Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Ter | 20.11.18

O ataque cardiaco

Medicinas Alternativas
 

O ataque cardíaco é como se sabe uma das principais causas de morte.

O que pode fazer com que surja um ataque do coração?

- Álcool

 

- A má alimentação

 
- A pressão arterial alta

 

- Fumar
 
- O colesterol elevado

 

- O sedentarismo

 

- Stress excessivo
 
 
Evitando estes maus hábitos, terá menos probabilidades de vir a ter um ataque de coração.
 
 
Conheça agora os sintomas que são detectados cerca de 30 dias antes do ataque cardíaco.

 
1. O desconforto no peito
 
Pode habitualmente surgir enquanto exerce alguma actividade física ou até mesmo durante o descanso.
 
As mulheres no entanto podem ter um ataque cardíaco mesmo sem este sintoma.

 

2. O cansaço 

Se está a dormir mais tempo durante a noite ou se dormita várias vezes durante o dia, algo não vai bem.
Cansaço sem motivo é sempre para desconfiar. E, se o coração passa a trabalhar mais e a cansar-se mesmo com simples tarefas do quotidiano, isto já é um aviso para si.
 
3. Falta de ar 

O coração e os pulmões trabalham em conjunto, se o primeiro começar a funcionar deficientemente, os pulmões ficam sem o oxigénio necessário, a seguir aparece a dificuldade respiratória. 

 
4. Inchaço 
Se o coração se esforça em demasia para bombear o sangue no corpo, as veias podem começar a dilatarem-se.
 Muita atenção caso o inchaço for nos pés, nas pernas e nos tornozelos. É possível que surja uma coloração azulada, ela aparece nas extremidades como braços e pernas.
 
5. Tontura 
Com o sangue mal oxigenado e o coração debilitado, o cérebro dificilmente recebe a quantidade necessária de oxigénio. Daí a sensação de tontura.

 

6. Tosse e constantes resfriados  

Se tiver um resfriado que parece que nunca mais desaparece, pode ser devido à insuficiência cardíaca.
Atenção à cor do muco. Se ele for branco, não é motivo de preocupação. Mas, se for rosado, pode ser o indício da presença de sangue, nesse caso é necessário verificar se há relação com o coração.


 

 
Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina
Ter | 20.11.18

Os anti-oxidantes são bons para o coração

Medicinas Alternativas
 

Estudo internacional demonstra que a coenzima Q10 e o selénio, presentes em muitos alimentos e usados em suplementos dietéticos, reduzem para metade o risco de morte por doença cardiovascular

Na Suécia, na Universidade Linköping, foi desenvolvida uma terapêutica inovadora que permite, através da toma de coenzima Q10 e de selénio, reduzir o risco por morte cardiovascular em aproximadamente 50%. Apesar de já se saber que, em separado, estas substâncias, normalmente usadas em suplementos alimentares, têm a capacidade de contrariar o stresse oxidativo característico nos doentes com falência cardíaca, o estudo comprovou que "apenas" se obtêm os resultados desejados através da sua combinação.

Que substâncias são estas?

A coenzima Q10 desempenha com uma função muito importante no nosso metabolismo energético, na medida em que transforma os nutrientes em energia para as células. Embora esta molécula seja produzida pelo nosso fígado, à medida que envelhecemos a sua produção diminui. A carência desta coenzima está associada tanto a fadiga como a falta de força muscular.

Além disso, graças às suas propriedades antioxidantes, o seu consumo insuficiente pode estar na causa do envelhecimento precoce e de outras doenças degenerativas. 

O selénio, por seu lado, é um mineral existente na natureza, presente nos solos e alimentos, essencial ao bom funcionamento do nosso organismo, pois tem funções antioxidantes e a nível imunitário e regula as glândulas, nomeadamente a tiroide. Este é um micronutriente é um dos constituintes das proteínas, nomeadamente, as selenoproteínas. 

O que aconteceu?

O estudo pioneiro, foi desenvolvido por investigadores da Universidade de Linköping e do Instituto Karolinska na Suécia e contou com a participação de 443 indivíduos com uma idade média de 78 anos. Os participantes, submetidos a uma monitorização ultrassónica da função cardíaca, foram divididos em dois grupos.

A um foram administradas diariamente quatro cápsulas de suplementos alimentares com coenzima Q10 (200 mg) e levedura de selénio (200 mcg), enquanto o outro grupo tomou apenas um placebo, um suplemento nutricional que não integrava nenhuma dessas substâncias.

