Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Qui | 08.11.18

Aiurveda: Docha Vata

Medicinas Alternativas
 

 

VATA (Éter + Ar)

 

Corpo

O indivíduo do tipo Vata tem estrutura leve e flexível. O corpo é pequeno, os músculos são suaves, é pouco gorduroso com tendência a ser magro ou a estar abaixo do peso. Aparenta ser “tão alto” ou “tão baixo” frequentemente. Sua aparência física é pouco desenvolvida. Com peito “chapado”, demonstra pouca força e menos resistência do que os outros dochas/doshas. As veias costumam ser proeminentes.

Sua pele tem tendência a ser seca e com rugas. A circulação é pobre e, como resultado, as mãos e pés são frios. Em função do docha ser frio, seco, leve e móvel, o Vata tem falta de material isolante (tecido gorduroso abaixo da pele). Ele se sente desconfortável no clima frio, especialmente se está seco e ventando, e prefere a primavera e o verão.

Outras características físicas de uma pessoa Vata incluem olhos pequenos e sem brilho, secura, cabelos finos (enrolados, ondulados), pele e unhas secas e ásperas, juntas rachadas, dentes irregulares, quebradiços ou protuberantes.

Alimentação

Tem apetite e digestão variáveis. Come depressa e em pouca quantidade, o que tende a desequilibrar e agravar o docha. É atraído por alimentos adstringentes, como saladas e vegetais, mas o seu corpo precisa dos sabores doce, ácido e salgado. Alimentos crus agravam o Vata mais do que equilibram. Costuma sofrer de dificuldades com a digestão e problemas com a absorção de nutrientes. Tem tendência a produzir urina escassa e as fezes são duras, secas e em pouca quantidade. A constipação intestinal é uma das características mais comuns.

Perfil

Como o vento, o Vata tem grande dificuldade em estabelecer “raízes”. A palavra Vata deriva de uma raiz que significa “mover” e isso dá uma importante pista sobre as características desse docha. Como o princípio é o da mobilidade, Vata provê a força motora para todas as funções e processos mentais e físicos, regulando todas as actividades do corpo, do número de pensamentos que temos a quanto rápido e eficientemente o alimento se move no trato digestivo.

As pessoas de Vata são imprevisíveis. Sua variabilidade – de tamanho, forma, disposição de ânimo e acção – é a característica que o distingue. A sua energia física e mental se manifesta aos solavancos. Os indivíduos desse tipo tendem a andar depressa, ter fome a qualquer hora, amar a excitação e a mudança, ir dormir numa hora diferente a cada noite, pular refeições e digerir bem a comida em um dia e mal no dia seguinte.

Psicologicamente, o Vata é abençoado com uma mente rápida, flexível e criativa. Tem uma excelente imaginação e se sobressai pelas ideias inovadoras. Quando está em equilíbrio é alegre, jovial e feliz. Tende a falar muito e rapidamente. É facilmente excitado, alerta e reage com velocidade, mas não pensa demais antes de agir. Por isso, costuma dar respostas e ter reacções impulsivas e equivocadas ou tomar decisões erradas com grande confiança.

Uma de suas principais características é a disposição para mudanças ou para mudar as coisas de lugar e dificuldade para estabelecer relacionamentos. Ele, frequentemente, muda a mobília, a casa, o emprego, a cidade, e se sente facilmente entediado, instável e desmotivado. Não gosta de ficar no mesmo lugar por mais de um ano! Sua fé também é variável.

O Vata está sempre com pressa e caminha rápido. Devido ao atributo mobilidade, não gosta de ficar à toa e prefere o movimento, viagens, por exemplo. Não fazer nada é uma punição para ele, que é atraído por corridas, saltos, actividades vigorosas. No entanto, como tem pouca resistência pode ficar facilmente cansado ou exausto.

