitsuko Okazaki, Kazuo Kondo

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/o-oleo-de-coco-10-beneficios-138944

 

Sex | 09.11.18

Torcicolo

Medicinas Alternativas
 

Costuma ter dor no seu pescoço com frequência?

Principais motivos de ter torcicolo:

- movimento mal executado

- poluição do ar, água e alimentos

- tempo frio

- vento

- tensão

- stresse

- má alimentação

- pensamentos impuros

- negatividade

- alojamento de impurezas no organismo

 

 

A seguinte técnica, no víd, é aplicada em algumas zonas da China, no Japão e no oriente russo: 

 Viu? É muito simples. Basta enrolar uma toalha e colocá-la debaixo das costas do lado onde existe a dor.

Basta então seguir os pormenores, conforme o víd e adeus à dor no pescoço.

Boa sorte e boa saúde!

 

Lema:

Que o teu alimento seja o teu remédio! Hipócrates

Sex | 09.11.18

A saúde

Medicinas Alternativas
 

"A sabedoria interna do ser humano sabe que os efeitos não dependem das evidências científicas, contudo isto continua a ser desconhecido ou pelo menos ignorado pela medicina alopática. As evidências ou a falta delas, em nada alteram o efeito."

Dr. Hans Kägelmann, médico e autor do livro "Coração e circulação finalmente sob controlo/Herz-Kreislauf-Krankheiten endlich im Griff"

 

 

O seguinte vídeo, mostra as causas de o ser humano mais bem informado e sobretudo consciente de se afastar da medicina alopática/convencional/química

 Depois de filmar o documentário "O Milagre de Gerson", o Diretor Steve Kroschel, se deparou com evidências que apontavam que realmente a cura do câncer/cancro já havia sido descoberta e que interesses da indústria farmacêutica estavam por trás de esconder os resultados da Terapia de Gerson, que utilizasse basicamente a nutrição altamente rica e da desintoxicação. Ele vai então conversar com médicos, pacientes, nutricionistas viajando pelo EUA, Espanha, Holanda e México. No Japão conversa com um médico que aplicou em si o tratamento e curou-se, depois de ter sido diagnosticado de câncer/cancro terminal 50 anos atrás. Esse médico hoje faz a Terapia de Gerson no Japão para inúmeros pacientes. "Por que essa terapia ainda está renegada depois de 75 anos de claramente provar curar doenças degenerativas?" - É o que o director tenta responder.

 

"Que o teu alimento seja o teu medicamento." Hipócrates, pai da medicina, há 2.500 anos

 

Louis Pasteur (Prémio Nobel): "Claude Bernard estava correcto. Eu estava errado. O micróbio não é nada. O meio é tudo."

 

Nota:

Os alimentos funcionam sempre bem na cura de inúmeras doenças inventadas pela medicina alopática/farmacêuticas/agro-indústria, no entanto os alimentos só podem curar quando isentos de pesticidas, transgénicos, OGM, agricultura intensiva e da indústria. Para curar com a máxima de eficácia, os alimentos precisam não só de serem provenientes da agricultura biológica mas também de ambientes harmoniosos e por conseguinte em equilíbrio!

 

 
Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina
Sex | 09.11.18

Chá matcha

Medicinas Alternativas
 

Foram os budistas Saichō und Kūkai, que levaram estas sementes da China para o Japão no ano 805 D.C.! Por isso este chá era e é muito utilizado para a meditação!

Existem diversos tipos de chá que geralmente são relacionados ao emagrecimento. Um deles é o matcha, um chá verde, originário do Japão e que é encontrado na forma de pó.

Além de que o matcha emagrece, ele tem as suas propriedades relacionadas a outros efeitos positivos para o organismo, como a redução dos níveis de colesterol ruim (LDL), na prevenção contra o câncer e no aumento de energia.

Um dos motivos que nos leva a afirmar que o matcha emagrece é que, por se tratar de um chá verde, ele possui as catequinas em sua composição, substâncias que comprovadamente contribuem com a perda de peso.

Os pesquisadores constataram que homens saudáveis que consumiram a bebida durante treinos de intensidade moderada tiveram um aumento de 17% na taxa de queima de gordura.

 

Bebida de baixa caloria

Consumir o matcha no lugar de outras bebidas como capuccino e leite com chocolate pode auxiliar bastante na redução do número de calorias ingeridas durante o dia. Enquanto uma porção da bebida tem apenas 3 calorias, uma xícara de capuccino tem 74 calorias e uma chávena de leite desnatado com chocolate possui 140.

Por ter um efeito diurético, o chá matcha contribui com a diminuição da retenção de líquido no organismo, ajudando na perda do excesso e eliminando o inchaço em algumas regiões do corpo.