Quais os resultados do estudo?

No primeiro grupo, foi registada uma redução de 54% do risco de doenças cardiovasculares face àqueles que não tomaram o complemento nutricional rico em selénio e coenzima Q10. Ao longo dos quatro anos de duração do estudo, nem os pacientes nem os médicos sabiam qual o tipo de medicação a que cada grupo estava submetido.

Durante a investigação, cerca de metade amostra de voluntários desistiu da experiência e, daqueles que permaneceram, apenas 6% dos que tomaram a combinação de coenzima Q10 e de selénio morreram, comparando com 12% do grupo que tomou placebo. Os cientistas registaram, ainda, melhores valores no que toca à função cardíaca e aos níveis de stresse cardíaco.

 

Fonte:

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/antioxidantes-combatem-problemas-131241

 

Ter | 20.11.18

Vida sexual afectada por causa dos refrigerantes

Medicinas Alternativas
 

Há muito que os refrigerantes foram listados como perigosos quando os assuntos são riscos de problemas cardíacos, obesidade, danos ósseos e outros males.

 

Em 2010, um estudo realizado por pesquisadores dinamarqueses, mostrou que nos homens, o consumo de refrigerante poderia ter uma implicação negativa ainda maior. Segundo eles, essas bebidas gasosas seriam capazes de afectar o bom funcionamento do órgão masculino.

 

Para chegar a esse resultado foram analisados um total de 2.500 homens. Entre eles foram encontradas evidências de que o consumo regular da bebida pode afectar a capacidade de produção de esperma em até 30%. A fracção foi definida a partir de consumidores frequentes e moderados. Logo, nos frequentes, os pesquisadores descobriram que a contagem de espermatozóides era de 35 milhões por mililitro, já nos moderados, o número era de 56 milhões por mililitro.

 

Os cientistas assumiram que a razão por trás disso estava nas altas quantidades de cafeína, presente em algumas marcas. No entanto, essa hipótese eventualmente acabou sendo descartada, já que não conseguiram relacionar o mesmo fato com outras bebidas com cafeína.

 

Embora o número de 35 milhões ainda esteja dentro da faixa considerada normal para a produção de esperma, os pesquisadores consideraram a possibilidade do vício em refrigerantes, potencialmente e a longo prazo, levar a infertilidade. 

 

Contudo, nos últimos anos, não foram realizados novos estudos que pudessem verificar em 100% essa teoria. Em vez disso, os pesquisadores se concentraram em encontrar ligações entre o consumo excessivo de bebidas como a Coca-Cola com outros problemas relacionados à virilidade.

 

Em um estudo realizado em 2011 e publicado no CEJU, cientistas sugeriram que as grandes quantidades de açúcares presentes nessas bebidas podem ser a causa da obstrução de alguns vasos sanguíneos do pénis, impedindo que a erecção ocorra. Os pesquisadores também afirmaram que esses efeitos poderiam progredir e eventualmente causar problemas sérios de disfunção eréctil.

 

Temas relacionados:

O consumo "light" aumenta o risco de diabetes

Coca Cola Dieta aumenta o risco de insuficiência cardíaca

Coca-cola: Se toda a publicidade como esta falasse verdade, a sua saúde estaria melhor

Corpo humano: Maravilha do Universo

Ingredientes que intoxicam o seu cérebro

O açúcar refinado

O que é o adoçante Xilitol e qual o seu efeito nas cáries?

 

Fonte:

Jornal Ciência

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/refrigerante-afecta-a-vida-sexual-do-152888 

Ter | 20.11.18

A vitamina K

Medicinas Alternativas
 

Nos últimos anos temos encontrado cada vez mais evidências científicas dos benefícios da vitamina D. Embora a conhecêssemos bem, ainda não tínhamos consciência de como seus benefícios são extraordinários ao ponto de transformá-la na vitamina mais importante da década. Porém, agora começam a surgir evidências de que outra vitamina tem recebido as luzes das pesquisas como sendo o nutriente perdido no combate desde a osteoporose até a doença cardíaca.

Esse nutriente tão importante é a vitamina K2, que vem sendo considerada uma importante potencializadora da vitamina quando usadas de forma combinada.

Muitas das pesquisas têm realçado a interacção entre a vitamina K2 e a vitamina D3, particularmente em termos de fortalecimento ósseo e saúde cardiovascular.

