Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Qua | 07.11.18

Tribunal confirma que o vírus do sarampo não existe

Medicinas Alternativas
 

Devido ao suposto sarampo, à vacinação de adultos e, especialmente, de crianças, a indústria farmacêutica ganhou durante mais de 40 anos, centenas de milhares de milhões de euros (>100.000.000.000,00 euros) na vacinação de adultos e especialmente com as crianças contra um vírus que nem sequer existe. Os juízes de um supremo tribunal Federal (BGH - Bundes Gerichtshof) confirmou numa recente decisão, o vírus do sarampo NÃO existe. Além disso, no mundo não há nenhum estudo científico que poderia comprovar até à data, a dita existência de tal vírus. Na verdade, a questão coloca-se, que andaram a injectar em milhões de cidadãos alemães durante décadas, em centenas de milhões de outros europeus e em outras centenas de milhões de outros cidadãos de diversas nacionalidades? Segundo este Tribunal Federal Superior, não foi com certeza uma vacina contra o sarampo.

Durante o processo, 5 peritos da matéria, analisaram os estudos científicos apresentados em tribunal. Todos os peritos foram unânimes na conclusão: O vírus do sarampo não existe.

Foto: OLG Stuttgart Urteil vom 16.2.2016, 12 U 63/15

 

A genética contraria a existência do (pseudo) vírus do sarampo

No processo, os resultados não podiam ter sido mais claros sobre a chamada "impressão digital" sobre o alegado vírus do sarampo. Doisinternacionalmente reconhecidos laboratórios, incluindo o maior instituto do mundo e líder de genética, vieram desmentir categóricamente e de forma independente  um do outro, chegando exactamente aos mesmos resultados, i.e. o vírus do sarampo não existe.

Os supostos estudos que alegavam a existência da doença chamada sarampo, tiveram sempre resultados enviados pelos laboratórios ou por cientistas que trabalhavam para ou com laboratórios que tinham interesses directos ou indirectos nas vendas de vacinas.

Os virologistas do passado reconheceram erroneamente partes das células como sendo partes do vírus do sarampo e que hoje se sabe ter sido uma conclusão errada desses antigos virologistas.

Desta sentença de tribunal, facilmente e logicamente se pode concluir que todas as afirmações, nacionais e internacionais, sobre a suspeita do vírus do sarampo, da infecciosidade do sarampo, da "segurança" da vacinação contra o sarampo, sob ponto de vista legal e perante uma abordagem verdadeiramente científica não têm absolutamente nenhum suporte. 

A indústria farmacêutica, não querendo prescindir dos enormes lucros fabulosos das vendas das pseudo vacinas, nada mais fizeram até à data e durante décadas, vender-nos gato por lebre.

Agora, há cada vez mais pessoas lúcidas que remetem para a competência dos tribunais em denunciar as fraudes da indústria farmacêutica.

Quem não se lembra do célebre cientista Louis Pasteur? Hoje sabe-se que Pasteur copiava muitos trabalhos de Béchamp e ainda falsificava os resultados das suas experiências. 
Só recentemente é que o Instituto Pasteur de Paris confirmou que de facto Louis Pasteur falseava muitos dos resultados experimentais do seu laboratório.
Para mal dos doentes, a maioria dos médicos e sua medicina alopática ainda actualmente se guia pelos resultados falsos de Pasteur.

 

Temas relacionados:

O vírus do sarampo não existe?

Tribunal da Rep. Checa decide pela liberdade de os pais não vacinarem os filhos

Ato de saúde/médico da ordem dos médicos visa prejudicar mais uma vez os doentes?

Médica escreveu livro: A máfia médica (Vídeos)

-  Infarmed: Pede atenção a eventuais reacções adversas à nova vacina

Criança de 2 anos, diagnosticada com doença incurável quando afinal tinha falta de vitamina

Como impedir o seu médico de o matar

Farmacêuticas não visam a cura, mas a dependência, diz Nobel da Medicina

A farsa das vacinas/vacinação

Alerta: Programa Nacional de Vacinação 2017; Terrorismo de Estado ?

Sabe como funciona a indústria da doença?

Vacinas, pesticidas e rast(r)os químicos são armas de destruição em massa

Vacinação: Lavagem cerebral

Cura do cancro! FOSFOETANOLAMINA cura o cancro?

 

Fontes, fotos  e nossos agradecimentos a:

Dr. Stefan Lanka

WissenschaftPlus

BGH Az. I ZR 62/16

Zentrum der Gesundheit
Kopp Verlag
A.N.

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/mais-uma-mentira-das-farmaceuticas-172344