Estímulo ao metabolismo

o consumo do chá verde contribui para que o metabolismo seja estimulado e, por consequência, para que o processo de queima de gordura no corpo possa acontecer de maneira mais rápida.


Sensação de saciedade

Quando nos sentimos satisfeitos, é mais difícil que acabemos cedendo às tentações culinárias, e tomar o chá matcha pode contribuir nesse sentido. Isso acontece por conta do antioxidante EGCG (epigalocatequina) que estimula a liberação de um hormônio chamado de CCK (colecistocinina), que, por sua vez, é responsável por encaminhar ao cérebro a informação de que o estômago está cheio.

Isso também contribui para a regularização das taxas de açúcar no sangue no nosso organismo.


Outros benefícios

Já sabemos que o consumo do chá matcha emagrece, mas ele também estende os seus benefícios a outras áreas da saúde do organismo, como o combate ao câncer, por exemplo. O motivo para isso é que ele contém antioxidantes, como o EGCG (epigalocatequina), do grupo das catequinas, que funciona como um anticancerígeno.

Quem possui problemas relacionados ao colesterol também pode se beneficiar com o consumo do chá matcha. Os chás verdes contribuem de maneira significativa para a diminuição dos níveis do colesterol ruim (LDL) no organismo.

A bebida ainda possui quantidades cinco vezes maiores que outros tipos de chá verde de L-teanina, um aminoácido que estimula a atividade das ondas alfa no cérebro, que estão ligadas ao relaxamento, à concentração, ao alívio de estresse e até à diminuição da pressão arterial.

O chá ainda contém uma alta quantidade de fibras alimentares, que auxiliam no alívio da obstipação e a estabilizar os níveis de açúcar no sangue. Para os momentos em que uma pessoa precisa de energia e manter o foco e concentração, a bebida é uma ótima opção para substituir o café, que quando consumido excessivamente pode causar dor de cabeça.

Além disso, o uso do chá matcha também é ligado a outros benefícios como o antienvelhecimento, combate a inflamação e oxidação.

 

Não ultrapassar a dose recomendável
Apesar de ser considerada uma substância segura, é preciso tomar cuidado e não exagerar ultrapassando a recomendação de no máximo cinco chávenas por dia. Isso porque o consumo excessivo dos chás verdes pode causar alguns efeitos  como dores no estômago, azia, diarreia, dor de cabeça insónia e irritabilidade.

 

Como consumir

Uma das maneiras mais saudáveis de tomar o chá matcha é consumir a sua versão biológica, que não é produzida artificialmente e não tem a adição de complementos como fertilizantes, herbicidas como o cancerígeno glifosato ou pesticidas.

Como o chá é vendido na forma de pó, para prepará-lo é melhor ferver um pouco de água, esperar aproximadamente cinco minutos para que ela esfrie e então misturar com o matcha.

Caso você opte por acrescentar o chá na água enquanto ela ainda estiver a ferver, o gosto da bebida pode não ser muito agradável. Também é possível acrescentar o Matcha em pó em receitas preparadas à base de chá verde como gelados e sorvetes, bolos, biscoitos e bolachas.

 

Resumindo:

O chá matcha e seus benefícios na toma frequente,

1º Propriedades anticancerígenas

2º Favorece o metabolismo

3º Fornece energia

4º Favorece uma boa pele

5º Melhora a imunidade (sistema imunitário)

6º Baixa o Colesterol Total e beneficia o Bom Colesterol

7º Baixa os diabetes

E o pó matcha, quando associado a uma alimentação vegetariana e a exercício físico, favorece a perda de excesso de gordura abdominal em 400%.

 

Fontes:

gesundheute

matcha-tee

notícias naturais

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/o-cha-matcha-e-seus-beneficios-135523

 

Sex | 09.11.18

Mais drogas farmacêuticas que só prejudicam

Medicinas Alternativas
 

O instituto que regula os medicamentos (Infarmed) retirou, provisoriamente, do mercado os antigripais “Antigrippine” e “Rinogan” por suspeitas de estarem relacionados com casos de acidente vascular cerebral (AVC), noticiou o JN, no que foi citado pela agência Lusa.

 

Apesar de ressalvar a inexistência de "efeitos graves" conhecidos em Portugal, o Infarmed decidiu suspender as licenças de introdução no país dos dois medicamentos de venda livre, por usarem na sua composição um composto químico denominado fenilpropanolamina, suspeito de causar «reacções adversas graves a nível mundial», como o AVC hemorrágico. 

No ano passado foram vendidas em Portugal, em conjunto, mais de 530 mil doses dos dois medicamentos. 

Infarmed suspendeu ainda a licença de introdução no mercado do “OrnadeSpansule”.

 

Nota:

Mais fármacos placebo e com efeitos adversos que foram permitidos serem vendidos no mercado, após "estudos científicos", e agora são retirados do mercado após terem causado "AVC hemorrágico".