De acordo com Dr. Cees Vermeer, um dos maiores pesquisadores em vitamina K, quase todas as pessoas são deficientes dessa vitamina, assim como da vitamina D.

vitamina K2 que absorvemos da alimentação pode até ser suficiente para manter uma coagulação sanguínea adequada, porém não é o bastante para garantir a protecção contra:

  • osteoporose;
  • doença cardiovascular;
  • varizes;
  • cancro/câncer de pulmão, próstata e fígado;
  • demência e outros problemas cerebrais;
  • doenças infecciosas;
  • cáries;
  • e muitas outras.

 

Já não é novidade que vitamina D desempenha um importante papel na absorção de cálcio promovendo uma melhora significativa nos ossos. Porém, as novas evidências indicam que é a vitamina K2 quem direcciona o cálcio para ser absorvido pelo esqueleto, evitando que esse cálcio se deposite em locais inapropriados, tais como nas articulações (artroses), nas artérias (aterosclerose) e nos órgãos (cálculo vesicular, cálculo renal, catarata).

vitamina K2 activa uma proteína chamada osteocalcina, produzida pelos osteoblastos, que por sua vez é necessária para a assimilação do cálcio na matriz óssea. A osteocalcina evita ainda que o cálcio se deposite nas artérias.

Fica evidente a importância da vitamina K2 para nosso organismo, pois sem ela a acção da vitamina D poderia causar depósito de cálcio nas artérias ao invés de penetrar nos ossos.

 

 

Existem duas formas para a vitamina K: as vitaminas K1 e a K2.

1) Vitamina K1: Encontrada nos vegetais, vai directo para o fígado e ajuda na manutenção da coagulação sanguínea saudável.

2) Vitamina K2: É produzida por bactérias e está presente em grandes quantidades no seu aparelho digestivo, porém não é absorvido por ele com facilidade. A vitamina K2 vai directo para a parede dos vasos sanguíneos, ossos e outros tecidos, excepto o fígado.

Por sua vez, a vitamina K2 também apresenta algumas variações: MK 4, MK 7, MK 8 e MK 9. A forma mais importante para o nosso caso é a MK 7, uma forma com mais aplicações práticas.

A forma desejável de vitamina K2 é a da MK 7.

A MK 7 é extraída de um produto derivado da soja fermentada chamada natto. Você pode conseguir quantidades importantes de vitamina K2 consumindo natto, contudo, poucas pessoas toleram o cheiro e/ou a textura preferindo o uso na forma de suplemento. O consumo de todo o tipo de couve é importante para a sua saúde. O consumo de queijos fermentados também pode ser uma boa fonte de vitamina K2.

 

Quando o seu corpo é agredido ou lesado, ele responde através de uma reacção inflamatória causada pela deposição de cálcio no tecido lesado. Quando isso ocorre no seu vaso sanguíneo, significa que você está tendo manifestações imperceptíveis de doença arterial coronária, ou seja, a formação de placa na artéria que pode vir a causar um ataque cardíaco.

vitamina D e vitamina K2 agem juntas para aumentar a proteína matrix GLA (ou MGP). Essa é a proteína responsável pela protecção dos seus vasos sanguíneos contra a calcificação.

A matriz GLA é tão importante que pode ser usada como referência da sua condição vascular e cardíaca através de medição laboratorial. E estudos científicos confirmam que o aumento de ingestão da vitamina K2 reduz o seu risco de doença coronária.

Veja outros dados importantes:

  • Em 2004, o estudo Rotterdam foi o primeiro a demonstrar o efeito da vitamina K2na extensão de sobrevida das pessoas. As pessoas que tiveram uma alta ingestão de vitamina K2 tiveram 50% menos risco de morte por doença coronária e menos calcificação das artérias do que as pessoas que tiveram pouca ingestão dessa vitamina.

  • Em um estudo subsequente com 16 mil pessoas seguidas por 10 anos, os pesquisadores observaram que cada 10 mcg adicional de vitamina K2representava uma significativa redução de 9% em eventos cardíacos.

  • Estudos feitos com animais mostraram que vitamina K2 não só previne o endurecimento das artérias, como também pode reverter a calcificação de artérias altamente calcificadas pela activação do MGP.

  • Pessoas com calcificações severas tinham alta percentagem de osteocalcina inactiva, o que indica uma deficiência geral de vitamina K2.

