Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Dom | 16.09.18

3 ingredientes naturais para o colesterol

Medicinas Alternativas

O colesterol em excesso pode causar surgimento de doenças cardio-vasculares.

Foto:ftcdn.

 

Para prevenir doenças ou complicações cardiovasculares, é recomendável manter uma alimentação equilibrada e saudável. Para ajudar a baixar o colesterol em excesso,  existe  um remédio natural, entre muitos outros! Estes sempre são mais econômicos e sem efeitos secundários como as drogas farmacêuticas.

 

Como saber se tem o colesterol alto?
O colesterol é uma substância gerada pelo fígado, parecida com a gordura. Encontra-se em todas as células do corpo e é necessário para o correcto funcionamento do organismo. Porém, em excesso, - acima dos 220 - pode atrapalhar a saúde por em geral aumentar o risco de sofrer doenças cardio-vasculares.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares faz mais de 17 milhões de vítimas mortais a cada ano em todo o mundo. 

 

 Mas, como saber se seus níveis de colesterol são normais ou não são? Preste atenção a estes sinais:

- Dor de cabeça

- Dor no peito

- Enjoos

- Estômago pesado e indigestão

- Fraqueza e fadiga

- Inflamação nas extremidades
- Mau hálito

- Prisão de ventre
- Visão borrada/desfocada


Os níveis normais deste lipídio no sangue dependerão da idade e sexo da pessoa.

 

Qual o remédio natural?
Remédio de gengibre, alho e mel para regular o colesterol

Este remédio é uma excelente opção se quiser regular seus níveis de colesterol no sangue em pouco tempo. É simples de preparar e muito econômico. Ajuda a limpar as artérias, por isso reduz o risco de sofrer de doenças cardio-vasculares.

Os ingredientes desse remédio têm propriedades anti-inflamatórias e anti-oxidantes. Assim, também ajudam a tratar doenças como a indigestão, hipertensão, artrite e asma.

No caso do alho, ele melhora o fluxo sanguíneo e a saúde cardíaca. É anti-coagulante, anti-inflamatório e anti-oxidante.
Por sua vez, o gengibre impede a peroxidação lipídica e evita que o fígado sintetize o colesterol ruim (LDL) que provém de alguns alimentos. Assim como o alho, é anti-oxidante.
O mel diminui os níveis de triglicerídeos e colesterol ruim (LDL) e aumenta o colesterol bom (HDL). Tem propriedades anti-oxidantes que evitam o surgimento de algumas doenças. Além disso, é um excelente substituto do açúcar porque é mais saudável, mais ainda se for biológico.


Ingredientes:
4 dentes de alho
3 centímetros de raiz de gengibre
½ xícara/chávena de suco/sumo de limão (125 ml)
2 litros de água filtrada da torneira
5 colheres de sopa de mel 


Preparo:
Descasque muito bem os dentes de alho e coloque-os em um processador de alimentos junto com os pedaços de raiz de gengibre.
Processe por alguns minutos até obter uma mistura homogênea.
Tire o suco/sumo do limão até chegar a meia xícara/chávena e adicione a mistura junto com os 1,5 - 2 litros de água.
Finalmente, adicione o mel e bata.
Coe a bebida, se achar necessário, e coloque em um frasco de vidro.
Deixe repousar por, pelo menos, 5 dias em um lugar fresco e à sombra. Também pode levar para a geladeira/frigorífico se preferir.


Como tomar?
Você pode tomar uma xícara/chávena do remédio em jejum ou antes de cada refeição.
Consuma-o por um tempo não maior do que 2 semanas.
Também pode adicionar um pouco de vinagre de sidra de maçã para potencializar os benefícios do remédio.

Nota: Se o sabor da bebida pura parecer muito forte, também pode dissolver 2 colheres de sopa da mesma em 1 copo de água (200 ml) e tomar antes de cada refeição.

Independentemente da forma como decidir tomar este remédio, ajudará a melhorar a sua saúde cardio-vascular. O importante é que seja disciplinado com o tratamento e o complemente com uma alimentação adequada e atividade física. Neste caso, diminua o consumo de carne e derivados e ainda alimentos que aumentem o colesterol.

 

Ainda que o fígado seja produtor de colesterol, aquilo que ingerimos com os alimentos é o que mais afecta ao nosso organismo. Há que prestar atenção ao que se come!

 

Nota bene:

Os níveis de colesterol devem oscilar entre os 200 e os 220. Acima disso e também abaixo disso começam geralmente os problemas. Não basta apenas saber o colesterol total, há que saber também os valores do HDL (bom) e LDL (ruim).

 

Temas relacionados:

Colesterol: Fármacos são completamente inúteis

As estatinas duplicam o risco de diabetes

Resistência aos antibióticos aumenta com fármacos para o colesterol e alergias

“A campanha do colesterol é o maior escândalo médico do nosso tempo”

Fígado inflamado: Quais os sintomas e como tratar

Coração saudável: A importância das vitaminas

O alho e o colesterol

Alpiste/alpista e canela para baixar a pressão arterial

Tomar mel e vinagre de maçã. O que acontece?

Receita de limão: Regule o intestino, normalize o colesterol e derreta gordura

Gengibre: Ele faz parte da sua alimentação?

Consumir uma colher de azeite por dia, pela sua saúde

Tibete: Receita antiga de alho para tratamento de diversas doenças (vídeo)

Já conhece os benefícios da planta borututu?

Diabetes: O que evitar e 3 remédios caseiros eficazes

MTC: O pilriteiro / crataegus

Agradecer promove a saúde e a felicidade; 11 motivos para o fazer

A Meditação Transcendental e seus benefícios

Alimentos: Como melhorar a circulação, vasos sanguíneos e pressão arterial

Receita: 8 motivos para beber sumo de gengibre de manhã

Alecrim e gengibre: Beneficiam o coração e equilibra o colesterol

Chá de Hibisco: Mantém saudáveis os níveis de colesterol e hipertensão

 

Fontes:

Melhor com Saúde

As Medicinas Alternativas