 

Fontes:

Agência Lusa

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/antigrippine-e-rinogan-sao-retirados-do-10809

Sex | 09.11.18

A escova de dentes

Medicinas Alternativas
 

Um estudo revelou que a nossa escova de dentes possui 60% de chance de estar contaminada com fezes, por mais que seja desinfectada. Para piorar a situação, caso o banheiro/lavabos/casa de banho também seja usado por outras pessoas, acredita-se que 80% dos coliformes fecais encontrados na escova não sejam apenas provenientes das suas fezes.

O estudo analisou as quantidades de coliformes fecais presentes nos banheiros compartilhados na Universidade Quinnipac, chamados de “coliformes termotolerantes”. Eles são compostos por bactérias existentes em abundância no intestino de animais de sangue quente, como os seres humanos.

Os coliformes chegam à escova de dentes através da descarga, viajando pelo ar.

“A principal preocupação não é a presença de sua própria matéria fecal em sua escova de dentes, e sim, o fato de que uma escova de dentes pode estar contaminada com fezes de outra pessoa, que contêm bactérias, vírus ou parasitas que não fazem parte de sua flora intestinal natural”, revelou Lauren Aber, estudante envolvida no estudo.

Segundo os pesquisadores, tais microrganismos poderiam causar diarreia, pruridos da pele, infecções do ouvido, e outros problemas.

Independentemente do método de armazenamento das escovas, pelo menos 60% delas estavam contaminadas com as fezes. Não foram observadas diferenças na eficácia dos métodos de descontaminação, como água fria, água quente ou lavagem com colutório (usado para higiene bucal). Todas as escovas de dentes regularmente lavadas com antissépticos bucais apresentaram, inclusive, um número maior de contaminação fecal.

surpresa veio pelo fato de que cerca de 80% dos coliformes fecais presentes nas escovas de dentes eram de outra pessoa que utiliza o mesmo banheiro.

“Usar uma capa de escova de dentes não a protege do crescimento bacteriano. Na verdade, isso cria um ambiente onde as bactérias podem crescer mais adequadamente, mantendo as cerdas húmidas e não permitindo que a cabeça da escova de dentes fique seca entre os usos”, disse Lauren.

Escovas de dentes são uma fonte de contaminação conhecida. Desde a década de 20 os cientistas suspeitavam que a reutilização de escovas poderia ser uma possível fonte de infecção na cavidade oral.

Estudos anteriores descobriram que a escova de dentes também pode abrigar bactérias perigosas, como a Staphylococcus aureus, que está associada com a infecção por MRSA (Staphylococcus aureus resistente à meticilina). Escovas também podem conter o vírus da herpes e candidíase, o fungo responsável por infecções fúngicas e assaduras.

Como resolver isso então? Arrumar uma maneira de guardar a escova de dentes longe do local que se usa para evacuar!

 

Fonte:

Saúde Curiosa

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/sabe-se-sua-escova-de-dentes-nao-tem-134943

 

Sex | 09.11.18

Técnicos de saúde chilenos abrem consultório de canábis

Medicinas Alternativas
 

 

A um quarteirão do Palácio de La Moneda, o centro de poder no Chile, este grupo de médicos convencionais  duma clínica para doentes com cancro, epilepsia refratária ou dor crónica, facultam acesso a tratamentos baseados em canábis ou resinas derivadas.

A consulta vai ter início durante um intenso debate no país para a descriminalização desta droga, cujo consumo privado é permitido, mas a venda ou auto-cultivo é punível. Milhares de consumidores são detidos todos os anos por suspeita de cultivo ou tráfico de drogas.

Os médicos convencionais  dizem que o sistema de justiça chilena falhou em favor de vários casos de consumidores, protegidos por um artigo que defende o consumo de canábis para fins medicinais.

"Damos prescrições para que [os doentes] possam ter plantas em casa, o que significa que o cultivo por razões medicinais é permitido com receita", comentou à agência de notícias France Presse Sergio Sanchez, um dos médicos do consultório que pertence à Fundação América Latina Reforma, que defende o consumo livre e despenalizado de canábis.

 

Sex | 09.11.18

O doente deve ter acesso à canábis

Medicinas Alternativas
 

O Tribunal Administrativo Federal Alemão, pela primeira vez, permitiu que um doente cultivasse canábis/cânhamo/Cannabis em casa. Se nenhum outro tratamento convencional/alopático está disponível, então esse doente deve ter acesso à Cannabis/cânhamo/canábis, assim decidiu o juiz federal (BVerwG 3 C 10.14).

O Tribunal Administrativo Federal, em Leipzig, decretou que o Instituto Federal de drogas farmacêuticas e medicina convencional (BfArM), deve dar ao doente requerente uma autorização para o cultivo de Cannabis/cânhamo/canábis O queixoso de 52 anos sofre da doença esclerose múltipla desde 1985.

