Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

As Medicinas Tradicionais

Saúde; Medicinas Alternativas; Medicinas Naturais

Qui | 08.11.18

Zica e malária

Medicinas Alternativas
 

 

O biólogo Gilvan Barbosa Gama, de Florianópolis, explica como usar a própolis contra a dengue.

Há mais de 10 anos que um biólogo mineiro vem dizendo que consumir própolis é bom para evitar não só a dengue como também a malária.

E ninguém escuta ou faz uma pesquisa "séria e independente" sobre o assunto.

O nome desse biólogo é Gilvan Barbosa Gama.

Segundo ele, basta tomar algumas gotas diárias para que o mosquito fique longe da gente.

O biólogo garante que a própolis exala no suor dois dos seus princípios activos, a flavona e a vitamina B, que repelem os insectos.

A própolis é uma cera produzida pelas abelhas a partir cascas, resinas e botões de flores.

Além das vitaminas do complexo B, C, H e O, a própolis também possui em sua composição a Flavonoides, galangia, resinas com bálsamo, cera e pólen.

A tintura de Própolis, para nos proteger contra o Aedes aegypti, deve ser ingerida, de acordo com Gilvan Barbosa, da seguinte forma:

Adultos: de 30 a 40 gotas diluídas em água (ausente de cloro).

Um copo a cada 6h.

Crianças: crianças de até 10 anos deverão tomar a metade do peso corporal em gotas diluídas em água sem cloro.

Ou seja, se a criança pesa 10 quilos, toma 5 gotas.

Gilvan alerta, para não esquecer de fazer o teste alérgico para ver se quem vai tomar a própolis não é alérgico a ela.

É muito rara esta sensibilidade, mas pode ocorrer.

 

Como sempre, tem muita gente que contesta a informação do biólogo mineiro.

Mas, pelo que vimos nos comentários e depoimentos de pessoas que seguiram a dica, ela realmente funciona.

O que fazer: acreditar no biólogo e usar a própolis para se proteger contra dengue/zika/chicungunha ou não acreditar e não usar?

A decisão é sua. O certo é que sem um sistema imunológico em perfeito estado, a doença aparece muito mais facilmente, seja ela qual for.

 

Fontes:

Scielo (pdf)

jornalorebat3

curapelanatureza

https://as-medicinas-alternativas.blogs.sapo.pt/prevencao-zika-e-malaria-83980