Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Dom | 25.11.18

A medicina convencional e suas inutilidades

Medicinas Alternativas
 

As indústrias das drogas farmacêuticas têm tido algumas semanas bem difíceis, já que três grandes estudos têm agora completamente refutado a eficácia das drogas/fármacos mais rentáveis. Um grande estudo admitiu que os riscos de antidepressivos em crianças e adolescentes superam os benefícios, uma vez que as drogas aumentam rotineiramente o comportamento suicida. De 14 antidepressivos, apenas um foi mostrado que poderá melhorar a depressão melhor do que um placebo.

Agora, os cientistas relatam que os medicamentos contra o colesterol, são também completamente inúteis. Um grupo internacional de pesquisadores publicou um estudo onde não encontraram nenhuma ligação entre o que é conhecido como colesterol “ruim” e a morte como resultado de doenças cardíacas em indivíduos com mais de 60 anos de idade. 

Na verdade, os resultados revelaram que 92 por cento de pessoas com colesterol alto, na verdade, viveram mais tempo. A melhor maneira de atingir e manter a boa saúde do coração não é através de fármacos/drogas, mas através de hábitos de vida saudáveis e também de alimentos saudáveis e biológicos.

“Baixar o colesterol com fármacos/drogas para a prevenção cardiovascular primária em pessoas com idade acima de 60 anos é um total desperdício de tempo e recursos, enquanto que alterar seu estilo de vida é a única forma mais importante para alcançar uma boa qualidade de vida“, disse o especialista em cirurgia vascular e endovascular, o Professor Sherif Sultan da Universidade da Irlanda.

 

Mais uma vez a saúde pública em risco em Portugal. INFARMED? E a OM? Nada dizem sobre este assunto, enquanto uns vão prescrevendo e facturando. A saúde que fique pelo caminho.

 

Poderá interessar-se pelos seguintes temas: (clique em baixo)

Omeprazol: 10 perigos para a saúde

Farmacêuticas não visam a cura, mas a dependência, diz Nobel da Medicina

Os fármacos podem matar

Analgésicos perigosos

Erva de S. João/Hipericão/Hypericum perforatum, esta planta incomoda também as farmacêuticas

A farsa das vacinas/vacinação

Intestinos: A relevância do bom funcionamento

Calcitrin: Ganha processo contra Ordem dos Farmacêuticos

Água oxigenada: Usos e benefícios

27 alimentos mais alcalinos: Para proteger a sua saúde da larga maioria das doenças, incluindo cancro

Antibióticos danificam o cérebro

O alho e os seus enormes benefícios

A vitamina B12 e alguns mitos

Os antibióticos fazem engordar?

Os únicos efeitos de muitos fármacos / medicamentos: efeitos secundários !

Brasil: Aprovação no Senado da ‘Pílula do Câncer’

As estatinas duplicam o risco de diabetes

 

Fontes:

The Lancet

BMJ Open 

info.kopp-verlag

Notícias Naturais

zentrum der gesundheit

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/colesterol-farmacos-sao-completamente-140957

 

Dom | 25.11.18

Alimentos para a fertilidade

Medicinas Alternativas
 

A MTC-Acupuntura, a nutrição/alimentação chinesa e a fitoterapia chinesa são todos benéficas para aumentar a fertilidade. Como nos acupuncturistas e ervanários certificados, encontramos muitos pacientes que estão tentando engravidar, mas estão enfrentando alguma dificuldade. Nossas teorias sobre a nutrição podem ser bastante diferentes das práticas ocidentais, mas são frequentemente muito úteis. Se você já visitou um MTC-Acupunturista, então você provavelmente já ouviu falar da nossa rigorosa prevenção de gelados, bebidas e alimentos frios, a menos que você tenha uma constituição muito Yang.

 

Alimentos mais benéficos para aumentar a fertilidade:

 

- Alimentos cozidos
Quando você está a tentar engravidar, imagine que está a criar o ambiente perfeito para um feto crescer, se desenvolver e prosperar. Bebidas geladas e cruas, bem como alimentos congelados não são conducentes a um ambiente carinhoso. Então, infelizmente, o iogurte é um dos piores alimentos que você pode consumir. Mantenha o gelo fora de seus batidos cremosos e bebidas e não se esqueça de se aconchegar com um chá quente de ervas. Aumente os legumes cozidos, , ovos biológicos, grãos saudáveis ​​e reduza as saladas. Se você realmente quer um salada, cubra-a com algo cozido e quente, como legumes grelhados.

 

- Bagas escuras
Coma bagas goji, amoras, framboesas, morangos, açaí, groselhas, amla e sementes de romã na sua alimentação. Estas deliciosas bagas são todas ricas em antocianina, um composto que dá seu belo pigmento à fruta de cor vermelha, e também protege contra os radicais livres. Estas fruta deve ser biológica já que muitas vezes a fruta e as bagas de agricultura convencional são pulverizadas com pesticidas como o glifosato.