Os sintomas de sua doença, são tratados pelo doente desde 1987, com o uso regular de cânhamo. Da queixa crime, por não ter autorização pelo cultivo de cânhamo e posse de narcóticos, o doente foi ilibado em janeiro de 2005 pelo tribunal. O tribunal penal viu as acções justificadas, por o doente não ter nenhuma alternativa terapêutica convencional disponível.

 

A sentença foi dada a 6 de abril de 2016.

 

Há já imensos relatos, de médicos convencionais e não convencionais, em como a canábis/cânhamo pode eliminar as células cancerígenas.

 

Fontes:

Epoch Times

zentrum der gesundheit

Gesundheit

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/tribunal-o-doente-deve-ter-acesso-a-110798

 

Sex | 09.11.18

Bolo de chocolate sem açúcar, sem glúten e sem lactose

Medicinas Alternativas
 

 

Gosta de bolo de chocolate e também preza uma alimentação saudável e deliciosa sem açúcar, sem glúten e sem lactose?

Neste bolo não há açúcar (nem branco, nem amarelo e nem mesmo o mascavado) nem lactose e nem farinha de trigo (glúten)!

O que vai substituir o trigo? A fantástica e óptima fonte de proteína que é a quinoa.

E a quinoa torna o bolo mais húmido e fofo. 

quinoa é uma grande fonte nutricional, cheia de vitaminas, minerais e proteínas.

Para substituir o açúcar, usamos o açúcar de coco ou mel ou xilitol.

 

Ingredientes

- 1/3 chávena de bebida de arroz ou bebida de amêndoas ou bebida de coco ou bebida de soja biológica 

- 2 chávenas de quinoa cozida 

- 4 colheres de sopa de chia (triturada previamente e depois juntar 1 chávena de água) (Aguardar uns 5 min. para formar um gel), a chia é muito boa para bolos e pães em vez do ovo.

Ou em vez de chia use linhaça (rica em vitaminas e ómega), 4 colheres de sobremesa e três colheres de água. Depois mexa e deixe repousar alguns minutos até ficar numa consistência semelhante à da clara de ovo.

(Ou pode usar puré de maçã ou até mesmo puré de tofu em vez de chia ou linhaça)!

 

- 1 colher de chá de extracto de baunilha 

- Meio copo de de óleo de coco ou então, azeite extra virgem 

- 1/2 chávena de açúcar de coco ou de xilitol

- 1 chávena de nozes partidas 

 - 1/2 chávena de cacau em pó ou bem triturado

- 1 colher de chá de fermento biológico em pó

- 1/2 colher de café de sal (dê preferência ao sal dos Himalaias ou ao sal de ervas)

- 1 colher de café de bicarbonato de sódio

Como preparar:

- Aqueça o forno a 180º C

- Untar a forma do bolo com uma boa margarina vegetal biológica

- Usar o azeite ou o óleo de coco, acrescentar a quinoa, o leite de amêndoas, o substituto de ovos e a baunilha num liquidificador

- Misturar bem até a massa ficar bem  homogénea

- Depois, adicione o açúcar de coco/mel/xilitol, o cacau em pó/triturado, o fermento, o bicarbonato, o sal e colocar tudo numa bacia para tudo ser bem misturado

- A seguir, colocar a massa na forma untada, colocar as nozes por cima do bolo e meta no forno por 40 a 45 min.

- O teste do palito funciona muito bem, fure a massa com o palito e enquanto ele não sair limpo é porque não está pronto

- Deixe o bolo quieto por 15 min. antes de o virar na bandeja. Vire-o com cuidado

 

Et voilà. Bom apetite saudável

Sex | 09.11.18

Estes ingredientes intoxicam o cérebro

Medicinas Alternativas
 

Há alimentos e aditivos que podem prejudicar o nosso intestino, danificam o fígado e até o cérebro. 

 

Vejamos quais são:

1- Glúten

glúten é uma proteína comum de largo consumo mundial. Ele é encontrado no trigo, na cevada, no centeio, no Kamut e no trigo espelta. Esta proteína se liga à parede do intestino delgado, onde pode causar doenças no tracto digestivo e no sistema imunológico. A doença celíaca é a doença mais comum, devido a uma intolerância ao glúten. O glúten desempenha um papel importante na inflamação do cérebro e do sistema nervoso.

Não será por acaso, que há cada vez mais pessoas (a maioria nem sabe) intolerantes ou sensíveis ao glúten, devido ao facto de a agro-indústria/laboratórios de engenharia agrária terem adulterado e manipulado de tal forma as sementes de trigo, que agora o organismo humano reage enviando sinais de rejeição. A agravar também a realidade de a larga maioria da farinha de trigo ser refinada, no pão, bolos, biscoitos, o que baixa enormemente a qualidade do trigo.