 

Se você faz uso da suplementação de cálcio e vitamina D, mas está com deficiência da vitamina K2, então você pode estar a piorar as coisas, de acordo com recente metanálise ligando o cálcio aos ataques cardíacos.

Nesse estudo observou-se que os indivíduos que estavam ingerindo suplemento de cálcio estavam mais propensos a terem ataque cardíaco. Mas, é importante destacar que isso não significa que o cálcio seja o causador dessa situação.

Nessa metanálise observou-se ainda que os indivíduos que ingeriram somente cálcio quando comparados com outros que ingeriram além do cálcio o magnésio, a vitamina D e vitamina K2, podiam apresentar efeitos adversos como a formação de placas de aterosclerose nas artérias coronárias causando os ataques cardíacos.

Portanto, se você vai tomar cálcio, você deve equilibrá-lo com a vitamina D e vitamina K2. Além disso, não se esqueça de suplementar também o magnésio, a sílica/silicio, o Ômega 3 e exercícios físicos ao ar livre. Apanhar sol mas sem protector solar, nas horas mais adequadas, é relevante para a sua saúde, especialmente para seu sistema esquelético e não só.

 

Países com a maior taxa de consumo de cálcio, como por exemplo, os Estados Unidos, o Canadá e a Escandinávia,apresentam as maiores incidências de osteoporose. Esse é o chamado paradoxo do cálcio.

Isso acontece porque se consome o cálcio de forma errada sem levar em consideração a necessidade de vitamina K2, que é responsável, como vimos anteriormente, por direccionar o cálcio para os lugares correctos. Caso isso não aconteça, esse cálcio acaba indo para as artérias, rins, vesícula, articulações ou olhos, gerando problemas como aterosclerose, cálculos, artroses e cataratas.

 

 

Um dos métodos mais usados para diagnosticar a osteoporose é através do DEXA, um exame que faz um Raio-X de corpo inteiro, medindo especialmente a densidade óssea ou o grau de mineralização dos ossos.

Entretanto, ossos fortes são mais do que ossos densos, e isso é o motivo pelo qual remédios como os bisphosphonatos têm falhado tanto.

Nossos ossos são feitos de minerais e matriz de colagenio. Os minerais dão aos nossos ossos a rigidez e a densidade, mas é o colagenio que lhes dá a flexibilidade. Sem uma boa flexibilidade, eles ficam com rachaduras e propensos a se quebrarem facilmente.

Isso quer dizer que densidade não é igual à resistência.

Pela boa quantidade de incorporação de minerais que apresentam, os remédios aumentam muito a densidade óssea. Mas, na verdade, esses ossos ficam com rachaduras e propensos a fracturas. Essas medicações destroem os osteoblastos que interferem no processo normal de remodelação óssea.

O melhor modo de refazer os seus ossos é através de exercícios, alimentação biológica vital e equilibrada, hormonais como a progesterona e as vitaminas D e K2, sol sem protector solar (a maioria dos "protectores" solares ou são cancerígenos ou prejudicam a absorção e sintetização de importantes vitaminas no organismo humano).

Por isso, opte por essas opções se você quer garantir uma boa saúde para os seus ossos e consequentemente uma maior disposição para as suas actividades!

 

Nota:

O sol é um bom "fornecedor" de vitamina D, o problema é que sobretudo os citadinos vivem a maior parte do tempo enjaulados, apanhando pouco sol durante o dia e a poluição da cidade prejudica ainda mais a sua absorção. Para agravar ainda mais o problema, as pessoas vão à praia e usam "protectores" solares que a maioria deles em nada beneficiam a saúde, bem pelo contrário. 

A vitamina K2 encontra-se na maior parte das couves biológicas, como a couve galega e ainda noutras couves, na salsa, nos brócolos, na folha da beterraba e no repolho (couve branca). A vitamina K2 combate as células de leucemia.

Em 2013, cientistas suecos concluíram que o cálcio farmacêutico/químico/convencional, não só não ajudava a combater a fragilidade óssea mas ainda podia ser fatal para as mulheres (e não era só promotor de enfartes).

Vitamina K, baixa o risco de morte, diminui o risco de cancro/câncer do fígado, combate a osteoporose, combate doenças do coração. 
Para veganos, se tomam suplementos, existe a Menaquinon-7 / MK 7 pois a Menaquinon-4 / MK 4 é de origem animal.

 

Poderá ter interesse nos seguintes temas: (Clicar em baixo)

Protecção solar natural

Bebida rejuvélac: Probiótico natural

Sabia que a carne (ou peixe) frita ou grelhada...

