Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Qui | 08.11.18

Criança parada adoece

Medicinas Alternativas
 

 

 

 

 As crianças portuguesas estão cada vez mais sedentárias, conclui estudo desenvolvido pela UC 

As crianças portuguesas, entre os 7 e os 9 anos de idade, estão cada vez mais sedentárias, o que constitui um elevado risco para a obesidade infantil e outros indicadores de saúde, conclui um estudo desenvolvido por uma equipa de investigadores do Centro de Investigação em Antropologia e Saúde (CIAS) da Universidade de Coimbra (UC).

Os resultados «são assustadores», considera a coordenadora do estudo, Cristina Padez, realçando que «entre 2002 e 2009, o número de crianças que vê televisão mais de duas horas/dia aumentou 12%, durante a semana, 15% ao sábado e 17% ao domingo. As crianças cujos pais têm baixo nível de instrução são as que passam mais tempo a ver televisão».

Mas no uso do computador a situação piora: «enquanto em 2002 as crianças pobres praticamente não utilizavam o computador, em 2009 cerca de 19% destes miúdos gastou mais de duas horas por dia no computador, refletindo o "efeito Magalhães", em resultado da "estratégia" do Governo de atribuir os dispositivos aos alunos do ensino básico», observa a especialista da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

 

 

O estudo comparou ainda a prática de desporto após o período escolar e apurou que só metade das crianças é que tem atividade física fora da escola, sendo que, nos níveis socioeconómicos mais desfavorecidos, a percentagem de crianças que não pratica desporto disparou, passando de 36% (em 2002) para 80% (em 2009).

Cristina Padez alerta que «estes comportamentos vão determinar os hábitos na vida adulta e, por isso, os responsáveis políticos devem criar uma estratégia para combater o sedentarismo infantil. Caso contrário, iremos ter adultos com graves problemas de saúde, com custos socioeconómicos muito elevados

 

Fontes:

UC

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/criancas-cada-vez-mais-sedentarias-e-20363