Investigações levadas a cabo, têm demonstrado inúmeras correlações entre a sensibilidade ao glúten e transtornos em todas as áreas do sistema nervoso, seja no cérebro, na coluna vertebral ou nos nervos periféricos. Está também comprovado que o glúten representa um decisivo factor de doenças psíquicas, de deficiência cognitiva, na demência e praticamente todas as outras doenças neurológicas.

 

Nota: A MTC e a Naturopatia/Naturologia sabem há muitos séculos que o intestino é o nosso 2º cérebro. Se o intestino não está em equilíbrio, a mente inevitavelmente entra em desequilíbrio.

 

2- Adoçantes Artificiais
Quer se trate de aspartame (ou AminoSweet, é o mesmo químico/adoçante), sucralose (Splenda) ou sacarina (Equal, Sweet ʼN Low), a publicidade sempre enfatiza que eles não têm calorias, por isso estes adoçantes artificiais são muito populares hoje em dia. Estes intoxicam durante décadas, os nossos cérebros. O aspartame é uma mistura de vários compostos químicos, ácido aspártico (um aminoácido que actua sobre as células do cérebro, causando agitação nessas células), mais metanol e fenilalanina.

O aspartame forma uma substância química que contribui para a formação de tumores cerebrais.
O consumo de aspartame pode desencadear uma ampla gama de sintomas de ataques de ansiedade, problemas na fala e depressão, até enxaqueca. O aspartame e outros adoçantes artificiais encontramos facilmente em refrigerantes , iogurtes, chicletes/pastilhas, molhos, água com adição de aromas, flocos de pequeno-almoço, e produtos "Leves/Light"(!).

 

3- Glutamato monossódico/de sódio(GMS)

O glutamato de sódio, é um tipo de sal concentrado, que é misturado com a comida como intensificador de sabor. Dessa maneira o cérebro sabe que a refeição é saborosa. Como o GMS é uma excitotoxina, faz com que o cérebro distribua grandes quantidades de dopamina, a hormona do bem estar. Esta boa sensação desaparece, infelizmente, rapidamente, no entanto os efeitos secundários continuam. A excitotoxina está associada a danos cerebrais em estreita ligação com a Doença de Parkinson, Doença de Alzheimer, demência, esclerose múltipla, Lúpus eritematoso sistémico e outras doenças neurológicas.

 

4- Açúcar refinado (branco ou amarelo)

O açúcar Industrial transformou-se em um dos ingredientes mais comuns na nossa comida, infelizmente e um dos mais perigosos. O frequente consumo de açúcar está associado a inúmeros problemas de saúde, com  consequências negativas para o cérebro humano.

O açúcar refinado, suprime a proteína BDNF, uma hormona de crescimento, a qual desempenha no cérebro um papel muito relevante. BDNF garante que os neurônios do cérebro formem novas conexões, as quais  são muito importantes para a memória. Investigações levadas a cabo em doentes com depressão e esquizofrenia, revelaram  baixos valores em BDNF. O consumo de açúcar refinado pode piorar o estado, fazendo cair ainda mais os valores BDNF.

O açúcar refinado também aumenta as inflamações, o que pode afectar o tracto digestivo e o sistema imunológico. Caso a inflamação se torne crónica, aumenta possivelmente, o risco de depressão e a esquizofrenia. Segundo uma investigação, os doentes que restringiram o consumo de açúcar refinado, apresentaram uma significativa melhoria a nível do estado mental e no humor.

 

E agora, o que fazer?

- Evitar o glúten, comendo alimentos sem glúten.

- Evitar o açúcar refinado, mesmo o amarelo e todos os adoçantes artificiais. Em vez disso, açúcar mascavado/integral (consumo moderado) ou xilitol.

- Evitar todo o glutamato. Em vez disso usar mais alimentos frescos e biológicos mais ervas/plantas aromáticas como açafrão da Índia, alecrim, canela, cebolinho, coentros, cominhos, funcho, gengibre, salsa,...

 

Fontes:

info.kopp-verlag

zentrum der gesundheit

Naturopatia

Naturologia

Cura pelas Plantas

Curas da natureza

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/ingredientes-que-intoxicam-o-seu-96044

 

Sex | 09.11.18

Anti-depressivos químicos não funcionam

Medicinas Alternativas
 

Psiquiatra afirma que antidepressivos não são tão eficazes e choca ao citar Indústria Farmacêutica

O tratamento para depressão geralmente está associado a administração de medicamentos antidepressivos.

