Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Sex | 30.11.18

Mais drogas perigosas

Medicinas Alternativas
 

Fármacos/drogas farmacêuticas aparentemente inofensivos podem ser mais perigosos para a saúde do que se imagina. 

Investigadores dinamarqueses alertam depois de terem analisado casos de doentes que tiveram paragens cardíacas entre 2001 e 2010 e que foram assistidos nos hospitais do país. 

Ao analisar os registos de 28.947 pessoas, conseguiram apurar que 3.376 tinham feito algum tipo de anti-inflamatórios não-esteroides, o grupo de medicação onde se inclui o ibuprofeno. Controlando outros fatores de risco, a equipa conclui que a toma destes fármacos aumenta o risco de ter um ataque cardíaco em cerca de 31%. Foi encontrado um efeito maior na toma de outra substância deste grupo, o diclofenac, que é também é comercializado em diferentes formas em Portugal.

Em comunicado, o autor do estudo Gunnar H. Gislason alerta que não se deve tomar mais de 1.200 mg de ibupofeno por dia, portanto dois comprimidos no caso de embalagens de 600 mg.

 

Nota:

Já há 1 ano atrás, eu avisava no dia 20 de Março para diversos analgésicos/anti-inflamatórios perigosos como a aspirina, celebrex, ibuprofeno, paracetamol e vicodin entre várias outras drogas farmacêuticas.

Todos os fármacos podem ser perigosos para a saúde, uns mais outros menos e como é do conhecimento público estas drogas podem matar.

 

Temas relacionados:

Analgésicos perigosos

Os fármacos podem matar

Os homens e/ou quem sofre do coração deviam saber...

Aviso: Os antidepressivos podem matar

UE: Lista de fármacos que em Portugal não deve tomar

Atenção! Estudo confirma tomar anti-depressivos induz ao suicídio

Para onde caminha a ciência e a medicina no ocidente?

Colesterol: Fármacos são completamente inúteis

Quantos morrem em Portugal devido a erros médicos?

 

Fonte: https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/dinamarca-estudo-avisa-que-188967