O Vata é um ser amável, se conseguir amar alguém sem medo e isolamento. Na verdade, o medo é um dos sintomas de desequilíbrio e um Vata costuma sentir medo da solidão, do escuro, de altura e de lugares fechados. Ansiedade, nervosismo e insegurança também são comuns. Ele é preocupado, pouco tolerante e pouco corajoso.

Também é inclinado a muita actividade sexual, mas esse excesso pode provocar o seu desequilíbrio. Tem dificuldade em manter o sexo prolongado e os homens podem ter tendência à ejaculação precoce. Os indivíduos deste tipo dormem menos do que os outros dochas e têm tendência ao sono interrompido, a insónia, especialmente quando está desequilibrado. Porém, mesmo assim, acorda alerta e pronto para o dia.

Clareza também é um dos atributos de Vata, que pode ser sensitivo e clarividente. Com a sua mente clara e imaginação fértil, agarra-se facilmente às novas ideias. Mas com a mesma facilidade com que se empolga com as novidades pode esquecê-la.

O Vata tende a fazer dinheiro rápido e gastá-lo por impulso ou em “bagatelas”. É capaz de ir a um mercado de quinquilharias e voltar para casa com um monte de “bugigangas”. Não é um bom poupador nem planejador financeiro, o que pode resultar em problemas económicos.

 

Desequilíbrios

Da maneira como o Vata funciona (é atrasado para viajar, sem rotina, com estímulos contínuos, com mudanças frequentes), pode facilmente desequilibrar o docha e levá-lo a desordens como obstipação, gases intestinais, fraqueza, artrites, pneumonia, pele, lábios, cabelos, calcanhares e mamilos ressecados ou rachados, desordens do sistema nervoso, tiques nervosos, confusão mental, palpitação e falta de ar, assim como tensão e rigidez muscular, dores na região lombar e ciática. Quando está em desequilíbrio, é difícil restabelecer sua harmonia.

Vata em excesso provoca hiperactividade mental, impaciência e é o principal factor desencadeante de TPM. Quando o período menstrual se aproxima, a mulher tende a ter inchaço, dor das costas, cólica ou dores abdominais, nas pernas (gémeos), insónia, ansiedade, medo e insegurança.

Estímulos auditivos, drogas, açúcar, cafeína e álcool desequilibram o docha, assim como a exposição a lugares e alimentos frios. O tipo Vata é facilmente agravado pelo mau uso dos sentidos. Música muito alta, iluminação inadequada e uso excessivo do computador são factores que agravam seu estado. Apesar de ser naturalmente atraído por novas experiências, deve destinar algum tempo a actividades calmantes, criativas como pintura, costura etc.

As estações frias, secas e com vento, como o Outono, tendem a agravá-lo. O Vata precisa se agasalhar, comer alimentos quentes, nutritivos, levemente oleosos. Banhos quentes e com vapor, humidificadores e hidratantes em geral ajudam a manter o equilíbrio. Em geral, também sente alivio com saunas (húmidas e quentes).

Para conquistar o equilíbrio, precisa introduzir rotina na sua vida e mantê-la, o que é um dos objectivos mais difíceis a serem alcançados por este docha. Com o auxílio da regularidade, principalmente na alimentação e nos horários de dormir e acordar, poderá diminuir desconfortos causados por excesso de Vata, como a insónia e a exaustão. A rotina deve ser mantida mesmo quando a energia estiver boa. O Vata está frequentemente correndo e estafado, incapaz de prestar atenção às tarefas corriqueiras, freneticamente fazendo várias coisas ao mesmo tempo ou falando excessivamente, pulando de assunto o tempo todo. Ao desacelerar e dar a si mesmo tempo para pensar, o Vata alcançará tudo o que precisa e se sentirá menos cansado.