 

Contudo, de acordo com o psiquiatra Christopher Davey, consultor e chefe do centro de Pesquisa e Transtornos de Humor, de Orygen, na Universidade de Melbourne, eles podem não ser tão eficazes quanto pensamos. Segundo ele, em um artigo publicado na The Coversation, na Austrália, por exemplo – que tem uma das maiores taxas de uso de antidepressivos no mundo – as taxas da condição continuam a aumentar, mesmo após uma série de evidências mostrarem que esse tipo de medicamente não são tão eficazes.

 

Ele conta que, junto com o colega Andrew Chanen, publicou um artigo científico descrevendo a aparente queda na efetividade dos medicamentos. O argumento usado era que os médicos se tornaram muito dependentes deles. Assim, ele afirma que, quando são usados para tratar depressão, devem ser parte de um plano de tratamento e não como um todo.

 

Ao explicar o porquê da perda de eficácia, ele diz que nem sempre a ciência teve conhecimento pleno dos resultados. “As ciências clínicas têm problemas com os resultados negativos dos ensaios – ensaios em que os tratamentos experimentais aparentemente não funcionaram. Eles mostram desinteresse porque é isso que as empresas farmacêuticas querem”.

 

Além disso, ele sugeriu que alguns testes negativos nem sempre são publicados. No entanto, são regulados e exigidos pelas autoridades antes que um produto novo entre em circulação. Assim, ao longo da última década, apesar de os pesquisadores terem ‘ocultado’ esses resultados, muitos foram encontrados. Sem surpresa, foram relatadas complicações quanto à eficácia dos produtos.

 

Talvez, segundo o psiquiatra, a maior razão para esse declínio seja pelo fato de os placebos serem cada vez mais eficazes. Tendo em mente que se trata de um processo complicado, o placebo ilustra o conceito estatístico de “regressão à média”, onde uma medida extrema, quando medida pela primeira vez (sintomas depressivos, neste caso) tendem a ser menos extremas quando recalculadas.

 

O outro componente da resposta ao placebo é uma polarização positiva de expectativa. “Quando as pessoas esperam melhorar, isso torna mais provável que realmente possam melhorar. Isto é particularmente importante para os casos de depressão, porque, fornecendo um tratamento, mesmo que apenas uma pílula de placebo, estamos tratando diretamente o sentimento de desespero, que é um dos principais sintomas da depressão”, escreveu.

 

Em suma, ele conclui que os antidepressivos não são tão eficazes quanto se acreditava, mas que, no geral, são úteis. “Isto sugere que a combinação de tratamentos pode ser a melhor abordagem. E a evidência confirma isso: tratamentos combinados entre medicações e psicoterapia são mais eficazes juntos, do que qualquer um sozinho. Devemos ir além de uma visão simplista de tratamentos alternativos […] e considerar que eles poderiam proveitosamente ser combinados para entregar um tratamento ainda melhor”.

 

Fonte:

Jornal da Ciência

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/psiquiatra-afirma-que-antidepressivos-130854 

Sex | 09.11.18

Planta dente de leão

Medicinas Alternativas
 

Esta planta pode haver no seu quintal, se assim for não a trate como erva daninha (as ervas daninhas não existem, existem sim mentes daninhas) já que o dente-de-leão tem um tremendo potencial para debelar o cancro/câncer.

O melanoma resistente à quimioterapia é agora o tipo mais comum de cancro que afecta os estadunidenses com idades entre 25 e 29 anos. A única opção que os médicos podem oferecer actualmente a esses pacientes é a cirurgia para remover o tumor e suas áreas circundantes, seguida de imunoterapia, que, normalmente, não funcionam quando o melanoma tem metástase.

No entanto, tudo parece prestes a mudar, graças a uma planta humilde que muitas pessoas arrancam de seus jardins e jogam fora. Na Universidade de Windsor, em Ontário, o Departamento de Química e Bioquímica tem mostrado que o extracto da raiz do dente-de-leão pode fazer com que as células de melanoma humano, essencialmente, se auto-eliminem sem provocar qualquer tipo de toxicidade. De facto, seu estudo inicial viu que as células cancerosas se desintegrarem dentro de 48 horas, enquanto que as células saudáveis ​​permaneceram inalteradas. O estudo foi liderado pelo prof. dr. Siyaram Pandey.

 

Desde o início da neste projecto, temos sido capazes de avaliar com sucesso o efeito de um simples extracto de água de raiz de dente-de-leão em vários tipos de células cancerosas humanas no laboratório e, observamos sua eficácia contra a leucemia humana de células tronco, leucemia mielomonocítica crónica, pâncreas e cólon, com nenhuma toxicidade para as células não cancerosas. Além disso, estes estudos de eficácia foram confirmados em modelos animais (ratos) que foram transplantados com células cancerígenas do cólon humano.

A pesquisadora e médica oncologista, a Dra. Caroline Hamm disse que alguns de seus pacientes têm notado melhorias depois de beber o chá da raiz do dente-de-leão das lojas de alimentos saudáveis. O chá concentrado pode vir a ser ainda mais eficaz, potencialmente salvando inúmeras vidas.

