Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Sab | 24.11.18

Mais lixo dos laboratórios

Medicinas Alternativas
 

A aspirina é consumida largamente nos países latinos, sendo que nos países africanos e até mesmo na América Latina, o consumo tem vindo a diminuir devido em parte à existência de boas alternativas.

 

A aspirina é fabricada pela Bayer e o seu princípio activo (químico): Ácido Acetilsalicílico, que por sua vez deriva de uma planta, o salgueiro (Salix alba L.), também chamado vimeiro branco, salgueiro banco.

 

 

 1. O que é Aspirina Microactive e para que é utilizada Aspirina Microactive contém ácido acetilsalicílico

O ácido acetilsalicílico é um analgésico (alivia a dor) e um antipirético (diminui a febre). Aspirina Microactive é usada para o tratamento sintomático da febre e/ou dor ligeira a moderada tal como dor de cabeça, síndrome gripal, dor de dentes e dor muscular. Aspirina Microactive é especificamente reservada para adultos e adolescentes com idade igual ou superior a 12 anos (pesando 40 kg ou mais). Pergunte ao seu médico ou farmacêutico sobre outras formas de ácido acetilsalicílico para crianças que pesam menos de 40 kg. Deve falar com um médico se não se sentir melhor ou se se sentir pior após 3 dias (para febre) ou 3-4 dias (para a dor).

Não tome Aspirina Microactive:

Se é alérgico ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro componente deste medicamento;

Se tem história de asma ou reações alérgicas (ex. urticária, angioedema, rinite grave, choque) causados pela administração de ácido acetilsalicílico ou por substâncias do mesmo tipo (nomeadamente fármacos anti-inflamatórios não esteroides).

Se tem úlcera no estômago ou no intestino (incluindo no duodeno).

Se tem alguma situação hemorrágica ou risco de hemorragia. Se tem insuficiência renal (rim), hepática (fígado) ou cardíaca (coração). Se está a ser tratado com metotrexato em doses de 20 mg/semana ou mais. Se está a ser tratado com anticoagulantes (medicamentos para diluir o sangue e para prevenir a coagulação). Se está no 5º mês da gravidez (24 semanas de amenorreia). Se tiver quaisquer dúvidas sobre como deve usar este medicamento, pergunte ao seu médico ou farmacêutico. Advertências e Precauções Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Aspirina Microactive: Se está a ser tratado com outros medicamentos que contenham ácido acetilsalicílico, para evitar o risco de sobredosagem. Se tiver dores de cabeça ao tomar doses elevadas durante um período prolongado, não aumente a dose e procure aconselhamento do seu médico ou farmacêutico. Se usar regularmente medicamentos para as dores, especialmente vários em associação, essa situação pode levar à redução da função renal. Se tem défice de G6PD (desidrogenase de glicose-6-fosfato, uma doença hereditária que afeta as células vermelhas do sangue), pode levar a hemólise (destruição das células vermelhas do sangue). Se tem história de úlceras gástricas ou intestinais, hemorragias gástricas ou intestinais ou gastrite. Se tem compromisso renal ou hepático. Se tem asma: a ocorrência de crises de asma, em alguns doentes, pode estar relacionada com reações alérgicas a medicamentos anti-inflamatórios não esteroides ou ao ácido acetilsalicílico. Não é recomendado a utilização do ácido acetilsalicílico. Se tiver hemorragia menstrual intensa. Se ocorrer hemorragia gastrointestinal durante o tratamento (sangue pela boca, sangue nas fezes, fezes de cor preta), deve parar o tratamento e chamar imediatamente o seu médico ou serviço de emergência médica. Se estiver a tomar algum medicamento para evitar a coagulação do sangue (anticoagulantes). Se tiver uma cirurgia prevista, mesmo que pequena, informe o seu médico ou dentista. O ácido acetilsalicílico aumenta o risco de hemorragia, mesmo em doses baixas. Se tiver gota, o ácido acetilsalicílico modifica a quantidade de ácido úrico no sangue. Se estiver a amamentar.

O síndrome de Reye (uma doença rara porém muito grave essencialmente associada a lesões neurológicas e do fígado) foi observado em crianças que tiveram infeções virais e às quais estava a ser administrado ácido acetilsalicílico. Como resultado: No caso de doenças virais, tais como: gripes e varicela, não se deve dar ácido acetilsalicílico a crianças sem a consulta prévia de um médico; Se ocorrerem sintomas como tonturas ou desmaios, comportamento alterado e vómitos numa criança que esteja a tomar ácido acetilsalicílico deve avisar imediatamente o seu médico.

Outros medicamentos e Aspirina Microactive

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, tiver tomado recentemente, ou se vier a tomar qualquer outro medicamento. O ácido acetilsalicílico em doses superiores, definidas como 1 g ou mais em administração única e/ou 3 g ou mais por dia, pode ser usado para o tratamento de doenças reumáticas (dose anti-inflamatórias). O ácido acetilsalicílico pode ser usado no tratamento da dor e febre em doses definidas como: 500 mg ou mais numa administração única e/ou não mais do que 3 g por dia.