 

Características principais:

• Articulações emitem "estalos"

• Constituição física leve, esguia e magra (ossos finos e protuberantes)

• Executa rapidamente as actividades, anda com passos rápidos

• Fome e digestão irregulares

• Tem sono leve e interrompido, tendência para a insónia (com pico às 4 h)

• Entusiasmo, vivacidade, imaginação

• Excitabilidade, mudança de humor

• Capta rapidamente novas informações, mas também esquece rápido

• Tendência para a pressão arterial baixa

• Tendência a se preocupar, nervosismo e medo

• Tendência a ter prisão de ventre

• Fica cansado rapidamente, tendência a se esforçar demais

• A energia física e mental se manifesta aos solavancos

• Reage ao mundo pelo tacto

• Não gosta do frio

• Pele seca e escurecidas nas articulações

• Pele com fissuras e áspera

• Desenvolve rigidez, artrites e dores generalizadas

• Grande flexibilidade e agilidade na juventude, mas baixa energia

• Cansaço fácil, tendência à exaustão

• Geralmente mãos e pés frios

• Problemas de coluna (escolioses)

• Mantém hábitos irregulares, omitir refeições, dormir em horários variáveis

• Ama a agitação e as constantes mudanças

• Olhos nervosos

• Digere bem a comida num dia e mal no outro

• Tem crises emocionais de curta duração e que são logo esquecidas

 

O Vata deve no seu dia-a-dia:

• Procurar a estabilidaderegularidadesegurança e a profundidade;

• Manter a rotina;

• Olear a pele;

• Fazer exercícios suaves;

• Descansar adequadamente, obter horas suficientes de sono e de qualidade;

• Educar e nutrir os sentidos;

• Preservar a calma;

• Evitar alimentos crus e frios e comer alimentos quentes e picantes, especialmente no tempo frio;

• Evitar temperaturas excessivamente frias e manter-se aquecido.

 

Em relação às cores, o Vata deve minimizar o uso das cores escuras e frias como azul, castanho e preto. Também não deve usar as muito vívidas e fortes, que podem hiperestimulá-lo. As cores mais adequadas são os tons pastéis, amarelados e esverdeados, tomando muito cuidado com laranja e vermelho.

 

Resumindo

ALIMENTOS E HÁBITOS QUE PACIFICAM VATA:

Adequado:     Sabores como doce, amargo, salgado, pesado, oleoso, quente. Hábitos regulares, quietude (evite a TV), líquidos (não refrigerantes ou sumos processados), gerencie o stresse, descanso, ambiente acolhedor, nutrição regular e de boa qualidade, massagem com óleo gergelim. 

 

Adequado:   Alimentos quentes, texturas moderadamente pesadas, brotos e alimentos que trazem satisfação.

 Vegetais    adequados:    Espargos, beterraba, cenouras, pepino, feijões verdes, cebolas e alho (não crus), rabanetes, batata doce, nabos. 

 Frutas adequadas:   Bananas, cocos, tâmaras, mangas, melões, pêssegos, todas as frutas doces, em geral. 

 Grãos  adequados:   Aveia, arroz e trigo espelta (preferivelmente levemente cozido). Há pessoas que são intolerantes ao glúten e por isso ao trigo.

 

Chá para equilibrar o Vata deve conter nas doses certas de alcaçuz, canela, cardamomo e gengibre.

 

 ALIMENTOS E HÁBITOS QUE AGRAVAM VATA 

 

Geralmente inadequado:  Sabores picantes, amargos, adstringentes, leves, secos, frios. Vida não estruturada com muita variedade de excitação, pular refeições, deitar-se tarde, tempo frio e ventoso (especialmente no Outono e no Inverno), exercitar-se por longos períodos, falar ou ver televisão enquanto come; a Televisão por si mesma deve ser evitada, estimulantes como fumar, café, álcool, sanduíches (tudo o que se chama comida plastificada ), açúcar refinado, chá  especialmente (chá preto e chá verde), arroz castanho, corrente eléctrica alternada, ventiladores, uso de sabão comum. 

  

Fontes:

ciberrede

zentrum der gesundheit

ayurvedicamenteblogspot

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/aiurveda-docha-vata-64348