Colesterol: Fármacos são completamente inúteis

Salsa: 15 benefícios

27 alimentos mais alcalinos: Para proteger a sua saúde da larga maioria das doenças, incluindo cancro

O alho e os seus enormes benefícios

Os coentros: 18 benefícios para a sua saúde

Dente-de-leão: Extracto mata células cancerígenas da leucemia, da próstata e melanomas resistentes à quimio

Tremoço: Sabia que...

 

Fontes:
Texto adaptado do "Dr. Rondó", "Zentrum der Gesundheit" e "Saúde Curiosa"

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/vitamina-k2-muito-relevante-para-a-144814 

Ter | 20.11.18

Doença de Alzheimer

Medicinas Alternativas
 

O mal de Alzheimer se desenvolve lentamente e, por isso, muitas famílias acabam não sabendo se o problema de esquecimento é resultado da doença ou é apenas a velhice.

Uma pessoa bastante idosa pode esquecer frequentemente onde deixou as chaves. Mas alguém que sofre com Alzheimer, quando encontra o que está perdido, não faz ideia do que se trata.

Veja os sinais de alerta para esta doença:

  1. Perda de memória: esquecer ocasionalmente nomes é normal, mas quem tem a doença de Alzheimer esquece cada vez mais coisas ao longo do tempo.
  2. Dificuldade em realizar tarefas do quotidiano.
  3. Problemas com a linguagem: o vocabulário fica cada vez mais curto e difícil de compreender.
  4. Sensação de que está perdido e sozinho, mesmo quando no meio da sua família.
  5. Comportamentos estranhos, como sair de casa com roupas íntimas.
  6. Passividade: quem sofre de Alzheimer tende a esquecer as coisas que gostava de fazer e acaba ficando muito tempo sentado em frente à televisão.
  7. Problemas de raciocínio para executar simples tarefas, como usar um cartão de crédito ou preencher uma folha de cheque.
  8. Perda do senso, como colocar as chaves no congelador.
  9. Mudança repentina de humor, indo da calma à fúria sem nenhum motivo.
  10. Tristeza cada vez maior.

Como podemos prevenir esse mal?

A melhor coisa a se fazer é estimular a mente. Jogos como xadrez e palavras-cruzadas ajudam
Ah, existe uma estreita relação entre o cérebro e a saúde do coração. Ou seja, à medida que se aumenta o risco de doença cardiovascular, também se aumenta o risco de Alzheimer. Portanto, tudo o que diminui o risco de problemas cardíacos, também previne a doença do esquecimento. Ter em conta que uma boa oxigenação cerebral é indispensável.

 

Veja o que você deve evitar para ficar mais protegido:

  • Colesterol ruim alto, que dificulta a circulação em todo o corpo.
  • Bebida alcoólica 
  • Diabetes
  • Obesidade
  • Pressão arterial elevada
  • Problemas na coluna vertebral
  • Gordura de origem animal 
  • Tabaco: os fumadores/fumantes têm o dobro de hipóteses de desenvolver Alzheimer.

Há algumas medidas que podemos tomar para reforçar a protecção contra a doença:

– Consumo adequado de antioxidantes como ómega 3 e vitaminas C e E.

– Exercício físico como uma simples caminhada diária, ou Tai Chi, ou Chi Cungue/Kung ou Falun Dafa

– Alimentos com vitalidade e biológicos

– Alimentação baseada em frutas e legumes

 

Temas relacionados:

Tomar fármacos para dormir duplica risco de Alzheimer

Alzheimer: A causa é uma infecção por um fungo?

Caldos artificiais: Pedacinhos de veneno nas famosas marcas

Ingredientes que intoxicam o seu cérebro

Ginkgo biloba: Para que serve

“A campanha do colesterol é o maior escândalo médico do nosso tempo”

Antibióticos danificam o cérebro

Cancro terminal: Doentes recuperam após praticarem Chi Cungue/Kung

MTC, Chi Cungue: Mulher curada de cancro da bexiga em menos de 3 minutos

Sabia que o exercício físico chega a ser mais eficaz que os fármacos?

Caminhada e Tai Chi

ESCOLA NO URUGUAI: ENSINO DE FALUN DAFA AOS ALUNOS

 

Fontes:

Naturopatia

Saúde em Geral

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/10-sintomas-que-podem-indicar-a-doenca-168280