O dente-de-leão poderia ajudar a combater vários tipos de câncer
Um estudo de 2008 publicado no International Journal of Oncology mostrou que o chá de dente-de-leão reduziu as células cancerosas de mama e de próstata. Um relatório subsequente na mesma revista mostrou que um suplemento dietético que continha dente-de-leão, suprimiu o crescimento das células cancerosas da próstata. Os extractos de dente-de-leão também têm demonstrado sua eficácia no tratamento de câncer de mama e leucemia na medicina tradicional chinesa, bem como na medicina natural. Na Europa são há muito conhecidos os benefícios desta planta abundante nas cidades e campos.
Além disso, os extractos de dente-de-leão ser promessa no combate às células de cancro de cólon e pancreático.


O dente-de-leão também possui muitos outros benefícios
Os benefícios do dente-de-leão não param por aí. A raiz também pode estimular a secreção da bílis, aliviar alergias, reduzir o colesterol e limpar o fígado. Além disso, ela contém quantidades elevadas de vitamina A e vitamina K.
Esta é apenas uma das muitas curas naturais que está se mostrando uma grande promessa no tratamento de condições que a medicina convencional não conseguiu resolver. Inúmeros outros remédios naturais estão provavelmente crescendo em florestas do nosso planeta, oceanos e até mesmo desertos, apenas esperando para serem descobertos.

 

Fontes:

info.kopp-verlag

Isabelle Z.

notícias naturais

pravda-tv

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/dente-de-leao-extracto-mata-celulas-131530 

Sex | 09.11.18

Auriculoterapia

Medicinas Alternativas
 

 

Se sofre de problemas crónicos de saúde, dor, dependência de álcool ou drogas, excesso de peso, baixo desejo sexual ou praticamente qualquer doença, esta pode ser a mensagem mais emocionante que jamais leu.

Pode ter tentado quase tudo para curar os seus problemas de saúde, mas quando nada tem servido de ajuda, pode sentir que não há mais nada a fazer. No entanto, há um tratamento pouco conhecido, baseado numa técnica antiga, que é capaz de resolver rapidamente, até mesmo problemas de saúde duradouros, em pessoas de todas as idades.

Se for capaz de tocar nas orelhas e apenas aplicar pressão em determinadas áreas − chamadas pontos reflexos − pode dizer adeus a essas doenças que o têm incomodado durante tanto tempo. Cada ponto reflexo na orelha afecta um órgão ou sistema específico no corpo. Estimule esse ponto e o próprio corpo assume o controlo e começa a corrigir o problema. Pode literalmente desligar a dor com os dedos. Sim, com a ponta dos dedos! 

Imagine que tem uma dor de cabeça ou dor nas costas ou dor causada pela artrite ou dor ciática ou qualquer outro tipo de dor. Tudo o que tem a fazer é aplicar pressão sobre um ponto específico na orelha (chamado Ponto de Controlo da Dor). Assim que fizer isso, o ouvido externo envia mensagens para o cérebro. O cérebro transmite depois “ordens” ao corpo para inundar o sistema com bioquímicos analgésicos, como endorfinas e encefalinas. Logo que níveis elevados desses compostos bioquímicos são introduzidos no sangue e líquido cefalorraquidiano, o corpo mata a dor espontaneamente, sem o uso de analgésicos medicamentosos.

 As endorfinas e encefalinas têm um efeito analgésico e são conhecidas por serem tão eficazes como a morfina a pôr termo à dor. É por isso que a auriculoterapia tem sido usada como uma maneira natural para combater a dor crónica e a enxaqueca. É o mais saudável alívio da dor disponível, sem efeitos colaterais!

O corpo humano é um organismo auto-reparador magnificamente concebido, que pode realizar toda a cura e reparação para praticamente qualquer condição de saúde, desde que lhe seja fornecido um estímulo inicial. Aplicar pressão em vários pontos na orelha é, geralmente, o ponto de partida necessário. A capacidade de auto-cura do corpo é incrivelmente poderosa, e está sempre pronta a realizar todo o trabalho para se curar plena e rapidamente.

Tudo o que precisa é o conhecimento dos pontos a pressionar e como estimular esses pontos. Esta técnica surpreendente chama-se auriculoterapia ou terapia auricular. Mesmo que nunca tenha ouvido falar nela, a auriculoterapia não é um tratamento pouco convencional ou sem comprovação. Muito pelo contrário, a auriculoterapia é reconhecida e aprovada por:

Agência para os Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA); e a Organização Mundial de Saúde (OMS).
O tratamento é bastante simples. Nas clínicas, profissionais licenciados estimulam pontos específicos nas orelhas, com agulhas de acupunctura ou dispositivos que aplicam microcorrentes eléctricas, agulhas auriculares permanentes ou não, magnetos dourados ou de prata, sementes de mostarda. Mas a boa notícia é que o processo também funciona aplicando apenas pressão com os dedos, ou um pequeno instrumento de ponta romba − como a extremidade de um fósforo.