- Cereais integrais sem glúten

Explore a riqueza da nutrição na aveia, milho, quinoa (isto não é tecnicamente um grão), amaranto, arroz integral e trigo-sarraceno. Você pode incorporá-los na sua alimentação comendo-os preparados com leite de amêndoa, cobertos com sementes e bagas de sua escolha.

 

- Hortaliças verde escuras
Coma muita couve, espinafre, acelga, couve bruxelas, mostarda, brócolos, nabo, e alface de folha vermelha e verde. As hortaliças devem compreender uma grande parte da sua alimentação diária. Elas estão cheias de vitaminas, fibras e cálcio, os quais são muito benéficos para o fígado. As hortaliças desintoxicam suavemente o corpo das toxinas químicas ambientais e quotidianas/cotidianas.

- Nozes e sementes

Algumas das estrelas incluem amêndoas, castanha de caju, sementes de gergelim preto, sementes de chia, sementes de cânhamo e nozes. Na MTC, é importante consumir sementes uma vez que elas são a “fonte da vida” das plantas e são ricos em nutrientes. As nozes e as sementes também são ricas em benéficos óleos ómega, cálcio e outros minerais, todos os quais ajudam a impulsionar a fertilidade.

 

Se estiver à procura de  aumentar a fertilidade através da alimentação, estas sugestões são um bom lugar para começar. A dieta tem um profundo impacto na regulação do nosso sistema.

Como Hipócrates afirmou: “Deixe o alimento ser sua medicina e a medicina ser seu alimento.”

 

Temas relacionados:

Reflexão do mês sobre a saúde

MTC, Chi Cungue: Mulher curada de cancro da bexiga em menos de 3 minutos

Problemas renais devido à carne

MTC: Os mistérios das Fáscias

Suíça: Governo reconhece a legitimidade e poder de cura da homeopatia, da MTC...

Investigação: MTC - Acupunctura melhora a asma alérgica em 85% das pessoas

MTC - Auriculoterapia, o que é e para que serve

É bom beber água com limão?

Medicina Tradicional Chinesa, recebe o apoio do governo

Planta usada na MTC mata vírus da SIDA

MTC: O Inverno e a sua fase de transformação

China: A terra da longevidade

MTC: Chi, o que é isso ?

Condimento chinês mata as células cancerígenas

Cancerígeno: Herbicida mais vendido em Portugal, já na água e nos alimentos

Monsanto revela que milho transgénico pode fazer mal à saúde

Estudo: alimentos da agricultura convencional, muito contaminados com pesticidas

O melhor horário para dormir

 

Fontes:

MTC - Medicina Tradicional Chinesa

Cura pelas Plantas

Notícias Naturais

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/os-melhores-alimentos-para-aumentar-a-152077 

Dom | 25.11.18

Mais drogas que só dão problemas

Medicinas Alternativas
 

Pessoas que tomaram antibióticos, frequentemente entre os 20 e os 60 anos apresentaram bem maior frequência de pólipos, lesões benignas na parede do intestino e a longo prazo, podem dar origem a cancro, revela 1 estudo publicado na revista médica Gut, do grupo British Medical Journal.

O estudo analisou 16.600 mulheres com mais de 60 anos, 1.195 das quais tinham pólipos ou adenomas colorretais.

Os autores do estudo, constataram que as mulheres submetidas a tratamento com antibióticos durante pelo menos 2 meses acumulados entre os 20 e os 39 anos tinham 36% mais probabilidade de ter pólipos no colo ou no recto em relação às demais.

 

Os antibióticos/antivida matam a flora intestinal, modificando as boas bactérias em más

Os antibióticos alteram a flora intestinal ao reduzir a quantidade e a diversidade das bactérias presentes, provocando a morte de muitas bactérias benéficas, desequilibrando assim o ambiente da flora e prejudicando a digestão, o metabolismo, a acção cerebral e cardíaca promovendo a aparição de diversas doenças.

Outros estudos já observaram a redução de algumas bactérias e a proliferação de outras em pacientes com cancro colorretal. Portanto, uma boa e equilibrada flora intestinal é imprescindível para uma boa saúde física, mental e até psicológica.

No entanto, no estudo, os cientistas não tiveram em conta os hábitos alimentares das mulheres que apresentaram pólipos, nem o eventual impacto da presença de antibióticos na alimentação, provenientes dos tratamentos aplicados a animais de abate e de aquacultura. Os antibióticos são drogas farmacêuticas cada vez mais contestadas, devido aos inúmeros efeitos secundários na saúde desde doenças autoimunes, obesidade, Parkinson, AVC e Alzheimer.

Hoje sabemos que a Naturopatia e a Medicina Alternativa tinham toda a razão, quando afirmavam que para se ter saúde ou para recuperá-la era necessário desintoxicar o intestino e após isso regularizá-lo com iogurtes caseiros, couve fermentada e chucrute, ou seja as bactérias eram fundamentais para a recuperação da saúde.

Os antibióticos, vieram modificar de tal maneira o organismo humano que hoje os antibióticos são uma ameaça para a humanidade, segundo a própria OMS.