Se está a ser tratado com metotrexato em doses superiores a 20 mg por semana. Neste caso o ácido acetilsalicílico deve ser evitado quando usado em doses elevadas (anti-inflamatórias), ou para o tratamento da dor e febre. Se está a ser tratado com anticoagulantes e em caso de história de úlceras gastroduodenais. Neste caso, o ácido acetilsalicílico deve ser evitado quando usado em doses anti-inflamatórias superiores a 1g, ou para o tratamento da dor e febre. Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Aspirina Microactive se estiver a tomar os seguintes medicamentos: Anticoagulantes orais quando o ácido acetilsalicílico é utilizado para o tratamento da dor e febre e sem história de úlceras gastro-duodenais. Anti-inflamatórios não esteroides quando o ácido acetilsalicílico é utilizado em doses elevadas (anti-inflamatórias), ou para o tratamento da dor ou febre. Heparinas utilizadas em doses curativas, ou em doentes idosos (≥ 65 anos) quando o ácido acetilsalicílico é utilizado em doses elevadas (anti-inflamatórias) para o tratamento de doenças reumáticas, ou para o tratamento da dor e febre.

Trombóliticos

Clopidogrel

Ticlopidina

Medicamentos uricosúricos para o tratamento da gota (ex: benzobromarona, probenecide) Glucocorticoides (excluindo hidrocortisona na terapêutica de substituição) quando o ácido acetilsalicílico é utilizado em doses elevadas (anti-inflamatórias)

Pemetrexed em doentes com leve a moderada insuficiência renal

Anagralide

Medicamentos para tratar a retenção de água (diuréticos) Inibidores da enzima conversora da angiotensina e antagonista dos recetores da angiotensina II Metotrexato utilizado em doses de 20 mg por semana ou menos Deferasirox

Inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ex: citalopram, escitalopram, fluoxetina, fluvoxamina, paroxetina, sertralina); Para evitar os efeitos da interação entre medicamentos, deve alertar o seu médico ou farmacêutico para outros medicamentos que esteja a tomar.

Aspirina Microactive e bebidas alcoólicas

Não tome Aspirina Microactive com bebidas alcoólicas.

Gravidez, amamentação e fertilidade

Se está grávida ou a amamentar, pensa que está grávida ou planeia ter um bebé, aconselhe-se com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento.

Gravidez

Durante os primeiros 5 meses de gravidez deve consultar o seu médico antes de tomar este medicamento ou outros contendo ácido acetilsalicílico.

A partir do 6º mês de gravidez (após 24 semanas de amenorreia), não deve tomar esta medicação uma vez que esta poderá causar problemas sérios para a criança. Se tomou esta medicação durante a gravidez, fale com o seu médico imediatamente.

Amamentação

Este medicamento passa para o leite materno. Como precaução Aspirina Microactive não é recomendada durante a amamentação.

Fertilidade

Este medicamento faz parte do grupo de medicamentos que pode afetar a fertilidade da mulher. 

 

Todas as drogas farmacêuticas podem causar efeitos secundários e danos muito graves na sua saúde

Os efeitos secundários possíveis devido ao ácido acetilsalicílico são:

Hemorragia (sangramento do nariz ou gengivas, etc.).

Reações alérgicas tais como erupção na pele, ataques de asma ou suores faciais acompanhados de dificuldades respiratórias.

Dores de cabeçatonturas, sensação de perda de audiçãozumbidos (som nos ouvidos), que são normalmente indicadores de sobredosagem.

Hemorragia cerebral.

Dor de estômago.

Hemorragia gastrointestinal.

Urticáriareações na pele.

Síndrome de Reye (distúrbio da consciência, comportamento anormal ou vómitos) em crianças com uma doença viral e que tomem ácido acetilsalicílico

 O que precisa saber antes de tomar Aspirina Microactive). Todos estes são efeitos secundários muito graves e pode precisar de consulta médica urgente ou hospitalização. Diga ao seu médico imediatamente ou dirija-se ao hospital mais próximo se observar algum dos referidos sintomas.

 

Nota:

As pessoas geralmente não estão conscientes de que a dor ou a febre, mais não são do que avisos do corpo de que algo não vai bem. Poderá existir uma disfunção hepática (fígado), ou dos rins, ou da vesícula e quando a pessoa toma uma aspirina mais não faz do que mascarar o problema, com o tempo a doença só agrava ainda mais. Na gíria se diz, varrer o lixo para debaixo do tapete. Muitas vezes as pessoas agravam os problemas digestivos com este fármaco, depois começam a tomar Omeprazol ou semelhantes, continuando a agravar as doenças.

A primeira questão que a pessoa que tem uma dor de cabeça, seria esta: Porquê eu tenho esta dor de cabeça? E convinha encontrar a resposta. Por vezes a resposta até é fácil, falta de água. Claro que poderão ser outros motivos, stress mal gerido, noites mal dormidas, falta de descanso, comida desadequada, evacuação deficiente ...

Mas sabia que existe na natureza, sem os efeitos secundários da aspirina, mas que faz as mesmas vezes?

Chama-se chá de salgueiro (Salix alba). Serve para tratamentos das dores nas articulações (mialgias, artralgias), no reumatismo crónico. Síndromes febris de gripe e cefaleias (dores de cabeça).

Partes utilizadas: Cascas dos ramos jovens (2 a 3 anos). Principais indicações: Analgésico, antipirético e anti-inflamatório. Doenças reumatismais.

Só não deve ser consumido, o chá, se a pessoa for hipersensível a salicínicos e tiver úlceras gastrintestinais.

 

 Poderá ter interesse nestes temas: (Clicar em baixo)

Omeprazol: 10 perigos para a saúde

Colesterol: Fármacos são completamente inúteis

UE: Lista de fármacos que em Portugal não deve tomar

A importância da febre para a criança

 

Fontes:

infarmed

Naturopatia

Plantas e Produtos Vegetais em Fitoerapia

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/aspirina-microactive-para-que-serve-143934