Pode usar com sucesso a auriculoterapia para tratar problemas de saúde que o têm atormentado há muitos anos. Imagine que tem um hábito tabágico de que se quer livrar. A nicotina é cerca de 3 ou 4 vezes mais viciante que a heroína − é por isso que o hábito de fumar tem sido sempre um dos mais difíceis de quebrar, principalmente em mulheres. Mas se aplicar pressão com os dedos sobre um ponto específico na orelha (chamado Ponto de Nicotina), eis o que acontece:

Estimular o Ponto de Nicotina “engana” o corpo e fá-lo pensar que ainda está a receber nicotina, quando na verdade não está. Isso acontece, porque a estimulação induz a produção de endorfinas, as quais bloqueiam os neuro-receptores específicos a que a nicotina se liga, levando assim o corpo a pensar que está a ingerir nicotina.

É por isso que habitualmente não existem sintomas de abstinência quando se usa auriculoterapia para a cessação tabágica. Logo que o corpo perde a exposição à nicotina, vai perdendo gradualmente a via neurológica viciante e perde assim o desejo tabágico.

Muitas pessoas têm sido capazes de deixar o hábito de fumar com a auriculoterapia, mesmo se falharam muitas vezes antes, ao usar outros mecanismos de cessação do tabagismo. Alguns estudos mostram que a auriculoterapia é 7 vezes mais poderosa do que outros métodos utilizados para deixar de fumar. 

A auriculoterapia baseia-se em antigas técnicas médicas orientais e tem as suas raízes na Medicina Tradicional Chinesa MTC. Os chineses desenvolveram e refinaram a acupunctura para equilibrar o Chi, que se refere à energia ou força vital no corpo. É tão eficaz no controle da dor localizada, que os médicos chineses podem realizar cirurgia sem anestesia, porque o paciente não sente nenhuma dor.

A partir da acupunctura, foi desenvolvida a acupressão, que também estimula os pontos de acupunctura, só que sem agulhas. A auriculoterapia é uma forma específica desta poderosa abordagem antiga de cura e bem-estar, que aproveita os recursos do próprio corpo para resolver problemas de saúde, mesmo de longa data.

Um dos princípios fundamentais desta tecnologia de cura é que a parte externa da orelha (pavilhão auricular) é uma imagem simétrica de um feto humano invertido, isto é, o ouvido é uma representação microcósmica de todo o corpo. Por outras palavras, cada ponto da orelha corresponde e está associada a um órgão específico da anatomia humana. Isso significa que cada parte do corpo pode ser acessada através de pontos na orelha.

A acupunctura tradicional trabalha sobre os meridianos de energia do corpo. Em contraste, a auriculoterapia baseia-se nas ligações nervosas (o sistema nervoso humano), o que permite o tratamento localizado para os órgãos ou sistemas envolvidos no problema de saúde. Em vez de operar directamente sobre um determinado sintoma, como massajar uma dor nas costas, estimular determinados pontos na orelha envia mensagens para o cérebro. Depois, o cérebro transmite “ordens” para o corpo realizar actividades de cura e equilíbrio.

Isso funciona porque a estimulação dos pontos reflexos da orelha melhora o fluxo de energia no corpo, o que remove estanação/bloqueios para restaurar o equilíbrio e a saúde. E a melhor parte é que não há efeitos colaterais incómodos ou perigosos.

A auriculoterapia é comumente usada por médicos/terapeutas não convencionais de MTC na China, Alemanha, Áustria, Suíça, Chile, Argentina, natrologistas/naturólogos, quiropráticos, naturopatas, enfermeiros, fisioterapeutas, reflexologistas e psicólogos, entre outros que lidam com a dor e vícios. Os profissionais estimulam os pontos com acupunctura, sonopunctura (vibrações sonoras), impulsos elétricos ou a aplicação manual de agulhas auriculares ou magnetos. Todas estas são formas comuns para estimular os pontos da orelha.

O tratamento também pode ser feito pela própria pessoa, usando os dedos para aplicar pressão. A auriculoterapia é tão segura e fácil, que se pode fazer em casa.

 

Resumindo: A Auriculoterapia funciona muito bem mesmo em caso de vícios como alcool, drogas, tabaco, principalmente, quando a pessoa em causa está motivada. E sem efeitos secundários/colaterais. Em caso de dúvida, procure um terapeuta/médico não convencional.

 

Fontes:

São como um pero

zentrum der gesundheit

prawda-tv

info.kopp-verlag

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/mtc-auriculoterapia-o-que-e-e-para-97363