 

Temas relacionados:

Estes alimentos apoiam positivamente os seus intestinos

Bebida rejuvélac: Probiótico natural

Doença de Parkinson começa no intestino e não no cérebro

27 antibióticos naturais

DGS + Infarmed: Antibióticos, um risco para a saúde

Antibióticos danificam o cérebro

Intestinos: A relevância do bom funcionamento

Couve: Rejuvenesce o cérebro

A valiosa e barata couve; 9 benefícios

Bactérias cada vez mais resistentes a antibióticos ameaçam planeta

Os antibióticos fazem engordar?

 
Que o teu alimento seja o teu único medicamento! Hipócrates - Pai da Medicina
 
Fonte:https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/antibiotica-promove-polipos-e-o-cancro-199060 
Dom | 25.11.18

Sal dos Himalaias

Medicinas Alternativas
 

O sal, - a maior parte das vezes é sal refinado chamado cloreto de sódio e não o sal marinho - é algo que a maioria de nós usa para temperar nossa comida diariamente. O sal é uma grande fonte que acrescenta sabor e aroma para nossos alimentos. Mas ao mesmo tempo sabemos também que o alto teor de sódio presente no sal pode levar à hipertensão e muitas doenças cardíacas, o que pode danificar lentamente nosso sistema cardiovascular. Este sal é geralmente, altamente refinado. É quase puro cloreto de sódio (97% ou mais), com produtos químicos adicionados, tais como absorventes e agentes anti-aglomeração.

Imagem:souindigo.

 

O sal rosa do Himalaia vem de depósitos de sal de rocha há mais de 250 milhões de anos, em torno da cordilheira do Himalaia, na Ásia e é encontrado principalmente na Índia, Paquistão e Ceilão/Sri Lanka. O sal do Himalaia é um sal 100% saudável e mais puro devido à sua proveniência, uma área intocada no fundo da cordilheira do Himalaia. É também conhecido como o “ouro rosa”. Ele tem sido usado como um alimento valioso desde a antiguidade na dieta humana.

 

Composição do sal do Himalaia

A cor rosa vibrante do sal é um resultado da presença de oligoelementos minerais naturalmente encontrados no sal, os quais são essenciais para a saúde humana. Ele contém 84 preciosos elementos que são encontrados em nosso corpo, fornecendo, assim, todos os minerais necessários e essenciais ao nosso corpo.

Sua estrutura molecular contém sódio, cálcio, magnésio, e ferro, são necessários para o metabolismo celular correcto.

Em ordem alfabética: actinium, alumínio, antimónio, arsénico, astatine, bário, berílio, bismuto, boro, bromo, cádmio, cálcio, carbono, cério, césio, cloro, cromo, cobalto, cobre, disprósio, érbio, európio , flúor, frâncio, gadolínio, gálio, germânio, ouro, háfnio, hólmio, hidrogénio, indio, iodo, o irídio, o ferro, o lantânio, o chumbo, o lítio, lutécio, magnésio, manganês, mercúrio, molibdénio, neodímio, neptúnio, níquel, nióbio , de azoto, o ósmio, o oxigénio, o paládio, o fósforo, platina, plutónio, polónio, potássio, praseodímio, protactínio, rádio, rénio, ródio, rubídio, ruténio, samário, escândio, selénio, silício, prata, sódio, estrôncio, enxofre, tântalo , telúrio, térbio, tálio, tório, túlio, estanho, titânio, urânio, vanádio, volfrâmio, ítrio, itérbio, zinco e zircónio.

 

Usos medicinais e benefícios para a saúde do sal do Himalaia:


- O sal do Himalaia equilibra os níveis de açúcar no sangue.

- Ajuda a tiróide e função adrenal.

- Melhora na qualidade do sono.

- Aumenta a beleza da pele.

- Desintoxica o corpo, equilibrando o pH sistémico.

- Ele ajuda a prevenir a gota e artrite gotosa.

- Ele estabiliza os batimentos cardíacos irregulares e ansiedade.

- Ele é óptimo para prevenir cãibras musculares.

- Ajuda a equilibrar a pressão arterial porque fornece um sal rico em minerais não refinado em uma solução iónica

- O sal do Himalaia ajuda a limpar o muco e catarro nos pulmões, particularmente na asma e fibrose quística/cística.

- O sal rosa do Himalaia ajuda rim a passar o excesso de acidez na urina.

- O sal do Himalaia é uma grande fonte para todos os minerais essenciais e cada mineral essencial necessário para a saúde humana.

- O sal do Himalaia regula a pressão arterial, se for tomado com moderação com água.

- Impede o excesso de produção de saliva.

- Aumentar o desempenho da libido.

- É um óptimo sal anti-envelhecimento.

- Produz energia hidroeléctrica nas células do seu corpo.

- Restaura o equilíbrio alcalino e electrólitos do corpo.

 

Temas relacionados:

-  ”Os segredos de saúde dos Hunzas”

Sal caseiro: Faça você mesmo

Partículas de plástico no sal

 

Fontes:

Naturopatia

Notícias Naturais

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/sal-rosa-dos-himalaias-o-mais-puro-e-169129