Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Sex | 09.11.18

A planta consolda-maior

Medicinas Alternativas
 

Plantas da família das Borragináceas, também é conhecido como capim-roxo-da-rússia, erva-de-cardeal, consólida-maior, orelha de asno, consólida do cáucaso, língua de vaca, confrei e orelha de vaca. Trata-se de uma erva perene, que se apresenta como uma pequena touceira, com rizomas carnosos e sem caule aparente, as folhas, de formato entre o laceolado e oval e que saem praticamente ao nível do solo, são grandes na base da planta e as superiores um pouco menores. As flores aparecem em um escapo floral, reunidas em ramalhetes mais ou menos folhosos e torcidos, com coloração amarelada, esbranquiçada ou violácea. Embora haja flores, não há produção de frutos e nem de sementes, pois é uma herbácea híbrida. A raiz de consolda é longa, em formato de fuso, fibrosa e carnuda. A parte exterior e escura e rica em sumo. Nada se perde no consolda. As folhas que sobram após um geada servem para preparar o terreno para o plantio de tomates. É um fertilizante ideal para eles porque contém três vezes mais potássio do que nitrogénio e muito menos fósforo.

 

Curiosidades 

Seu nome cientifico, Symphytum, é derivado da palavra grega que significa "crescer junto", e se refere à raiz mucilaginosa que faz exactamente isso - une e cicatriza a carne e os ossos.

 

Características

Suas flores são ricas em alantoína e aparecem mais no verão. Essa substância alantoína é uma substância que estimula a divisão celular. As folhas do consolda são grandes e são usadas para fazer compressa em fraturas, há muito tempo. Ela cresce cerca de 1 metro e meio e é rizomatosa e perene. A planta espalha-se por 2 metros.

 

História

Foi trazida da Eurásia, nomeadamente da Rússia para a Europa há pelo menos 1.000 anos. A botânica Hildegard von Bingen, já há 1 milénio conhecia as propriedades curadoras da consolda, sobretudo na consolidação da cura das fracturas dos soldados, feitas após as batalhas campais.

 

Receitas caseiras habituais na Sibéria, na Europa central e em partes da Escandinávia

A ingestão de uma decocção feita com a raiz, água e vinho cura ferimentos internos, contusões, feridas e úlceras nos pulmões, e expulsa o catarro que oprime o peito. As raízes, quando batidas, curam também os ferimentos e cortes externos; o consolda é especialmente indicado para as fraturas: tem tal poder de consolidar e unir que ser for fervido numa panela com carne picada, juntará os pedaços novamente. 

 

Partes usadas

As partes aéreas e a raiz.

 

Plantio

Multiplicação:

- multiplica-se por mudas de rizoma; Cultivo: prefere clima ameno embora tolere climas adversos. Requer solo rico em matéria orgânica, úmido, não encharcado. Planta-se os rizomas (ou mudas) nas covas com espaçamento de 50cm entre plantas. Após serem adubadas com húmus ou esterco (2l por cova). Os melhores meses para o plantio são de agosto a novembro, de preferência em locais com bastante luminosidade. Esta planta é considerada perene (dura mais de 10 anos); só após o plantio colhe-se as folhas e 2 anos após começam a colher-se as raízes.

A espécie de consolda conhecida como S. x uplandicum é a melhor para se cultivar no jardim. As folhas são menos ásperas que as do consolda silvestre, os botões são bonitos, azul avermelhados, e a planta cresce formando uma pequena touceira bem-feita.

 

Modo de Conservar

As folhas são utilizadas frescas e os rizomas, depois de bem lavados e raspados, devem ser picados e postos ao sol para secar. Depois de secos, devem ser guardados em sacos de papel ou vidros bem tapados.

 

Princípios Activos

Possui alto teor de proteína, cálcio, ferro, simpetina, sais minerais, vitaminas, colina, consolidina, fósforo e ácido fólico. A raiz de consolda contêm mais mucilagem do que o malvarisco. Também contém alantoína, um pouco de amido e tanino. O conteúdo de alantoína de uma solução aquosa reforça poderosamente as formações epiteliais e protege qualquer tecido ferido, externamente. Promove a formação de células saudáveis que curam ferimentos externos. Também usada em fracturas, porém aqui requer cuidado com o estômago e fígado.

 

Para que serve esta planta medicinal?

Ela age no organismo como adstringente (promovendo constrição dos tecidos e diminuindo as secreções), alivia irritações, é expectorante, anti-inflamatória, cicatrizante e prolifera as células. Quando bem aplicado, a consolda ajuda imenso nas fracturas ósseas.

 

Efeitos colaterais da consolda

O efeito colateral da consolda inclui irritações gástricas.

Contra indicações da consolda

A consolda está contraindicada na gravidez ou para mulheres em fase de lactação.

 

Obs.:

As farmacêuticas e médicos convencionais advertem sobre o uso interno. Experimentei há uns anos e durante 6 meses tomei-a em chá, nas saladas, sopas e em batidos cremosos, em média 1/2 folha (por vezes ligeiramente menos) diáriamente. Confesso que ao fim de um trimestre, o sabor da folha consolda já não me seduzia, interrompi por 9 dias e depois continuei com o mesmo processo. Fiquei bem e nem o estômago se queixou.

Conheço alemães e austríacos, que frequentemente e durante o ano tomam por meses seguidos pequenas quantidades da consolda juntamente com cascas de ovos biológicos, depois de terem moído a pó as cascas. Fortalecem assim os ossos e os dentes e curam as cáries e osteoporoses.

 

Temas relacionados:

A ABADESSA HILDEGARD VON BINGEN, QUEM ERA?

Alimentos ricos em cálcio

Investigação: Leite aumenta risco de morte e de doenças

Cânhamo acelera a regeneração óssea

Calcitrin: Ganha processo contra Ordem dos Farmacêuticos

Toma antidepressivos? Então saiba que...

Aspirina Microactive: Para que serve, efeitos secundários e alternativas

Fármaco português provoca vítimas cerebrais em França